23/04/2019 às 12h48min - Atualizada em 23/04/2019 às 12h48min

Cruzeiro leva o troféu de Campeão Mineiro de 2019

Celeste conquistou seu 38° título Estadual. Foi a primeira vez que a equipe faturou um campeonato no Estádio Independência

Izabela Avelar - Editado por Amanda Cruz
Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Após vencer o jogo de ida por 2 x 1, o Cruzeiro visitou o Atlético-MG no último sábado (20) no Estádio Independência, empatou por 1 x 1 e levou para casa seu 38° título do Campeonato Mineiro. O bicampeonato da equipe celeste foi conquistado de forma invicta com 10 vitórias e cinco empates, sendo que o time marcou 37 gols e teve o melhor ataque da competição. Os gols da partida de volta foram marcados por Elias e, Fred que ganhou o troféu de artilheiro do torneio com 12 gols marcados. A raposa  diminuiu a vantagem do rival nos números de taças, pois o Galo possui 44 taças da competição.

1° TEMPO
 
Nos primeiros 45' da decisão, o time da casa o Atlético-MG, que precisava da vitória para levar o caneco, resolveu propor o jogo e logo aos 5' levou perigo ao gol defendido pelo goleiro Fábio. O atacante Ricardo Oliveira acertou o travessão em uma cabeçada e Luan finalizou chutando cruzado. Logo depois, o time azul e branco respondeu. Após o cruzamento de Marquinhos Gabriel pela esquerda, o zagueiro atleticano Igor Rabello tentou afastar a bola, mas acabou acertando o travessão do gol de Victor.

Quem saiu na frente do marcador foi o Galo aos 29'. Elias aproveitou rebote do goleiro cruzeirense e mandou a bola de cabeça para o fundo da rede, abrindo em 1 x 0. Fim da primeira etapa com a vantagem para os donos da casa.

2° TEMPO

Com a vitória mínima que precisava no placar, o mandante pouco atacou no segundo tempo. Marcando no seu campo de defesa, conseguiu anular os ataques do Cruzeiro. O empate do visitante veio quando o jogo já estava caminhando para o fim. Pedro Rocha, que substituiu Marquinhos Gabriel, invadiu a área e deixou os marcadores para trás. Léo Silva entrou com um carrinho e desviou a bola com o braço direito. O árbitro Leandro Bizzio Marinho, orientado pelo VAR, verificou o lance a beira do gramado e marcou pênalti para a raposa. O experiente Fred deslocou Victor e marcou o gol do título. Posteriormente, a zaga cruzeirense afastou as investidas finais do Alvinegro e assegurou o bicampeonato da equipe fechando em 1 x 1.


PRÓXIMOS CONFRONTOS
Os times entram em campo novamente na terça-feira (23) pela Copa  Libertadores. O Cruzeiro enfrenta o Deportivo Lara, na Venezuela, às 17h pelo horário de Brasília. O Atlético-MG recebe o Nacional do Uruguai às 21h30 no Mineirão.


 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »