27/10/2021 às 22h00min - Atualizada em 27/10/2021 às 21h48min

No clássico nordestino, Bahia e Ceara ficam no empate

Tricolor é vazado depois de cinco partidas; Gilberto se isola na artilharia da competição

João Vitor Figueiredo - labdicasjornalismo.com
Clássico entre rivais nordestinos foi bastante equilibrado; (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)

Bahia x Ceará fizeram partida movimentada, mas ficaram no empate por 1x1, na Fonte Nova, em jogo atrasado da 23° Rodada. Já no segundo tempo, o Vozão saiu na frente com "speed" Mendoza, mas Gilberto, em chutaço de fora da área, igualou o placar. Pelas pretensões das equipes no campeonato, o resultado não foi dos melhores para ambas que continuam perto da zona de rebaixamento. O Bahia chegou aos 32 pontos, na 15° posição. O Ceará está exatamente uma posição acima, com 33 pontos.

 

Esta foi a primeira partida em que o tricolor baiano foi vazado após a chegada de Guto Ferreira. Coincidentemente, logo contra o ex time do treinador. Por outro lado, Gordiola e o Bahia mantêm uma invencibilidade de cinco jogos, com três empates e dois triunfos. Já o Ceará segue um jejum de vitórias que já dura sete partidas.

 

PRIMEIRO TEMPO

 

O primeiro tempo começou intenso. Antes do primeiro minuto, Mendoza já colocou Danilo Fernandes para trabalhar. O Bahia chegou pela primeira vez aos nove minutos. Em cobrança de escanteio, Gilberto escorou na segunda trave, mas mandou para fora. Depois dos minutos iniciais, a partida ficou mais estudada. Aos 24, Nino Paraíba recebeu e chutou de fora da área, de perna esquerda, e a bola resvalou na trave direita de João Ricardo. Aos 32, o goleiro do Vozão teve que saltar para defender cobrança de falta de Juninho Capixaba.

 

 O Ceará quase não levou perigo aos donos da casa na primeira etapa. Foram 7 x 5 em finalizações, porém com um Bahia muito mais perigoso, mas que não conseguiu tirar o zero do placar.

 

SEGUNDO TEMPO

 

Logo no primeiro minuto o Bahia buscou o gol. Raí arriscou de fora, mas a bola desviou e foi a escanteio. Após paralisação para atendimento a Vina, o camisa 18 do Bahia voltou a finalizar, desta vez na mão de João Ricardo. Contudo, quem conseguiu chegar ao gol foi a equipe visitante. Após triangulação rápida, Mendoza recebeu na área de Jael e finalizou sem chance para Danilo Fernandes. A famosa lei do ex apareceu na Fonte Nova, visto que Mendoza jogou no tricolor baiano em 2018. 

 

Mas os donos da casa não sentiram o gol e logo em seguida chegaram ao empate. Quatro minutos depois, Gilberto recebeu de fora da área, e chutou forte no ângulo, indefensável para o goleiro João Ricardo. 12° tento do camisa nove tricolor, que se isola na artilharia do campeonato. Aos 15 minutos, empolgado com o empate e apoiado pela torcida, o Bahia teve duas chances de virar o jogo. Na primeira, Raí recebeu cara a cara , mas chutou em cima do goleiro do Ceará. Logo depois, Nino bateu de fora, e o camisa um segurou firme no centro da meta.

 

As duas equipes fortaleceram a marcação desde então, o que diminuiu chances de gol. Nova oportunidade só aos 23. Em cobrança de escanteio, Fabinho, livre na área, chutou mascado e perdeu boa chance. Cinco minutos depois, Vina bateu de longe e assustou Danilo Fernandes.

 

Quando a partida se mostrava equilibrada, o centroavante Cleber, que entrou no meio da segunda etapa, tomou dois cartões amarelos em um intervalo de dois minutos e foi expulso. Com um a mais, o Bahia tentou exercer uma pressão maior no final da partida, mas sem efetividade.

 

PRÓXIMOS CONFRONTOS


Os dois times voltam a campo no final de semana, pela 24° rodada. O Bahia vai ao Rio Grande  do Sul para enfrentar o Juventude, no sábado, 30, às 19h15(horário de Brasília) Já o Ceará recebe o Fluminense, no domingo, 31, às 16h
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »