12/12/2020 às 17h41min - Atualizada em 12/12/2020 às 17h36min

United e City não saem do zero no dérbi de Manchester

A partida foi a primeira da história a não contar com torcedores no estádio

Léo Abrantes - Editado por Amanda Cruz
Maguire e Jesus disputam a bola. (Foto: Divulgação/Twitter Premier League)
O Manchester United recebeu o rival da cidade, o Manchester City, na tarde deste sábado (12), no Old Trafford, válido pela 12ª rodada da Premier League. Em uma partida bastante equilibrada, as duas equipes da cidade de Manchester não conseguiram abrir o marcador e ficaram apenas com um empate sem gols.
 
Com esse resultado, United e City somam um pontinho a mais na tabela e ocupam a 7ª e 8ª colocação, com 20 e 19 pontos, respectivamente. Apesar das posições na classificação, os times não estão distantes dos líderes Tottenham e Liverpool, que tem 24 pontos e vão ficar com um jogo a mais após o término da rodada.
 
1º TEMPO
 
O início da partida começou como muitos clássicos do mundo: pegado e físico. As equipes travavam uma disputa forte na região do círculo central, sempre com muitas trocas de passes e disputas individuais. Mas passado os primeiros minutos, a partida ficou mais controlada para o City, que obteve mais posse de bola, enquanto a equipe de Solskjær defendia mais atrás, esperando um erro da equipe de Guardiola.
 
Apesar de ser uma equipe mais agressiva na partida, o Manchester City não conseguia levar perigo ao gol de De Gea, finalizando apenas duas vezes, com Sterling e Gabriel Jesus. Por outro lado, o United conseguia explorar bem os espaços que a marcação alta dos Citizens deixava e levava perigo em certos momentos, principalmente nas bolas paradas, pois os Red Devils tiveram quatro escanteios bem cobrados.
 
Mesmo com estilos diferentes, as duas equipes atacavam e buscavam o gol. O City teve uma ótima oportunidade com Mahrez, após uma troca de passes rápida desde a defesa. Já o United sempre tinha oportunidades de chegar ao gol do Éderson, através de jogadas mais construídas ou em velocidade. Mas mesmo com algumas chances para os dois lados, o destaque maior fica para o aspecto defensivo da partida, pois as equipes demonstravam ter uma atenção maior para conter o adversário do que para atacar.
 
2º TEMPO
 
Nesta segunda etapa, a partida recomeçou com um aspecto bem equilibrado. Ambos os times faziam uma marcação alta, pressionando a saída de bola, só que muitas vezes essas pressões não eram tão efetivas, algo que abria muito espaço para os jogadores atacarem. Em uma dessas oportunidades, Rashford recebeu um lançamento e partiu pra dentro da área, mas foi derrubado por Walker e o árbitro marcou pênalti, mas logo depois o VAR foi acionado e anotou o impedimento no lançamento para o atacante.
 
Com o decorrer da partida, o Manchester City começou a propor mais o jogo, não só para tentar arrancar uma vitória, mas também por ser uma característica nata da equipe azul. A entrada de Ferrán Torres serviu para abrir a defesa do United, com o espanhol e Sterling abertos nas pontas, e De Bruyne e Gabriel Jesus no meio. Entretanto, poucas chances reais aconteceram de fato.
 
Já os Red Devils, até tentavam contra atacar com frequência, porém quanto mais o tempo passava menos eles conseguiam. Um dos nomes que mais se preocupava em ligar um contra-ataque era Pogba, que usava sua força física para proteger a bola e sua qualidade de passe para acionar Bruno Fernandes e Rashford em velocidade.
 
Perto do fim da partida, o United se livrou um pouco mais da pressão forte do City e conseguiu ficar mais com a bola, chegando ao ataque varias vezes e até finalizando – algo que fez muito pouco neste tempo. Enquanto isso, os Citizens até tentaram chegar na grande área, encontrar um companheiro melhor posicionado e finalizar, mas sempre com pouca criatividade. Após os 90 minutos sem gols, a partida foi encerrada pelo árbitro Chris Kavanagh.
 
PRÓXIMOS CONFRONTOS
 
O time da casa vai sair para a cidade de Sheffield para enfrentar o Sheffield United, na quinta-feira (17), às 17h (horário de Brasília). Já o visitante ainda fica por Manchester, mas dessa vez em sua casa para enfrentar o West Bromwich, na terça-feira (15), às 17h
(horário de Brasília). Ambas as partidas são válidas da 13ª rodada da Premier League.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »