18/02/2021 às 05h55min - Atualizada em 18/02/2021 às 05h36min

Como eram feitos os desenhos antes da Era Digital

Lucas Moreira - Editado por Fernanda Simplicio
  Os desenhos animados fazem parte do cotidiano de gerações de famílias, sejam elas crianças ou adultos. Raro é achar alguém que nunca assistiu o clássico Mickey ou até mesmo o segundo desenho mais famoso do mundo, o Pica-Pau. Certamente são animações feitas para todas as faixas etárias.  Atualmente diversos desenhos estão sendo refeitos a partir de remakes ou live actions como: Scooby-Doo, Os Flintstones, A Bela e a Fera, o remake de Garfield em 3D, entre outros.    
              
    Visto que as animações hoje são produzidas de maneira digital, como os clássicos eram feitos sem toda a modernidade atual? Lembrando, o digitalismo só se popularizou na década 80.
  
              
  Não sabemos exatamente qual foi o primeiro desenho do mundo, mas seguindo uma ordem cronológica houve um homem em 1892 chamado Charles-Émile Reynaud que já criava curtas animações em seu praxinoscopio, um instrumento feito por ele mesmo. Émile elaborava vários desenhos sob fitas transparentes e as projetava numa tela, o aparelho girava e as animações criavam simples movimentos. Com isso criou o desenho curto chamado Pauvre Pierot.
  
              
  O primeiro desenho animado datado chama-se Fantasmagorie, pelo francês caricaturista Émile Cohl, em 1908, criado bem antes de “A chegada do trem à estação de La Ciotat" dos irmãos Lumiére, “pais do cinema”. Para Émile tudo poderia ser considerado uma arte até mesmo um rabisco qualquer, mesmo que incoerente. Da mesma forma que Reynald, Émile usou da técnica de desenhar vários desenhos com intuito de gerar movimentação. 
  
              

As animações primitivas nada mais são imagens em movimento, ou seja, várias fotos juntas em um curto intervalo de tempo, dando a impressão de cinesia.

Entretanto, criar uma animação não era uma tarefa simples, uma superprodução demandava profissionais e cada um tinha uma função, desde os desenhistas da ambientação aos que coloriam todos os desenhos exatamente nas mesmas cores.
As animações eram desenhadas uma a uma em um papel vegetal, seguindo esquema de 24 imagens por segundo, é esse o padrão que nosso cérebro consegue interpretar o esquema de movimentação. Sabendo disso vários clássicos foram feitos a partir desse padrão como Tom and Jerry, Popeye e o clássico Mickey Mouse.




Estamos falando de milhares de quadros e todos eles tinham que respeitar um mesmo padrão, além de serem fotografados milhares de vezes para enfim, juntar tudo e gravar. Sem contar a trilha sonora feita especificamente para cada animação e trecho, desde tambores a cair de caixas, janelas quebradas, por exemplo, tudo era feito em estúdios. Uma orquestra era contratada para criar as músicas.




Como visto produzir um desenho animado naquela época demandava esforço, vários profissionais e um bom cachê envolvido. Colocando na ponta da caneta milhares de fotos que tinham de tirar, das tintas, dublagem, música e claro tempo, surgiram novos métodos para se economizar horas de edição e dinheiro. Tendo como exemplo obras dos irmãos Hanna-Barbera, elas eram feitas de um conceito em animação limitada, um formato de desenhos triviais surgido na década de 60. As criações eram mais enxutas que as obras elaboradas da Disney. Os personagens mexiam somente o essencial e a taxa de quadros por segundo era bem menor.



O avanço tecnológico facilitou a produção dos desenhos animados. Atualmente o processo mudou por completo e tudo é feito de forma digital em 3D. Não são necessários mais produtos concretos como tintas e papeis, até são usados para rascunhos, como para desenhar personagens, mas tudo isso de uma maneira bem reduzida.

A era digital trouxe facilidade, as taxas de quadros por segundo aumentaram e atualmente, não que seja simples, mas é menos trabalhoso em comparação ao trabalhoso formato de desenhar todos os 24 quadros por segundo idênticos e depois juntar mais de 30 mil desenhos de uma vez.
Os resultados são incríveis, desenhos feitos detalhadamente por potentes computadores, detalhes nunca vistos antes, um bom exemplo é o filme da Disney Moana. 




A equipe nunca mudou apenas se aperfeiçoou e a arte continua a brilhar nas telinhas de todo o planeta. Qual será a evolução do desenho animado, você se arriscaria dizer?
 
REFERÊNCIASs:
The Émile biography. LIPSORG. Disponivel em: http://www.lips.org/bio_cohl_GB.html. Acesso em 12. fev. 2021.
 
Como eram feitos os desenhos antigos. CAMERA SETE. 31 de ago. 2018. Disponivel em: https://www.youtube.com/watch?v=oG89DOyngs8. Acesso em: 12 de fev. 2021.
 
Making of Moana. SCREEN SLAM. 20 de fev. 2017. Disponivel em: https://www.youtube.com/watch?v=7EWLeynJ5_w
https://www.youtube.com/watch?v=aWqn1UujN1o. Acesso em: 13 de fev. 2021.

o que é um praxinoscopio? https://pt.wikipedia.org/wiki/Praxinosc%C3%B3pio. Acesso em 17 de fev. 2021.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »