10/02/2021 às 15h27min - Atualizada em 10/02/2021 às 15h24min

Band anuncia acordo para transmitir a Fórmula 1 por duas temporadas

Grupo Bandeirantes também exibirá a Fórmula 2 e Fórmula 3

Felipe Sousa - Editado por Juan Camilo
Band voltará a transmitir a Fórmula 1 após 41 anos (Foto: Jorge Guerrero/AP)

A Fórmula 1 no Brasil tem nova casa: a Band anunciou durante o programa "Brasil Urgente" que irá transmitir com exclusividade as duas próximas temporadas da maior categoria do automobilismo mundial. As corridas serão mostradas no canal aberto, enquanto que os treinos livres e classificatórios terão transmissão no canal pago BandSports, assim como a Fórmula 2 e a Fórmula 3.

Em comunicado oficial, o presidente do Grupo Bandeirantes, Johnny Saad, comemorou o acordo.
 

"O Brasil representa um dos cinco maiores mercados do mundo em audiência e faturamento da Fórmula 1. Voltar a ser a casa da categoria depois de 41 anos é motivo de muito orgulho para nós", afirmou. O diretor de Esportes da Band, Denis Gavazzi, ressaltou a importância da cobertura para a emissora: "A Band, junto com todo o time da F1, vai trabalhar muito e com toda a motivação para que o amante do automobilismo vibre com o jeito Band de fazer esporte. Será uma jornada espetacular e não vemos a hora de ser dada a largada".

O anúncio aconteceu poucos dias depois da Rede Globo anunciar sua desistência de compra dos direitos de transmissão, após negociações mal sucedidas com a Liberty Media, administradora da Fórmula 1. A emissora carioca já havia declinado em meados de 2020, mas voltou à mesa de negociações no fim do ano passado. Os impasses referentes a valores e ao lançamento do serviço de streaming "F1 TV PRO" no país impediram o acordo, e tiraram a categoria da Globo após 39 anos ininterruptos de transmissão.

Não será a primeira vez que a Band transmitirá a Fórmula 1 no Brasil: em 1980, a emissora paulista, sob licença da Globo, foi a primeira do país a exibir uma temporada completa, registrando a primeira vitória de Nelson Piquet. No ano seguinte, a categoria foi para a Globo, onde esteve desde então. À época, o narrador da F1 na Band, Galvão Bueno, também foi contratado pelos cariocas.

No novo contrato com a Liberty Media, a Band dividirá 50% das cotas de patrocínio e fará uma transmissão multiplataforma envolvendo TV, rádio e internet. Além disso, os fãs da Fórmula 1 no Brasil contarão com a "F1 TV PRO", serviço de streaming que oferece cobertura detalhada, estatísticas, câmeras exclusivas e um vasto acervo de corridas e entrevistas clássicas. As corridas ao vivo terão transmissão em português, que será a mesma da Band.

A Band, que já conta com a Fórmula Indy, a Stock Car e a Copa Truck no catálogo, terá uma equipe experiente na transmissão da Fórmula 1: Reginaldo Leme, jornalista ex-Globo que acompanha o circo da categoria há mais de 40 anos, será um dos principais destaques. Após deixar sua antiga emissora em 2019, o jornalista voltará a ter a oportunidade de comentar a Fórmula 1.

Outro nome vindo da Globo será da jornalista Mariana Becker: após não ter o contrato renovado, a Band contratou Mariana, titular da cobertura da categoria na emissora desde 2017. O marido dela, Jayme Brito, ex-produtor executivo da F1 na Globo, intermediou o acordo entre Band e Liberty Media. Além deles, a Band também está à procura de um narrador: Sergio Maurício, do SporTV, é um dos favoritos.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »