11/09/2022 às 04h20min - Atualizada em 10/09/2022 às 22h56min

Palmeiras vence Juventude e mantém vantagem na liderança do Brasileirão

Equipe da casa superou o nervosismo nas finalizações e garantiu a vitória no segundo tempo

Tiago Silva - Editado por: Alan Martins
Zé Rafael disputa bola com jogador do Juventude. Foto/Reprodução: Gazeta Esportiva/SEP
O Palmeiras venceu o Juventude por 2 a 1 em partida realizada pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro no último sábado (10) no Allianz Parque, em São Paulo. Os gols do Palestra foram marcados por Rony e Murilo, enquanto o gol do Papo foi de Guilherme Parede. Com o resultado, a equipe mandante mostrou um início de superação à eliminação para o Athletico-PR na Libertadores e chegou aos 54 pontos. A vantagem pode cair para sete pontos caso o Flamengo vença o Goiás e chegue a 47 pontos.

A partida foi marcada pela marca de Rony, que chegou a 150 jogos com a camisa do Palmeiras, e pela estreia da terceira camisa, com um verde mais claro que a primeira e detalhes em amarelo. Em campo, o Verdão se mostrou nervoso ao atacar e perdeu chances claras de gols no primero tempo. No segundo tempo melhorou suas finalizações e o primeiro gol saiu nos primeiros minutos. Mesmo com o empate sofrido, não desaceleraram e, em poucos minutos, voltaram à frente do placar e dominaram a posse de bola, assim como em toda a partida.

O Juventude atuou a maior parte do jogo na defensiva, com uma linha de três zagueiros, meias recuados e atacantes que ajudaram na marcação. As apostas em contra-ataques foram efetivas em poucas oportunidades, com o único gol da equipe na partida marcado desta forma. Porém, a estratégia não foi suficiente para garantir o empate fora de casa, e o resultado da derrota não foi maior por conta das defesas de Pegorari

1º TEMPO

Apesar da defesa do Juventude bloquear as jogadas pelo meio, o Palmeiras encontrou brechas pelas laterais e apostou em cruzamentos para chegar ao gol do Jaconero. O grande problema da equipe mandante foi a pontaria na hora de finalizar, o que levou a dois dos 12 chutes irem na direção do gol. O Papo finalizou uma vez e esteve com a posse de bola em 33% do tempo. O goleiro Pegorari foi alvo de reclamações por parte da torcida palmeirense, pois demorava para cobrar os tiros de meta.

A primeira chance de gol palmeirense aconteceu aos 14 minutos, quando Piquerez cruzou pela esquerda, Rony cabeceou e o zagueiro Rafael Forster quase fez um gol contra por conta de seu desvio. A bola bateu na trave e saiu de campo.

Rony teve outra chance de gol aos 20 minutos, quando venceu uma disputa de bola pelo alto e se livrou do segundo marcador. Ao finalizar, Pegorari espalmou a bola para fora. A partida parou por alguns minutos para o atendimento do goleiro do Juventude, que se queixou de dores após a queda.

Aos 27 minutos, após escanteio curto de Scarpa, Piquerez encontrou Danilo que, de primeira, tocou pelo alto para Dudu. O camisa sete se livrou do único marcador e chutou próximo ao gol, assustando os nove jogadores do Juventude que defendiam a grande área e o goleiro.

Dois minutos depois, Marcos Rocha cruzou na grande área, Rony errou o chute de bicicleta e, na sobra, Zé Rafael chutou de primeira por cima do gol.

Rony e Gustavo Gómez furaram uma finalização aos 35 minutos, após cruzamento rasteiro de Scarpa. O camisa dez errou um chute de letra e, na sequência, o camisa 15 não consegue chutar após Vitor Mendes desviar a bola para a linha de fundo. 

A última chance de gol do primeiro tempo foi do Palmeiras, no segundo minuto dos três dados nos acréscimos. Gustavo Scarpa cruzou pela direita e, após o afastamento da defesa, Zé Rafael chutou de primeira. Novamente, a bola passou muito próxima da trave.

2º TEMPO

A atitude ofensiva e as jogadas pelas laterais do Palmeiras se mantiveram na segunda etapa. O primeiro momento de mudança nas finalizações palmeirenses aconteceu aos 28 segundos de jogo, quando Marcos Rocha, pela direita, fez o passe em profundiade para Rony. O atacante arrancou e finalizou entre as pernas de Pegorari, abrindo o placar para a equipe da casa.

A chance de ampliar o resultado veio aos oito minutos, quando Rony aproveitou a falha da defesa, se livrou da marcação de Vitor Mendes, porém acertou outra bola que estava na linha de fundo.

Aos 17 minutos, o Juventude empatou a partir do arranque de Pitta pela direita. Na linha de fundo, o camisa 80 cruzou e Guilherme Parede aproveitou a sobra dada pela defesa para converter e surpreender o goleiro Weverton.

Quatro minutos depois e sem se intimidar com o empate sofrido, o Palmeiras ampliou o placar com Murilo, o último a tocar na bola após o cruzamento de Gustavo Scarpa, num escanteio. Houve a dúvida sobre a autoria do gol ser do zagueiro palmeirense ou Zé Rafael, mas a confirmação para o camisa 26 ocorreu minutos depois.

Com 28 minutos de jogo, Bruno Tabata aproveitou a sobra dada por um escanteio para finalizar da meia-lua. A bola passou perto do gol novamente, assustando Pegorari.

O goleiro do Juventude também evitou um possível terceiro gol do Palmeiras com uma defesa de dois tempos, aos 46 minutos. A finalização foi de Atuesta, que recebeu um cruzamento rasteiro de Gabriel Menino.
Em suma
, a posse de bola do Verdão foi de 67%, a mesma do primeiro tempo. O Juventude também chegou mais ao ataque, e a única finalização a gol foi a do gol de empate. Porém, a estratégia defensiva não foi suficiente para evitar a derrota.

PRÓXIMOS JOGOS

O Palmeiras receberá o Santos para mais um Clássico da Saudade pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro no próximo domingo (18), às 18h30 (horário de Brasília), no Allianz Parque. Já o Juventude receberá o Fortaleza no mesmo dia e pela mesma competição, às 18h (horário de Brasília), no estádio Alfredo Jaconi.




 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »