05/04/2019 às 20h12min - Atualizada em 05/04/2019 às 20h12min

Vida noturna em Salvador: dicas de passeios à noite

Saiba o que fazer a noite na capital baiana

Gabrielle Lima Braga - Editado por Jéssica Belo
Site: Férias Brasil
No artigo ‘Lugar para se conhecer em 2019’, do jornal New York Times, publicado em janeiro deste ano, Salvador foi a única cidade brasileira a ser citada. O Centro Histórico foi a principal recomendação do jornal, por causa da história gravada em “suas fachadas coloniais coloridas, ruas de paralelepípedos e praias”. Com isso, turistas de todo o mundo visitaram a cidade do acarajé e souberam exatamente aonde ir, seguindo as orientações da New York Times.
 
No entanto, quem conhece a cidade sabe que os pontos turísticos do Centro Histórico e as praias são passeios recomendados para a luz do dia. Por isso, se você quer saber o que fazer a noite em Salvador, é a vez do ‘Lab Dica de Jornalismo’ fazer a indicação.
 

Rio Vermelho

‘O bairro mais boêmio de Salvador’,não tem essa fama em vão. Além de seu belo visual marítimo, o lugar é preenchido com bares de canto a canto. Pra quem gosta do combo ‘cerveja com música e jovens agitados’, o Point do Japa e o Bar Chupito, localizados na Rua da Paciência, são excelentes opções. Para acompanhar o drink, ainda há os famosos acarajés da Dinha e o da Cira, que são pedidas obrigatórias na cidade.


Foto: Site Dicas do Nosso Brasil

 
Se você é do tipo que gosta mais de ambientes fechados com luzes e música, o Rio Vermelho hospeda casas noturnas bem frequentadas, como a San Sebastian (destinada ao público LGBTQ+), Amsterdam e Zen.

Por ser um bairro bem completo para curtir, também é possível encontrar outros eventos, como casas de show. Ainda, aos sábados, a noite é mais movimentada e o próprio espaço da rua se torna o local de festa.
 

Cravinho

O bar e restaurante Cravinho, localizado no Pelourinho, Centro Histórico da cidade, é bem citado por causa das suas bebidas e infusões. O nome do estabelecimento já é bem sugestivo: se trata de uma bebida de infusão típica que mistura cachaça, cravo, mel e limão.

Algumas outras opções de bebidas são: Canela (cachaça, canela, mel e limão), Jatobá (cachaça, casca de jatobá, mel e limão) e a chamada Senzala (cachaça, vinho, Catuaba, Jatobá, mel e limão). Já para tira-gostos, eles vendem de moqueca de caviar até bolinhos de bacalhau.

Foto: Site Boa Viagem
 
O ambiente é bonito e agradável, todo composto e decorado com madeira nobre. Também, é dividido em quatro espaços, todos com móveis diferentes. É o local ideal para sentar nas mesas e conversar com os amigos.

O Cravinho fica aberto até às 21h, por isso, para os que gostam de amanhecer o dia na rua, é bom planejar um segundo destino na noite.
 

Sorveteria da Ribeira

Essa dica é para quem quer sair à noite, mas com pouca agitação: tomar um dos melhores sorvetes de Salvador. Sem falsa modéstia, ela mesma se intitula: ‘A sorveteria mais lembrada do roteiro turístico’. Inclusive, já recebeu a visita de figuras públicas, como Rodrigo Santoro e Gilberto Gil.


Foto: Site Tripadvisor

A sobremesa é feita artesanalmente, com fruta de verdade, e tem sabores diversificados; banana, milho, ovomaltine, pavê e tapioca estão entre eles. No entanto, o preço não é tão acessível quanto os sorvetes convencionais, uma bola pode chegar a 8 reias.

A Sorveteria fica na Orla da Ribeira, ou seja, ainda dá pra passear e olhar o mar, depois de experimentar essa tradição congelada. O horário de funcionamento é de 8h até às 22h.
 

Santo Antônio Além do Carmo

Esta é outra sugestão para quem gosta de calmaria. Localizado no Centro Histórico da cidade, o Santo Antônio Além do Carmo é um dos bairros mais rústicos da cidade.

É nela que fica ‘o melhor cachorro quente de Salvador’, da Lanchonete Travessa’s. O estabelecimento funciona desde 1897, e apesar de ter o hot dog como prato principal, vende lanches e petiscos para todos os gostos. Para acompanhar, a maionese oferecida pela lanchonete é artesanal – o segredo do molho é guardado a sete chaves.

 

Foto: Blog Salvador Além do Óbvio

Os preços são bem acessíveis, o cachorro quente, por exemplo, custa menos de 4 reais. A Travessa’s fica próxima a Praça do Santo Antônio – uma pracinha charmosa, com vista para a Baía de Todos-os-Santos. O horário de funcionamento é de 8h as 00h.
 
Também no Santo Antônio Além do Carmo, está o Bar Cruz do Pascoal. Fundado em 1952, ainda é possível observar marcas da história no local. Tem como atrativo principal a paisagem dos fundos: uma vista panorâmica da Cidade Baixa e da Baía.

 
Foto: Site Pelourinho Dia e Noite.

Para comer, são oferecidos pratos, como Escondidinho de Camarão, Carne do Sol com Vinagrete, Pirão de Aipim, além de petiscos e porções. Já para beber, tem cerveja, vinho, caipirinha, bebidas quentes, entre outras. Os preços são justos.

O bar fica na Rua Direita De Santo Antônio e funciona até as 00h.
 
 

Barracas do Imbuí

Variedades de preços, bebidas, estabelecimentos e quitutes estão por aqui! Trata-se de um passeio no meio da Avenida Jorge Amado, no bairro Imbuí, preenchido com barzinhos, quiosques e restaurantes. Entre os mais famosos, estão o Zurca Boteco e o Quiosque do Dedé.


Foto: TripAdvisor
 
Mais frequentadas nos fins de semana, as barracas são disputadas em dias de jogo de futebol, com direito a cliente em pé. Além disso, não tem horário de fechamento, já que fica em rua aberta.
 
 
 
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »