13/10/2022 às 00h57min - Atualizada em 13/10/2022 às 00h34min

Brugge empata fora de casa e avança às oitavas da Champions League

Clube belga avança pela primeira vez ao mata-mata, enquanto o time espanhol se embola no grupo

Tiago Silva - labdicasjornalismo.com
Simon Mignolet, goleiro belga, comemora com companheiros de equipe após classificação do Brugge às oitavas de final. Fonte: Yahoo!
O Club Brugge empatou em 0 a 0 com o Atlético de Madrid nesta quarta-feira (12), pela quarta rodada do grupo B da Champions League no estádio Cívitas Metropolitano, na capital espanhola. Com o resultado, a equipe belga cheogu aos dez pontos e avançou às oitavas de final da competição com duas rodadas de antecedência, já que venceu os Colchoneros em casa na rodada anterior e conseguiu uma vantagem em caso de empate na pontuação. Já os Atlético obteve quatro pontos, distanciou-se do Porto (6) e ficou um ponto  a mais do que o Bayer Leverkusen (3).

O Brugge nunca chegou aos playoffs da Champions League desde que ela passou a ter esse nome e formato. Antes, quando se chamava Taça dos Campeões Europeus, o clube belga foi vice-campeão na temporada 1977-78, quando perdeu para o Liverpool por 1 a 0. A classificação nesta edição se tornou uma grande surpresa, já que venceram os três jogos do primeiro turno do grupo: 1 a 0 sobre o Bayer Leverkusen, um surpreendente 4 a 0 contra o Porto fora de casa e 2 a 0 sobre o Atlético de Madrid.

Em campo, o Atlético teve domínio de posse de bola e impôs um estilo de jogo ofensivo, do jeito que precisava para marcar gols e não se complicar na tabela. Da mesma forma, se defenderam bem e evitaram os contra-ataques do clube belga. Porém, os erros das finalizações e os impedimentos evitaram que o placar saísse do zero. Os Fazendeiros contaram com a boa atuação da defesa e de seu goleiro, Simon Mignolet, para evitar a derrota, uma vez que o setor ofensivo teve dificuldades de infiltrar na defesa colchonera. Apesar de ficar com um a menos no final do jogo, sobreviveram a pressão do adversário.

1º TEMPO

O início de jogo do Atlético foi ofensivo. Clube apostou em jogadas pelas laterais. Porém, a primeira grande chance saiu aos 12 minutos com Griezmann, que aproveitou o erro de cobrança de lateral e limpou dois marcadores na grande área. Mignolet espalmou  e, no rebote, o camisa oito colchonero mandou para fora.

E a pressão seguiu: aos 19 minutos, Ángel Correa articulou trocas de passes com Griezmann e Koke e, assim, infiltraram na marcação do Brugge. O camisa dez do Atlético teve a chance de tocar para Griezmann, mas preferiu o chute, que foi para fora.

Três minutos depois, Correa recebeu um passe infiltrado do lado esquerdo, escapou do goleiro do Brugge e tocou para Saúl marcar o que seria o gol do Atlético de Madrid. Porém, o impedimento do camisa dez rojiblanco foi marcado.

Saúl cruzou a bola na cabeça de Griezmann aos 42 minutos. Mignolet fez outra defesa importante e evitou o gol.

Aos 40 minutos, o Brugge sonhou com um gol a partir da jogada de Olsen que, pela esquerda arrancou até encontrar Tajon Buchanan. O lateral canadense se enroscou com Molina na grande área, e o juíz marcou o pênalti. Na revisão do VAR, a evidência de que, na verdade, foi o jogador do clube belga que fez a falta com um pisão, resultando no cartão amarelo.

2º TEMPO

Com a necessidade da vitória, o Atlético se lançou mais ao ataque, arriscou mais jogadas e, consequentemente, finalizou mais. Se na primeira etapa foram nove chutes - três a gol -, no segundo, os colchoneros chutaram mais 12 vezes, sendo seis na meta.

O poderio ofensivo colchonero apareceu mais cedo, aos três minutos, com o lançamento de Koke para Griezmann que, livre de marcação, tentou encobrir Mignolet. O goleiro belga afastou a bola da área com a mão, e Correa chutou para fora no rebote.

O domínio dos Rojiblancos cresceu proporcionalmente ao número de chutes para fora, e o drama aumentou para a equipe espanhola a cada minuto que passava. Uma chance de chegar ao ataque com mais facilidade surgiu após os 36 minutos, com a expulsão do atacante Kamal Sowah.

E a chance mais clara do Atlético na etapa veio aos 43 minutos, quando Carrasco cruzou na área, e, após o bate-rebate, Morata chutou a queima-roupa em Mignolet, que espalmou de rosto para escanteio.

PRÓXIMAS PARTIDAS

O Atlético de Madrid volta a campo pela nona rodada do Campeonato Espanhol no próximo sábado (15), quando enfrenta o Athletic Club às 16h (horário de Brasília) no estádio Mamés, em Bilbao. Já o Club Brugge terá o clássico contra o Anderlecht pelo Campeonato Belga no próximo domingo (16) às 13h30 (horário de Brasília), no Lotto Park, em Bruxelas.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »