16/12/2020 às 19h44min - Atualizada em 16/12/2020 às 19h41min

Firmino faz no final, Liverpool bate Tottenham e toma a liderança da Premier League

Com essa derrota, londrinos perdem a liderança e uma invencibilidade de 11 jogos

Léo Abrantes - editado por Wesley Bião
Firmino comemorando seu gol da vitória. (Foto: Reprodução/Twitter Liverpool FC)
Liverpool e Tottenham, líderes da Premier League, se enfrentaram nesta última quarta-feira (16), no Anfield em partida válida pela 13ª rodada. Mohamed Salah abriu o placar e Heung-Min Son empatou para os londrinos, mas Roberto Firmino marcou o gol da vitória aos 45 minutos do 2º tempo, garantindo a vitória e a liderança para os Reds, que alcançaram 28 pontos, contra 25 do segundo colocado, .
 
PRIMEIRO TEMPO
 
Nos primeiros minutos da partida, as duas equipes se estudaram muito, tentando entender quais eram os planos e a postura do adversário em campo. Poucos minutos depois a partida já adquiriu um cenário: Liverpool com mais posse de bola e jogadas da lateral para o meio, enquanto o Tottenham se fechava, buscando um contra-ataque. Exemplificando esse cenário, Salah recebeu um lançamento dentro da área, e toda a equipe do Liverpool avançou as linhas, mas os Spurs recuperaram a bola e saíram num contra-ataque rápido que quase acabou numa finalização de Harry Kane.
 
Com o passar da primeira etapa, a partida continuou no domínio dos Reds, não só com mais posse de bola – que já passava da casa dos 70%
– como também em chances criadas e nas chegadas ao ataque. Uma das alternativas preferidas do Liverpool era a tabelinha, que chamava os defensores e abria espaço na marcação, facilitando penetrações. E justamente com essa estratégia que a equipe chegou ao gol, quando Curtis Jones veio carregando a bola até chegar na grande área, e sobrando para Salah finalizar e contar com a sorte do desvio para abrir o marcador aos 26 minutos.
 
Após o gol, a partida não mudou de cenário: Tottenham continuava se defendendo e fechado defensivamente, já o Liverpool trocava passes com mais tranquilidade e quase que ampliava a partida em outras ocasiões. Mas os Spurs não se abateram e continuaram fiéis na busca por um contra-ataque, que, finalmente, chegou.
 
Após Lloris fazer uma defesa, o goleiro recolocou a bola em campo rapidamente, e o contra-ataque foi tão rápido que nem as câmeras pegaram, mas elas conseguiram pegar a hora exata quando Son recebeu lançamento de Lo Celso para balançar as redes de Alisson: partida empatada, 1x1, aos 33 minutos.
 
Depois do gol relâmpago, os 12 minutos restantes da primeira etapa retomaram aquele cenário de antes: com um Liverpool mais agressivo, porém sem marcar um gol. Ao final do tempo, os Reds tiveram 78% de posse de bola, oito finalizações – com sete em direção gol; já o Tottenham finalizou apenas uma vez, justamente o gol marcado por Son.   
 
SEGUNDO TEMPO
 
Logo nos primeiros segundos, o Tottenham já mostrou como a partida seria diferente, quando Bergwijn quase virou um placar numa finalização após erro da defesa. Minutos depois, foi nítido a diferença de postura da equipe de Londres, que avançava as linhas quando a equipe de Liverpool estava iniciando a construção ofensiva. Em poucos minutos, foram três finalizações para os Spurs.
 
Apesar dessa postura um pouco mais ofensiva por parte da equipe de José Mourinho, a estrutura da partida, ou seja, o Liverpool atacando e o Tottenham defendendo, não mudou. A equipe da casa ainda trabalhava bem a bola perto da área de Llorris, mas a mudança estava no visitante, que conseguia se impor mais e não completamente defensivo.
 
Passando a metade do tempo, o ímpeto ofensivo do Tottenham caiu, pois o Liverpool começou a levar ainda mais perigo e controlar a partida. Os Reds buscavam muito o jogo pelas laterais e usavam as inversões de bola para encontrar um jogador mais livre. Já os Spurs voltaram a se fechar mais e não levaram tanto perigo quanto antes.
 
Perto do fim, a partida ficou menos elétrica, porque o Liverpool não conseguia quebrar a forte defesa imposta e o Tottenham não atacava. O jogo encaminhava para o empate, mas num escanteio cobrado por Robertson, Firmino se desvencilhou do seu marcador e testou firme para o gol, aos 45 minutos de jogo, para dar a vitória para a equipe da cidade de Liverpool. Nos acréscimos, os Spurs até que tentaram, mas sem sucesso.
 
PRÓXIMOS CONFRONTOS
 
A equipe vencedora vai a Londres para enfrentar o Crystal Palace, no sábado, às 09h30 (horário de Brasília). O Tottenham ficará em Londres para enfrentar o Leicester City, no domingo, às 11h15 (horário de Brasília). Ambas as partidas são válidas pela 14ª rodada da Premier League.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »