16/11/2021 às 15h58min - Atualizada em 16/11/2021 às 11h16min

Confira 5 k-dramas de gênero histórico do segundo semestre de 2021

Amor proibido, superpoderes, humor e pancadaria são alguns dos elementos que dão charme às novelas de época sul-coreanas

Virginia Oliveira - editado por Larissa Nunes
Poster do drama "Alegria de Inspetor Real Secreto" | Fonte: Soompi/TvN
Se você é fã de novelas coreanas e está sempre ligado nos últimos lançamentos, deve ter percebido recentemente uma chuva de dramas de gênero histórico sendo estreados. Essas produções têm em comum o explorar da cultura coreana em tempos da monarquia, o que aconteceu entre 1392-1910, quando o sistema de governança da Coreia do Sul funcionava pelas mãos da família real.

Antes de falar um pouco mais dessas novelas individualmente, vale ressaltar alguns aspectos que elas têm em comum e as curiosidades que acompanham. A primeira delas é a linguagem. Nos tempos do Grande Império Coreano, a escrita mais utilizada ainda era o Hanja, que são os caracteres chineses, por isso sempre que algum documento, carta, ou letreiro aparece nas novelas, quase sempre está escrito em Hanja. Além disso, os personagens falam de uma maneira mais rebuscada.  

Também se nota o uso de recursos para ambientar a audiência, como é no caso das notas de rodapé. Volta e meia elas aparecem para explicar algum termo ou situação que acontece nas cenas, visto que o público (tanto nacional como internacional) pode ficar confundido já que na época retratada havia códigos de conduta diferentes dos atuais, ainda mais quando se trata da família real e questões governamentais. 

As vestimentas também são parte características desses tipos de produções, com poucas diferenças de uma para outra. As roupas serviam para mostrar o status social dos indivíduos naquela época. Observando os tipos de roupas dentro da monarquia, o público começa a identificar os cargos dos personagens, sabendo quem são os professores e mestres, as camareiras, os nobres e os cidadãos comuns. 


Isso também dá contexto a como a sociedade coreana funciona nos dias de hoje, já que atualmente a população faz uso de honoríficos para se referir às pessoas, levando em consideração hierarquias socias.

Sem mais delongas, aqui está uma lista com 5 dramas históricos desse segundo semestre de 2021, por ordem de lançamento.

1. Céu Vermelho 


Lançado em agosto, essa novela retrata a história da jovem Hong Chun Gi (Kim Yoo Jung) que possui talentos surpreendentes para a arte, mas que vê muitas dificuldades para alcançar o sonho de se tornar uma pintora. Ela nasceu com uma deficiência nos olhos, mas consegiu, de alguma forma, enxergar novamente, porém o sistema social tenta de todos os lados fazer com que a garota desista. Ela se envolve com Ha Ram (Ahn Hyo Seop
) que ao contrário dela, perdeu a visão em um acidente, mas consegue prever o futuro ao olhar o céu quando a noite chega. 

A trama aposta em elementos de fantasia
, e fala um pouco mais do folclore coreano. O romance também está presente e a paixão se torna inevitável, porém o amor seria proibido, e recebe a oposição de vários membros da corte.

Ao todo são 16 episódios disponíveis na plataforma Viki (por meio de uma assinatura mensal), voltada à exibição de novelas asiáticas.

2. O Rei de Porcelana


A história baseada em um manhwa (mangá coreano), conta a dramática vida da família real que deu à luz a gêmeos, um menino e uma menina. Porém ter uma menina nascida ao mesmo tempo que um menino é considerado uma maldição, e então é solicitado que a garota seja morta e o príncipe poupado. A rainha consegue salvar a vida de sua filha em segredo, a mandando para longe, mas algum tempo depois, a garotinha volta ao palácio, e por algumas desventuras precisa ocupar o lugar do irmão e fingir ser um menino. 

Para manter esse segredo, a jovem Da-mi (Park Eun Bin), que agora atende por príncipe Lee Hwi, coloca um muro em todas as relações que forma, seja com seus súditos ou oficiais do reino. Mas isso começa a mudar quando ela reencontra seu primeiro amor de infância, Ji-Un (feito pelo Rowoon, integrante da banda de k-pop SF9), que a conheceu quando ela ainda vivia como uma garota. Os dois se aproximam inevitavelmente, numa relação que pode se tornar perigosa por vários motivos.

Uma questão levantada nessa obra, e na maioria dos dramas desse gênero, é a questão do papel da mulher na sociedade coreana antiga. Também desdobra as relações dentro da família real, e como a disputa pelo poder supera até mesmo a fraternidade. O drama está no ar desde 10 de outubro, sendo transmitido pela KBS2 e também disponível pela Netflix. Serão 20 episódios, lançados semanalmente. 

3. Alegria de Inspetor Real Secreto


O jovem Ra Yi Eon (Taecyeon, membro do grupo de k-pop 2PM) é um grande apreciador de comida, tem um sonho de comprar uma propriedade e abrir um negócio do ramo alimentício, porém, de forma inusitada, ele consegue boa nota no concurso-público e é convocado para ser um inspetor secreto à serviço da família real. 

Entre suas missões, ele acaba conhecendo Kim Joy (Kim Hye Yoon), uma mulher com mente disruptiva, que deseja se divorciar do marido que é viciado em jogos e enfrenta grandes desafios por conta disso, já que naquele tempo da Dinastia Joseon, o divórcio era visto como algo que ameaçava o conservadorismo da sociedade. 

Esse dorama trata com um pouco mais de humor questões como a desigualdade de gênero, machismo e a repressão que as mulheres sofriam antigamente na Coreia do Sul, sendo impossibilitadas de decidirem por si mesmas suas profissões e até mesmo com quem se casariam. A série, estreada dia 8 de novembro, está sendo veiculada pela TvN e disponível no Viki.

4. Red Sleeve ("Manga Vermelha", em tradução livre)


Yi San (Jun Ho, membro do 2PM) está destinado a herdar o trono, mas junto com essa responsabilidade acompanham também os traumas 
de infância que volta e meia o perturbam, como a morte de seu pai e a culpa que o princípe  carrega em relação a isso. Sua pernonalidade também não é das melhores, sendo uma pessoa perfeccionista e insensível.

Entretando, ele conhece 
Sung Deok Im (Lee Se Young), uma jovem inteligente que trabalha como escrivã e criada no palácio. Aos poucos o príncipe começa a se apaixonar por ela e seu jeito ousado de ser. Mas essa relação envolve muitos riscos e a garota se vê abrindo mão de sua independência e se questiona se realmente vale à pena.  

O drama foi lançado no dia 12 de novembro e os episódios legendados podem ser assistidos semanalmente pelo Viki



5. When Flowers Bloom I Think of The Moon ("Quando as Flores Nascem Eu Penso na Lua", tradução livre)
 Trailer de "When Flowers Bloom I Think of The Moon"  (Reprodução/ Youtube: Kdrama World)

Para fechar a lista, aqui vai uma novela que tem sua data de estreia para 20 de dezembro. A história se passa em um período em que uma lei proibindo o consumo de alcool se instaurou no reino. O inspetor real Nam Young (Yoo Seung-Ho), que vive para preservar os princípios e a lei moral, acaba conhecendo Kang Ro Seo (Hyeri) uma mulher que fabrica bebidas alcoolicas para conseguir pagar dívidas.

O drama aborda os momentos vividos pelos personagens jovens e rebeldes em um ambiente extremamente conservador e opressor. 
Recentemente, o teaser da novela produzida pela KBS foi publicado e aos poucos mais informações sobre a futura série vão chegando.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »