12/09/2022 às 14h44min - Atualizada em 18/04/2022 às 21h54min

Bulixo cuiabano: feira cultural e gastronômica em Cuiabá

Para comemorar da melhor forma possível o mês de aniversário dos 303 anos da capital Cuiabá, o bulixo do Sesc Arsenal é um passeio completo ao estilo cuiabanês.

Mariana da Silva - editado por David Cardoso
Sesc Arsenal em Cuiabá/MT. (Foto: Mariana da Silva)
Religiosamente realizado todas as quintas-feiras no Sesc Arsenal, das 18 às 22 horas, o bulixo virou atração indispensável para quem deseja conhecer mais sobre a cultura cuiabana, seja nas artes visuais, na música, dança, artesanato e ainda na gastronomia.
 
Nem boliche e nem beliche, você não leu errado, o nome é bulixo mesmo, pois a origem deste termo se refere aos antigos armazéns e mercearias que vendiam um pouco de tudo em produtos. Esta feira cultural e gastronômica ficou assim conhecida pelo fato de também oferecer um pouco de tudo, desde produtos locais até alimentação, exposição de arte, entretenimento, lazer e descontração reunidos em um só lugar.
Mas se engana quem pensa que todo cuiabano conhecia o termo, até mesmo alguns de “tchapa e cruz” desconheciam o significado, como é o caso de Gabriel Lenz, estudante de 22 anos. Nascido em Cuiabá, desconhecia o bulixo como evento e também o significado em si, porém frequenta o Sesc Arsenal desde 2015.
 
Após comparecer na feira, destaca que a mesma “contribui trazendo para o público elementos importantes da cultura cuiabana, como comida, música e artesanato. Visto que muitos que moram aqui não têm ciência de como as tradições locais são ricas e amplas.” E ainda completa “são elementos necessários para compor a identidade da região, danças típicas e comidas tradicionais sempre nos fazem lembrar de momentos nostálgicos de quando éramos crianças e frequentamos mais esse tipo de evento, também é legal para quem vem de fora conhecer e se esbaldar nas maravilhas que nossa cultura oferece.”
 
Já a visitante e universitária Tamires Melissa Parisotto, de 24 anos, relata que descobriu recentemente o evento e agora é frequentadora do bulixo. Natural de Itanhaém - SP, ela conta que não nasceu em Cuiabá, mas reside na capital há cerca de 3 anos. Para ela, o evento contribui com a propagação da cultura local, pois “além de expor trabalhos artesanais e comidas tradicionais da cidade, tem música ao vivo, e por ser dentro do Sesc tem também exposições de pinturas. É um ambiente pra curtir com os amigos, familiares e até as crianças parecem se divertir bastante. Tudo muito colorido, cheiroso, alegre. As pessoas aqui em Cuiabá são muito receptivas, dá pra ver que isso é cultural.”

Atrações culturais, artísticas e gastronômicas
 
Comerciantes e expositores locais levam seus artesanatos, bordados, pinturas, adereços e acessórios para expor e comercializar, e ainda oferecem pratos típicos como o prato “Maria Isabel”, farofa de banana, bobó de frango, feijoada, strogonoff, lanches e doces a preços acessíveis para quem deseja saborear a culinária regional e apoiar os empreendedores locais.
O som que embala a noite fica garantido por músicos locais em shows ao vivo, enquanto os visitantes podem apreciar a comida ao som de uma boa música. Já para os amantes da leitura ou que preferem um sossego, a biblioteca fica aberta também durante todo o evento, onde quem desejar pode escolher livros e se acomodar nos sofás do local.
Artistas regionais expõem suas obras na Galeria de Artes do Sesc, onde os visitantes interagem e apreciam as pinturas, fotografias, instalações e objetos que frequentemente viajam pelos Sesc’s em Mato Grosso.
Quem deseja presentear alguém ou sair com uma lembrança do local, é possível adquirir os produtos expostos no Espaço do Artesanato, onde se encontram uma grande variedade de artesanatos em madeira, cerâmica, barro, adereços indígenas, peças de tapeçaria, canecas, chaveiros, camisetas, além de cachaças, licores, mel, molhos, doces e diversos produtos feitos de alimentos típicos do cerrado.
Com arquitetura em estilo neoclássico típica da Cuiabá colonial, o monumento do Sesc Arsenal onde a feira ocorre recebe este nome pois foi criado por volta de 1818, inicialmente para fins militares. Entretanto, foi comprado pelo Sesc em 1989, mas manteve arsenal no nome, sendo o verdadeiro nome do local Centro Cultural Jamil Boutros Nadaf, que fica localizado na Rua Treze de Junho, 1435, no Centro Sul.
 
Você pode acompanhar mais sobre a programação do Sesc acessando o site do Sesc Arsenal.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »