18/05/2021 às 21h43min - Atualizada em 18/05/2021 às 21h33min

UEFA abre investigação contra Ibrahimovic por envolvimento com empresa de apostas

Caso seja considerado culpado, o atacante pode receber suspensão por três anos de qualquer atividade futebolística

Maria Santos - labdicasjornalismo.com
Ibrahimovic atacante do Milan - (Foto: Miguel Medina \ AFP)

Atualmente a UEFA (União das Federações Europeias de Futebol) anunciou a abertura de uma investigação contra o atleta sobre uma suposta violação do código disciplinar da entidade.

 

“De acordo com o artigo 31 do Código Disciplinar da Uefa, o inspetor de Ética e Disciplina foi indicado hoje para conduzir uma investigação sobre uma potencial violação do Código Disciplinar pelo senhor Zlatan Ibrahimovic, por um suposto interesse financeiro em uma companhia de apostas. Mais informações sobre o caso estarão disponíveis no tempo devido", diz o comunicado da entidade.

 

Segundo informações do jornal sueco Aftonbladet, Ibrahimovic é proprietário da empresa Zlatan Unknown AB, que possui 10% das ações da Gameday Group PCL, única acionista da casa de apostas Bethard. Em 2020, o site de apostas teve ganhos de 30 milhões de euros (R$ 203 milhões, na cotação atual). O atual diretor geral da empresa, Erik Skarp, confirmou a atuação de Ibrahimovic ao Aftonbladet.

 

O caso tem sido acompanhado de perto pela FIFA (Federação internacional de futebol) já que uma suposta participação em agências de apostas infringiria o Código de ética da entidade, que não autoriza que jogadores profissionais tenham algum interesse em empresas deste ramo. 

 

Essa não é a primeira vez em que Ibra faz parte de investigações sobre envolvimento com casas de apostas. Em 2018, na época jogador do Manchester United, o sueco esteve na mira da Federação Inglesa de Futebol, suspeito de relação com a empresa BetHard. Como no caso atual, o atleta não seria o principal dono, mas teria certa participação nos lucros da companhia. 

 

Se for considerado culpado, Ibrahimovic terá de pagar multa equivalente a 100.000 francos suíços (R$ 596 mil câmbio de hoje), e suspensão por três anos de qualquer atividade futebolística. Desta maneira, o atleta poderá perder a Copa do Mundo de 2022. No caso de pena máxima, ocasionaria na sua aposentadoria já que o jogador terá quase 43 anos no ano em que for liberado para atuar.

 

Recentemente o sueco renovou o seu contrato com o Milan até 2022. Na atual temporada são 17 gols em 25 jogos disputados, sendo um dos pilares da equipe comandada pelo técnico Stefano Pioli mesmo com 39 anos. Há pouco tempo Zlatan Ibrahimovic foi convocado para voltar a defender a Seleção Sueca depois de cinco anos afastado, mas por conta de uma lesão no joelho esquerdo ficará de fora da Eurocopa 2021. Apesar da lesão sofrida não ser grave e não precisar de cirurgia, o prazo de recuperação é de seis semanas, o que tira o atacante da fase de grupos da competição continental. O primeiro jogo da Suécia será no dia 14 de junho, contra a Espanha.

 

 

Atletas que já receberam punições semelhantes

 

No fim de 2020, o lateral-direito do Atlético de Madrid, o inglês Kieran Trippier, foi suspenso pela Federação Inglesa (FA) por um período de dez semanas após informar aos colegas sobre a sua transferência do Tottenham para o time espanhol, violando as regras de conduta disciplinar da FA. O atacante Daniel Sturridge também recebeu punição por passar informações privilegiadas sobre a sua saída do Liverpool, em 2018. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »