01/06/2021 às 11h47min - Atualizada em 01/06/2021 às 11h23min

Análise: GP do Azerbaijão

É a 6ª etapa da temporada

Caio Henrique Panini de Oliveira - labdicasjornalismo.com
Largada em Mônaco (foto/ reprodução: Fórmula 1)
A Fórmula 1 volta neste domingo (6), às 9h para o GP do Azerbaijão, no Circuito Urbano de Baku. O circuito ficou de fora do calendário em 2020 por causa da pandemia. Essa é mais uma etapa de rua no calendário de 2021. Após a corrida em Mônaco, Max Verstappen é o novo líder da competição e está com 105 pontos. Sir Lewis Hamilton caiu para a 2ª colocação com 101 pontos conquistados, e Lando Norris, em 3º, e possui 56. 

PLANOS DA RED BULL

A Red Bull é a nova líder na tabela de pilotos e de construtores. A equipe conquistou a vitória em Mônaco com Verstappen. Em contrapartida, a Mercedes viu Valtteri Bottas abandonar por um problema no pit-stop. Hamilton ficou apenas na 7ª posição. Dessa maneira, a RBR quer manter o ritmo e conseguir um bom resultado neste final de semana. Max espera que a rival consiga voltar ao bom desempenho e por isso precisa manter o foco.

Por outro lado, Sergio Pérez, companheiro do holandês, conseguiu um bom resultado em Monte Carlo. Entretanto, por conta do foco no titulo, o consultor da Red Bull diz que não está com pressa para renovar com o mexicano. Com isso, Helmut Marko, funcionário que é responsável pelas renovações, deve iniciar as conversas apenas em agosto. Em 2019, no Azerbaijão, o piloto terminou na 6ª colocação, mas guiava a Racing Point.


Max comemorando o triunfo em Monte Carlo (foto/ reprodução: Red Bull Racing Honda)

ALONSO QUER DAR A VOLTA POR CIMA

Fernando Alonso, bi-campeão da categoria, voltou para a Fórmula 1 neste ano. Porém, o espanhol ainda não conseguiu mostrar um bom desempenho na Alpine. O piloto está ansioso para voltar ao Azerbaijão. Além disso, disse que Baku tem “um circuito onde tudo pode acontecer”. Nas últimas duas corridas, em Mônaco e na Espanha, o automobilista não conseguiu pontuar, mesmo tendo uma evolução no chassi da equipe.

O companheiro Esteban Ocon vem conquistando importantes pontos na temporada. O francês está feliz com o desempenho do carro e das modificações que acontecem durante os meses. É a primeira vez que o piloto irá correr no país. Por fim, este é o último ano de contrato do automobilista com a equipe Alpine. Ocon foi formado na Mercedes e chegou a ocupar a vaga como reserva do time. Contudo, em 2020, assinou com o time da França.


Ocon é um dos destaques da temporada (foto/ reprodução: Alpine F1 Team)

 MICK SCHUMACHER COMEÇA A SOFRER PRESSÃO

O jovem foi contratado pelas Haas para a época de 2021. Entretanto, ainda não conseguiu ganhar confiança com o carro. Em Monte Carlo, Mick ficou atrás de Nikita Mazepin e isso fez com que a pressão em cima de Schumacher aumentasse. Então, o alemão deve ficar de olhos abertos em Baku para conseguir ficar na frente do companheiro de equipe. Até o momento, a Haas não conseguiu pontuar na temporada de 2021.
 
Mazepin destacou que todos precisam ter humildade e paciência neste ano. O russo declarou que está conseguindo lidar com o carro. O chefe do time, Guenther Steiner, viu uma evolução no chassi no final de semana em Mônaco. Porém, sabe que o carro precisa ganhar mais melhorias para conseguir competir com o pelotão do meio. Por fim, a equipe americana sabe que nesta temporada o foco é ter uma boa situação financeira.


Nikita e Mick em Mônaco (foto/ reprodução: Haas F1 Team)

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »