09/10/2021 às 09h49min - Atualizada em 09/10/2021 às 00h36min

Sada Cruzeiro derrota o Minas e é campeão mineiro de vôlei

É o 12º título consecutivo do Cabuloso no estadual

Ianna Mendonça - labdicasjornalismo.com
Na foto, López, um dos destaques da noite. Divulgação/Agencia i7
O Sada Cruzeiro conquistou, de forma invicta, seu 13º título mineiro (12º consecutivo) em cima do Fiat Gerdau Minsd, por 3 sets a 1 (parciais 25/22; 27/25; 24/26; 25/21), no Ginásio do Riacho, em Contagem, nesta sexta (8).

É o primeiro título do técnico Felipe Ferraz, que jogou por 12 anos no Cabuloso e assumiu o comando do time nesta temporada. Ainda, é o 8º troféu mineiro levantado pelo campeão olímpico Wallace. Enquanto isso, o Minas segue sem conquistar o estadual desde 2007.

1º SET

O Cruzeiro começou com um saque agressivo, o que dificultou a virada de bola do rival. A estratégia deu certo e, logo no começo do set, o time da camisa celeste chegou a abrir sete pontos de vantagem.

Minas não conseguia colocar a bola no chão e facilitou os contra-ataques do adversário, que fizeram a diferença na primeira parte do jogo. Ainda assim, com a melhora de Vissoto e com uma equipe mais efetiva, chegou a encostar no placar e uma diferença grande caiu para três pontos.

Contudo, não foi o suficiente para forçar a virada. O Cruzeiro fechou o set com tranquilidade em 25 a 21, com ataque cruzado de Wallace, um dos maiores pontuadores da partida.

2º SET

Com um começo mais equilibrado, o time da Rua da Bahia passou à frente pela primeira vez no jogo e fez 7 a 6. Porém, não demorou muito para seu rival reagir. Ótima distribuição de Cachopa e ataque de López -- maior pontuador do set, com 10 pontos de ataque e um de bloqueio – foram fundamentais para a virada do Cruzeiro.

A partida voltou a ficar empatada, mas foi o Cabuloso que aproveitou melhor as oportunidades e os erros do adversário para fechar o set. Leozinho vacilou na defesa, após bloqueio de Rodriguinho, e o Sada Cruzeiro ficou a um passo do troféu, com parcial 27 a 25.

3º SET

Enquanto a equipe celeste precisava desse set para sair vitoriosa, Minas tinha que ganhar para se manter vivo na final. O grupo abriu dois pontos de vantagem e manteve a diferença, mas o Cruzeiro buscou o empate. Mesmo assim, não impediu a vitória no 3º set. Vissoto se destacou e, com 14 pontos, encaminhou a conquista do Minas: final 26 a 24.

4º SET

Com a mesma situação do set anterior, o Cruzeiro só precisava dessa vitória para se consagrar campeão. Já o Minas, com o triunfo, forçaria o tie-break.

A partida foi jogada ponto a ponto e, por um momento, a pergunta de quem levantaria a taça mineira parecia não ter resposta definida. No entanto, Wallace e Rodriguinho atuaram muito bem na virada de bola, enquanto seus adversários continuaram a errar na recepção, o que facilitou a marcação do outro lado da quadra. Minas chegou a encostar, mas no erro de saque de Maurício Souza, o Cruzeiro fechou 25 a 21 e se tornou duodecacampeão mineiro.

PRÓXIMOS CONFRONTOS

Pela Supercopa, o Sada Cruzeiro volta à quadra contra o Funvic/Natal, no dia 26/10, às 21h30. Já o Fiat Gerdau Minas ainda não tem confronto definido.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »