04/06/2019 às 14h35min - Atualizada em 04/06/2019 às 14h35min

Smith vence, estraga festa sueca e aposenta Gustafsson

Em duelo dos dois últimos desafiantes ao cinturão, Anthony Smith finaliza Alexander Gustafsson

Kaleb Gonçalves - Editado por Amanda Cruz
Smith faturou o prêmio de finalização da noite. Foto: UFC (divulgação)
Lutar em casa, com o apoio da torcida e sem se preocupar com fuso-horário é uma vantagem, certo? Não tem sido assim, pelo menos para Alexander “The Mauler” Gustafsson. Na noite (e tarde aqui no Brasil) do último sábado (1), na Suécia, o atleta perdeu a segunda luta consecutiva que fez em seu país de origem pelo UFC. Dessa vez, foi finalizado pelo americano Anthony “Lionheart” Smith.

No primeiro round, Smith foi melhor, dominando o centro do octógono. Gustafsson muito acanhado, só se movimentava e terminou o round com um corte na canela esquerda que visivelmente o incomodava. Na volta para o segundo, o sueco ainda não se sentia à vontade e pouco atacava. O americano acertou um bom overhand de direita e se saiu melhor. No terceiro, o ritmo mudou. Trocação logo no começo e “The Mauler” começou a se soltar, aplicando um bom jab e um chute na linha de cintura e levou seu adversário para o chão.

No quarto assalto, numa tentativa de quedar “Lionheart”, o dono da casa levou a pior, ficou por baixo, levando socos e cotoveladas, até que foi finalizado com um mata-leão pelo adversário. Após a luta, visivelmente decepcionado, Alexsander Gustafsson anunciou sua aposentadoria. Ele somou a segunda derrota consecutiva na organização. Já Anthony Smith, disse em entrevista após a luta, que quebrou a mão logo no início do combate. Ele se recupera da derrota sofrida para Jon Jones.

No co-main event da noite não deu tempo nem para esquentar o octógono. Aleksandar Rakic aplicou um "nocautaço" em Jimi Manuwa. Com um chute alto no queixo, o polonês venceu a quarta luta consecutiva na organização. Já o inglês, teve o quarto revés seguido e fica com o alerta ligado.
 
Curtinha:
Após mais de dois anos e meio sem lutar, o brasileiro Leonardo Santos venceu o britânico Stevie Ray. Com um nocaute aos dois minutos e 17 segundos do primeiro round. Leo ainda faturou o bônus de nocaute da noite.
 
UFC Fight Night 153
Estocolmo, Suécia
Sábado, 1º de junho de 2019

 
CARD PRINCIPAL
Anthony Smith finalizou Alexander Gustafsson com um mata-leão no 4R
Aleksandar Rakic derrotou Jimi Manuwa por nocaute no 1R
Makwan Amirkhani finalizou Chris Fishgold com um triângulo de mão no 2R
Christos Giagos derrotou Damir Hadzovic por decisão unânime dos jurados
Daniel Teymur derrotou Sung Bin Jon por decisão unânime dos jurados
 
CARD PRELIMINAR
Sergey Khandozhko derrotou Rostem Akman por decisão unânime dos jurados
Lina Lansberg derrotou Tonya Evinger por decisão unânime dos jurados
Léo Santos derrotou Stevie Ray por nocaute no 1R
Frank Camacho derrotou Nick Hein por nocaute técnico no 2R
Bea Malecki finalizou Duda “Cowboyzinha” com um mata-leão no 2R
Devin Clark derrotou Darko Stosic por decisão unânime dos jurados
Joel Alvarez derrotou Danilo Belluardo por nocaute técnico no 2R

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »