09/02/2021 às 12h44min - Atualizada em 09/02/2021 às 12h25min

O que aconteceu com Jesé Rodríguez?

Uma das principais jóias da base do Real Madrid, atacante sofreu com lesões e problemas familiares na carreira

Caio Henrique Panini de Oliveira - editado por Wesley Bião
Jesé sendo apresentado em 2021 para a sua segunda passagem no Las Palmas (Foto: Reprodução/Twitter Las Palmas)

Jesé Rodríguez nasceu no dia 26 de fevereiro de 1993, na cidade de Las Palmas, Espanha. Desde cedo, o atleta treinava e jogava pelas categorias de base do Real Madrid. Com isso, havia uma grande esperança no jovem atacante. Contudo, o espanhol sofreu com lesões e problemas familiares que atrapalharam a sua carreira. Recentemente, foi apresentado pelo time do Las Palmas, que disputa a segunda divisão do Campeonato Espanhol.

O INÍCIO PROMISSOR

Jesé iniciou a sua carreira nas categorias de base do Real Madrid. Desde cedo, o jogador chamou atenção do time principal. Pelo Real Madrid Castilla, o atleta atuou de 2010 até 2013, jogando 80 partidas, marcando 33 gols e dando 18 assistências. Logo depois, foi promovido ao time principal dos Merengues. Então, na temporada 13/14, Rodriguez virou atleta profissional. O ponta-esquerda mostrava boa velocidade, bom passe e um ótimo chute. No primeiro ano, o jogador já sofreu a primeira lesão da carreira: uma ruptura dos ligamentos cruzados tirou o espanhol por 16 confrontos do campeonato. Porém, o primeiro gol como profissional foi logo em um El Clássico. Naquela ocasião, Jesé balançou as redes na derrota por 2 x 1, no Camp Nou.

Foram 31 jogos, oito gols e seis assistências. Ótimos números para um jovem que ficou metade da temporada no departamento médico. Em 14/15, o camisa 20 ainda estava lesionado por conta da ruptura dos ligamentos cruzados. Jogou apenas 23 jogos, balançou as redes em quatro oportunidades e deu duas assistências. Um dos poucos destaques foi contra o Getafe, naquela ocasião, o confronto foi válido pela última rodada do campeonato nacional.  

Com as duas primeiras temporadas no time principal, a mídia elogiava e também criticava o atleta. Com isso, Rodriguez fortaleceu a parte física. Chegou à temporada 15/16 com esperanças de ser o mesmo jogador que foi na base. O ponta-esquerda ficou longe das lesões, porém os números não foram agradáveis. Participou de 38 jogos, marcou apenas seis gols e deu sete passes importantes. Chegou a jogar como falso nove, mas não deu resultado.


PROMESSA VENDIDA

Com isso, em agosto de 2016, o PSG, da França, comprou o jovem por 25 milhões de Euros. O time francês colocou todas as fichas em cima do espanhol. Apenas seis meses do anúncio da compra, Jesé foi emprestado ao Las Palmas, da Espanha. Na França, foram apenas 14 jogos e dois gols. O clube alegou falta de oportunidades ao atleta, com isso emprestou aos Los Amarillos. Voltando à terra natal, Rodriguez foi titular em 13 dos 16 confrontos, atuando como ponta-esquerda e centroavante. Em nenhuma das duas posições foi destaque. Rapidamente foi devolvido ao time francês, afinal, o Las Palmas não mostrou interesse em ficar com o atleta no elenco.


Jesé sendo apresentado ao Las Palmas (foto: Facebook do Las Palmas)

Voltando a Paris novamente foi emprestado, agora ao Stoke City, da Inglaterra. A temporada 17/18 tinha tudo pra ser a volta por cima, mas problemas pessoais apareceram. Ainda em 2017, o filho do espanhol, Nyan, ficou internado sete meses após ter sido diagnosticado com uma grave doença rara relacionada com o açúcar no sangue. Com isso, em acordo amigável com o time inglês, Jesé foi à Espanha para ficar perto do garoto. Assim, atuou apenas 13 jogos e fez um gol. O foco naquele momento era ajudar o filho que não tinha nem um ano de idade. Em 2019, após nove meses parado, o espanhol volta ao futebol, agora para defender as cores do Real Betis.


O espanhol em ação com a camisa do Betis (Foto: Reprodução/Twitter Jesé Rodríguez)

UM RECOMEÇO NA VIDA DE JESÉ RODRIGUEZ

Perto de seu filho, o camisa 10 tinha como objetivo retornar a carreira, e conseguir jogar constantemente. Então, voltou à Espanha, contudo, mesmo longe de lesões, foi pouco aproveitado nos Béticos. Novamente, Rodriguez não passou dos 20 jogos disputados, naquela temporada foram apenas 18, balançou as redes em duas oportunidades e retornou ao PSG. Foi então que o Sporting, de Portugal, mostrou interesse em contar com o atleta. A história se repetiu: apenas 17 jogos, um gol marcado. Ficou marcado por ficar mais no banco do que ser titular, além de não ser relacionados para partidas mais importantes.



Rodriguez em um dos poucos jogos em Portugal (Foto: Reprodução/Twitter Jesé Rodríguez)

Em dezembro de 2020, o contrato com o Paris Saint-Germain terminou, e com apenas 27 anos, o atacante estava sem clube. Foi então que, novamente, o Las Palmas mostrou interesse, e assim, em fevereiro de 2021, Jesé Rodríguez foi anunciado. Atualmente, o time está na décima posição, com 32 pontos ganhos. O jogador ainda não estreou, mas, uma das grandes chances de retornar a carreira, sem dúvida, é na Espanha, perto do filho e amigos.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »