06/04/2021 às 18h24min - Atualizada em 06/04/2021 às 18h15min

Mesmo com um susto perto do final, Manchester City controla o Dortmund e derrota os alemães na Inglaterra

Phil Foden deu o gol da vitória aos 45 minutos do segundo tempo, depois de ter sofrido o empate aos 39

Léo Abrantes - Editado por Juan Camilo
Jogadores comemoram o primeiro gol do Manchester City (Foto: Paul ELLIS / AFP)
As equipes de Manchester City e Borussia Dortmund se enfrentaram nesta terça-feira (6), válido pelo jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, em Manchester, no Etihad Stadium. Os gols da partida foram marcados por Kevin De Bruyne e Phil Foden, para os ingleses, e Marco Reus, para os alemães.
 
PRIMEIRO TEMPO
 
Nos primeiros minutos de partida, foi notável como ambas as equipes tinham maneiras diferentes de jogar. Enquanto, o Manchester City trocou muitos passes, invertia o lado da jogada para atacar espaços e se movimentou bastante, o Borussia era mais direto e explorava a velocidade de seus jogadores em contra-ataques. Apesar da posse de bola ser toda inglesa, o jogo era bem equilibrado.
 
Contudo, os papéis se inverteram por um momento. Emre Can errou um passe no meio de campo, que foi interceptado por Gundogan, levando os ingleses a sair em contra-ataque rápido. Depois de alguns passes trocados, Mahrez conseguiu evitar a saída de bola no cruzamento rasteiro de Phil Foden, e rolou para De Bruyne, que chegou na pequena área chutando e marcando o gol aos 19 minutos.
 
Após conseguir a vantagem no placar, os Citizens não deixou de continuar atacando e dominando as ações da partida. Os auri-negros até que tentou atacar, mas não levou perigo, pois o City conseguiu segurar e recuperar a posse com facilidade. Além disso, os ingleses tiveram um pênalti marcado, após cobrança de falta na área, porém fora anulado em seguida pelo VAR.
 
Perto do fim, o Borussia Dortmund conseguiu atacar mais e segurar a bola lá na frente, mas com isso deixava espaços maiores na defesa para contra-ataques da equipe de Manchester – que não conseguiu aproveitar. Ao final da primeira etapa, ambos os times tiveram três finalizações, mas o time da casa obteve uma posse de bola de 64% e a vantagem no placar.
 
SEGUNDO TEMPO
 
No começo desta etapa, o cenário se alterou o City não sufocava mais a saída de bola e se defendeu num bloco médio; quando tinha a bola, tocava com paciência, tirando o ritmo da partida. Já o Dortmund não pressionava a saída, se prendia atrás da linha do meio campo e fechava os espaços, na intenção de roubar a bola e acionar Haaland em velocidade.
 
Se a superioridade do Manchester era grande na parte final da primeira etapa, passando da metade do segundo tempo, a partida se mostrava mais equilibrada. Mas ambas as equipes não levavam tanto perigo, mal finalizavam, e o jogo ganhou um aspecto de pouca intensidade e de conforto para o time vencedor. O Borussia tinha mais a bola no momento, porém não conseguiu construir jogadas precisas.
 
Contudo, esse equilíbrio durou pouco tempo. Os Citizens voltaram a dominar a partida e chegar com mais frequência na grande área, mas o que facilitava o domínio inglês era a ineficiência do ataque alemão, que abusou de lançamentos e errava passes com frequência. Porém, o City não transformava a superioridade em gols e jogava com uma intensidade baixa.
 
Mesmo com a superioridade dos ingleses, o Dortmund sempre conseguiu encaixar uma jogada ou outra, nem sempre com perigo. Mas finalmente levou com uma triangulação entre Jude Bellingham, Haaland e Marco Reus, que saiu cara a cara com Éderson e finalizou no canto, sem chances para o goleiro, aos 39 minutos, o jogo ficou empatado.
 
Após o empate, o City voltou a ter uma intensidade maior na partida, sendo mais agressivo, buscando jogo, principalmente através de passes mais longos ou em profundidade e cruzamentos. E foi justamente assim que o gol da virada surgiu. Gundogan recebeu uma bola cruzada na área, dominou e rolou para que Phil Foden finalizou e colocasse a vantagem no placar aos 45 minutos. Após o segundo gol da equipe, não sobrou muito tempo no relógio e o jogo se encerrou. 
 
PRÓXIMOS CONFRONTOS
 
O Manchester City volta a jogar no sábado (10), em casa, contra o Leeds United, às 8h30, em jogo válido pela Premier League. Os visitantes também voltam a jogar no sábado, mas fora de casa, contra o Stuttgart, às 13h30 (todos em horário de Brasília), pela Bundesliga. Já o confronto de volta será na quarta que vem (14), às 16h, na Alemanha.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »