04/10/2022 às 23h40min - Atualizada em 04/10/2022 às 23h20min

O legado da Rainha Elizabeth II

A Rainha foi a segunda maior monarca da história

Fabielly Medina - editado por David Cardoso
Majestade Elizabeth II. (Foto: Reprodução/AP)
No dia 08 de Setembro, o mundo perdeu uma da figuras mais conhecidas e importantes dos últimos tempos. Elizabeth II em seus 70 anos de reinado visitou mais de 110 países (dentre eles o Brasil, em 1968), conheceu 05 Papas, 12 Presidentes americanos, teve o hino do País dedicado a ela “God Save The Queen”, enfrentou crises, viu a Inglaterra ganhar uma Copa do Mundo, Acompanhou diversos avanços tecnológicos, eventos históricos, a virada do século, virou ícone POP e se tornou a mais longeva Monarca Britânica e a segunda maior da história (Ficando atrás de Luiz XIV que reinou 72 anos).
 
"A rainha morreu pacificamente em Balmoral esta tarde. O rei [Charles III] e a rainha consorte [Camila] permanecerão em Balmoral esta noite e retornarão a Londres amanhã", informou a Casa Real britânica no Twitter.

Após a morte da Governante, seu filho mais velho, Charlles, automaticamente se tornou Rei e assumiu o trono do Reino Unido e de mais 14 países que tem o monarca Britânico como chefe de Estado, como Canadá e Austrália. Segundo a tradição local, ele teria opções de nomes para adotar, mas optou pelo caminho mais simples e manteve o título de Rei Charlles III. Após cumprir os 11 dias de funeral de sua mãe, o rei se retirou para o Castelo de Balmoral, na Escócia.   

 
Onde tudo começou
Elizabeth Alexandra Mary nasceu em Londres , no dia 21 de Abril de 1926.  Aos 21 anos, em sua primeira visita oficial à África do Sul, ela fez a promessa que seguiu a risca até o fim de sua vida: "Diante de todos vocês, declaro que toda minha vida, seja curta ou longa, estará a serviço de todos os membros da família do império a que todos pertencemos." Porém, ficou conhecida como rainha Elizabeth II após a morte de seu pai, o rei Jorge VI em 1952, quando assumiu a coroa britânica, sendo formalmente coroada no dia 02 de Julho de 1953, na Abadia de Westminster aos 27 anos. Na época o primeiro ministro era Winston Churchill. Ao longo de seu reinado, ela conheceu 15 premiês.  Mesmo sendo a Chefe de Estado, a monarca era neutra em assuntos políticos e tinha um papel mais culto e formal.
O legado, as paixões e o último pedido
 Sempre vista com vestidos discretos (porém coloridos), chapéu e bolsa (vazia) pendurada no braço a soberana que misturava mistério, altivez e simpatia fazia um discurso anual de natal que era transmitido para todo o país trazendo uma mensagem de positividade e esperança para o povo britânico. Apaixonada por jóias, gim, cães e cavalos ela conseguiu conquistar não apenas seus súditos, mas pessoas de todo o mundo e um de seus maiores feitos foi manter a monarquia em alta, em pleno século XXI. Segundo o historiador Robert Hardman em entrevista à revista People o último e nobre pedido da Rainha foi que as brigas entre o príncipe Harry e a família chegassem ao fim.     
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »