05/05/2021 às 17h53min - Atualizada em 05/05/2021 às 17h40min

Rio Preto demite jogadores após acusações de más condições de trabalho

Desligamentos ocorrem horas antes de jogo pela Série A3 do Paulistão

Cristian Moraes Rocha - labdicasjornalismo.com
Nino e Leandro Love em partida pelo Rio Preto. Foto: Muller Merlotto Silva

O zagueiro Nino e o atacante Leandro Love foram demitidos do Rio Preto após acusarem o clube de não oferecer condições básicas de estrutura e higiene ao elenco. A dupla filmou colegas de equipe comendo marmitas no vestiário, horas antes do confronto contra o Bandeirante, pela Série A3 do Campeonato Paulista

“O que está acontecendo é uma humilhação. Na verdade, tem um presidente autoritário e que fala que está tudo certo, mas por trás é tudo diferente do que ele fala. É humilhação pura, nem em time de amador é assim. O clube está uma várzea, não tem diretor, supervisor e não tem como falar com ninguém. É desse jeito ou você que saia”, disse Nino ao GE.


Atletas do Rio Preto comendo marmitas no vestiário do Rio Preto. Foto: Reprodução

A cena dos colegas comendo marmitas revoltaram Nino e o Leandro Love, dois líderes do elenco, que, após o fato, recusaram-se a entrar em campo e acabaram sendo demitidos por justa causa.
 

“A gente se negou a ir para o jogo e ele mandou a gente embora por justa causa. O campeonato parou durante a pandemia, os times não. Mas o Rio Preto parou e ficamos sem treinar durante quatro semanas. Nós nos reapresentamos no sábado para jogar na terça-feira. Beleza, isso aí é dificuldade, entendo. Treinamos sábado, domingo, segunda e na terça era a reapresentação à noite para o jantar antes do jogo, às 22h. Chegamos no vestiário e nos deparamos com marmitas no vestiário e fod*-**. Não tinha nem uma cadeira para sentar e todo mundo comendo no vestiário para jogar duas horas depois”, explicou Nino. 


No entanto, mesmo com a demissão, ambos possuem contrato vigente com o clube; o vínculo do zagueiro vai até sete de junho de 2021. Enquanto isso, o do atacante termina no final desse ano, segundo dados da FPF (Federação Paulista de Futebol).

Fora a má alimentação apontada pelos jogadores, a pensão, onde o elenco ficava alojado, também possuía condições inadequadas. No local, as refeições eram servidas em vasilhas. Atualmente, os atletas foram relocados para alojamentos próximos ao estádio Anísio Haddad, em São José do Rio Preto

“Os jogadores ficam em uma pensão, reclamando muito da comida porque não podem repetir. Eles comem em vasilhas, e não tem mistura ou arroz para repetir. Ele dá um vale-refeição para jogadores com mais nome, mas não dá para o mês inteiro. Acabou o vale-refeição cada um compra sua marmita. Fiquei indignado porque isso não é futebol, esses caras estão acabando com os clubes. Alguém precisa fazer alguma coisa, são 15 anos de carreira e nunca vi isso” 

Passando por uma grave crise financeira, o Rio Preto estava há cinco partidas sem vencer na Série A3 do Paulista. Quebrou a sequência negativa nesta última terça-feira (04) após vencer o Primavera por 3 x 1, e assim, afastou-se da zona de rebaixamento. O presidente do clube, José Eduardo Rodrigues, pronunciou-se através de nota oficial, em que deu a versão da instituição. 


Veja a nota oficial na íntegra: 

"Ao tomarmos conhecimento de distribuição de vídeos infamantes e distorcidos da realidade por parte de 2 pessoas Nino e Love demitidos por justa causa do Rio Preto E.C., esclarecemos: 

BANDIDOS DA BOLA TENTAM MANCHAR O NOME DO CLUBE 


O Rio Preto E.C. lamenta muito essa situação criada por esses dois supostos atletas, Nino e Love, no dia do jogo contra o Bandeirante, ambos compareceram ao clube e quando a comida foi servida, houve uma exigência por parte do Sr. Love de que se abrisse o refeitório, os fiscais da Federação em nome e em cumprimento ao protocolo sanitário proibiram a aglomeração, portanto, não autorizaram a abertura do refeitório. Sugeriu-se a eles todos, que comessem no cantinho do jacaré onde nós temos mesas dispostas ao ar livre, de cimento com bancos, com tranquilidade, uma lua cheia, o céu estrelado, uma noite muito bonita, 18h30. A comida da melhor marmitaria de Rio Preto que sempre serviu o Rio Preto E.C. nos últimos dois anos e eles chegaram já mal intencionados, causando um desconforto para todos e aos gritos dizendo que jogador não pode comer marmita, que jogador tinha que comer dentro do refeitório,(como também acho) só que a federação pelo protocolo sanitário não permite aglomerações então eles teriam que comer ao ar livre e em situação de distanciamento, aí ambos, Love e Nino, abandonaram o Clube, agrediram verbalmente vários funcionários, agrediram a história do clube, e foi uma situação armada eles já vieram com esse propósito, já vieram mal intencionados a verdade é essa. Então numa atitude premeditada, abandonaram o Clube 15 minutos antes (já estavam inscritos para o jogo), provocaram um problema mais grave ainda ao tentar que vários jogadores fossem embora também, para que o Rio Preto desse W.O. e não tivesse o número suficiente de atletas para fazer o jogo frente ao Bandeirantes, então, com grande pesar que a gente revela isso, foram ambos demitidos por justa causa, são péssimos elementos, tiveram péssimo comportamento, principalmente o Sr. Love que provocou toda essa armação, aliás ele já não estava querendo treinar, fazendo corpo mole e é um jogador que foi protegido pela Diretoria, teve um apartamento só pra ele residir com todo o conforto, todas as regalias possíveis e inclusive o único jogador do elenco que recebeu antecipado o último mês que vai vencer em maio dia 15 (e nem venceu ainda), ele recebeu em fevereiro, então, infelizmente eu acreditava muito no artilheiro, mais senti no dia a dia que fui enganado mais uma vez por um “profissional da bola “, ou melhor “bandidos da bola”, que inclusive agora se comenta no Clube que empresaria jogadores que integra grupos de apostas, então uma pessoa que não tem o perfil realmente para integrar o plantel do Rio Preto E.C., e olha ele passou apurado, porque quando tentou o motim para levar jogadores com ele, para que o Rio Preto não tivesse o número de jogadores para entrar em campo, teve jogador que queria agredi-lo, bater nele, então ele realmente se safou de uma boa surra dos próprios colegas, tanto que não foi acompanhado por ninguém, e mais cara de pau ainda é ter comido a marmita é dito “aqui eu não fico mais porque isso é várzea “. Então realmente é um mal elemento amigo de inimigos do Clube que veio para desagregar, para desunir, para tumultuar o Rio Preto E.C., é assim demitido por abandono de emprego, por justa causa, perante 30, 40 pessoas (testemunhas), fez um escândalo adrede preparado, no Rio Preto não tem lugar para gente desse tipo, e registra -se onde quisessem, uns comeram nos alojamentos, outros no vestiário, outros no cantinho do jacaré ao ar livre os malandros da bola que usaram o “fato” como pretexto comeram, encheram a barriga e após tentarem um motim fracassado foram embora abandonando o clube que lhes deu total condições de trabalho, traíras, ex-jogadores sem compromisso. O Rio Preto E.C. foi tapeado por estes aproveitadores. "


Direção do Rio Preto Esporte Clube. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »