27/09/2019 às 11h33min - Atualizada em 27/09/2019 às 11h33min

Copa do Nordeste chega em 2020 muito mais atrativa e competitiva

Torneio terá maior quantidade de jogos e voltará a receber o Sport depois de duas temporadas

Luiz Eduardo - Editado por Paulo Octávio
Foto: Gazetaesportiva.com
Se consolidando como uma das maiores competições de futebol do país, a Copa do Nordeste 2020 promete fazer história. Pela primeira vez depois de 17 anos, o campeonato contará com a presença dos sete maiores clubes da região. Sport, volta ao torneio depois de dois anos, estará ao lado de Bahia, Vitória, Ceará, Fortaleza, Náutico e Santa Cruz.

O formato do ano que vem será o mesmo da edição de 2019. Dois grupos de oito equipes cada um formarão a primeira fase, depois, os quatro melhores de cada chave prosseguem às quartas de final, com os confrontos sendo definidos da seguinte forma: o 1º do A diante do 4º colocado do A; o 2º do A contra o 3º do A; o 1º do B enfrentando o 4º do B; e o 2º do B versus o 3º do B. Os classificados avançam as semifinais e logo na sequência, a grande decisão, todas no esquema de mata-mata.

Além de tudo, a “Lampions League” tem como atrativo a questão financeira. Neste ano, as cotas de tv (aberta e fechada) ultrapassaram a casa de R$ 31 milhões, fora as placas de publicidade no gramado e o repasse do pay-per-view. Para a próxima temporada, a expectativa é de que a verba seja ainda maior para os cofres das esquadras. Outro motivo o qual pode significar uma melhora nos investimentos é a posição dos clubes frente ao momento atual. Através da probabilidade de condicionar quatro clubes na primeira divisão e outros seis na segundona -- com os acessos de Náutico, Sampaio Corrêa e Confiança -- tanto o nível técnico quanto o financeiro tendem a subir. Fora que, o resto dos participantes estão garantidos em divisões menores tais como as séries C e D.

Além disso, o “Nordestão” terá maior quantidade de partidas. Ao todo serão 108 jogos contra 72 na edição passada e as fases quartas de final e semifinal serão de ida e volta, o que atualmente acontece apenas na final. A partir do aumento do número de jogos, por consequência os estádios poderão obter elevação no número de torcedores. Assim como ocorreu em 2019, quando o Campeonato do Nordeste atingiu uma média de público em torno de 7,4 mil torcedores por partida. O resultado é melhor que o da Copa do Brasil, o qual conseguiu 6,2 mil torcedores por confronto e a média de todos os estaduais realizados na região.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »