19/06/2019 às 15h03min - Atualizada em 19/06/2019 às 15h03min

Pâmela Rosa e Letícia Bufoni fazem dobradinha brasileira no Dew Tour 2019

Skatistas brasileiros estão na corrida olímpica de 2020

Lúcia Oliveira - Editado por Paulo Octávio
Dobradinha brasileira: à esquerda, Letícia e à direita, Pâmela (Foto: Julio Detefon/CBSk)

O Dew Tour de 2019 foi realizado, como em todos os anos, em Long Beach, Califórnia (EUA), entre os dias 13 e 16 desse mês. O anúncio do World Skate -- órgão que administra o desenvolvimento olímpico do esporte -- determinou que a competição abre os eventos oficiais que servirão como eliminatórias para as Olimpíadas de 2020, em Tóquio. Além disso, o torneio também será o último que dará pontos para o ranking olímpico na disputa do próximo ano. E a etapa de Londres da Street League Skateboarding (Liga Mundial de Street) também conta para a classificação olímpica.  

Neste ano, a disputa no Dew Tour contou com duas modalidades: park e street. A pista park une todos os elementos do skate e é a preferida dos atletas. Já a pista street é uma das mais tradicionais e conhecidas nessa modalidade e simula obstáculos urbanos como corrimões, escadarias e rampas. Presente pela primeira vez nos Jogos Olímpicos, o skate pretende mostrar ao mundo que o esporte também pode impressionar.
 

Da esquerda para a direita: Letícia Bufoni, Pâmela Rosa e Candy Jacobs. (Foto: Julio Detefon/CBSk)

Da esquerda para a direita: Letícia Bufoni, Pâmela Rosa e Candy Jacobs. (Foto: Julio Detefon/CBSk)


Com dois títulos e quatro pódios, o Brasil esteve muito bem representado nessa edição do Dew Tour. No street feminino, as atletas conseguiram uma dobradinha: Pâmela Rosa, fez 21,40 pontos e conquistou o ouro, e Letícia Bufoni, ficou com a prata, após somar 18,96. As brasileiras foram acompanhas pela holandesa Candy Jacobs, terceiro colocada, com 17,90. No masculino, Felipe Gustavo somou 33,94 e levou o bronze.  Em entrevista ao Globo Esporte, após o fim da disputa, Pâmela afirmou:

“Quero agradecer toda a estrutura da Confederação Brasileira de Skate (CBSk). Graças a Deus, consegui ganhar mais uma vez aqui no Dew Tour. Estou muito feliz. O nível do skate vem crescendo muito. Eu e a Leticia ficamos no pódio e só tenho a agradecer a todos pela torcida” 

 

Pedro Barros (Foto: Julio Detefon/CBSk)

Pedro Barros (Foto: Julio Detefon/CBSk)


Já no park masculino, Pedro Barros -- considerado um dos maiores nomes do skate -- ganhou a medalha de ouro, depois de conquistar incríveis 84 pontos. Nessa etapa, no feminino, as brasileiras não alcançaram o pódio, infelizmente; a melhor colocada foi Yndiara Asp, em nono lugar. Após a disputa, Pedro disse em entrevista à CBSk:

“Foi muito emocionante. Ficou para minha última volta e consegui acertar e levar o primeiro lugar. Estou muito feliz. O nível foi muito alto. Vamos continuar o ano com essa força e energia”

De acordo com os critérios da competição, o Brasil poderá ser representado por até 12 skatistas nas Olimpíadas de Tóquio. Cada modalidade possui três vagas à disposição do país, logo, são três no park feminino e três no masculino, o mesmo acontece na modalidade street feminina e masculina. O Brasil só poderá conhecer de fato seus representantes em 31 de maio de 2020, data em que ocorre a última corrida olímpica do skate. 



 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »