13/10/2022 às 03h09min - Atualizada em 13/10/2022 às 01h02min

Barcelona e Inter de Milão empatam em jogo de seis gols na Champions League

Resultado complica a vida do clube espanhol, que depende de si e de tropeços da Inter para ter chances de passar de fase

Tiago Silva - Editado por: Alan Martins
Lewandowski cabeceia e marca o segundo na partida, o terceiro do Barcelona no jogo. Foto/reprodução: Correio do Povo/Pau Barrena - AFP.
O Barcelona sofreu, ficou prestes a ser eliminado com antecedência, mas conseguiu o empate com a Inter de Milão em 3 a 3 na última quarta-feira (12), pela quarta rodada do grupo C da Champions League, no Spotify Camp Nou. Os gols dos Culés foram de Ousmane Dembelé e Robert Lewandowski (2), enquanto os gols dos Nerazzurris foram de Nicolò Barella, Lautaro Martínez e Robin Gosens.

Com o resultado, a equipe espanhola entra numa situação complicada no grupo: está na terceira posição, com quatro pontos, três atrás da equipe italiana e a oito do líder Bayern de Munique. Para se classificar, além de ter que vencer as próximas duas partidas - contra o clube alemão, em casa, e contra o Viktoria Plzen, fora -, os Blaugranas precisam que a Inter tropece nos próximos dois jogos, com duas derrotas, ou um empate e uma derrota. Em eventual empate por pontos, é o clube de Milão que se classificará por conta do confronto direto.

Em campo, o Barcelona fez um bom primeiro tempo impondo o jogo pelas laterais, finalizando mais que o adversário e marcando o primeiro gol no final da etapa. Apesar disso, sofreu com as duas finalizações a gol da equipe adversária. A fragilidade defensiva culé se mostrou mais no segundo tempo, quando sofreu a virada em dois erros de marcação. As saídas de Raphinha e Dembelé também prejudicaram a criatividade do Barça ao longo da etapa, mas os passes dos laterais Eric García e Sergi Roberto, combinados as finalizações de Lewandowski, foram responsáveis por empatar o jogo duas vezes.

1º TEMPO

O Barcelona estudou o estilo de jogo da Inter de Milão logo no começo, dominando a posse de bola e buscando espaços para finalizar. Porém, quem começou trazendo perigo foi a equipe italiana: aos 16 minutos, Çalhanoğlu cobrou falta pela direita, e Džeko finalizou o cruzamento na trave. De Vrij furou no rebote.

Com nove minutos de partida, Lewandowski cabeceou o cruzamento de escanteio de Raphinha. Mkhitaryan afastou a bola quase em cima da linha do gol. Um minuto depois, foi a vez do brasileiro trazer perigo com uma finalização da meia-lua, que foi por cima do gol de Onana.

Aos 25 minutos, Dembelé conduziu a bola da esquerda para a intermediária e na finalização de fora da área, parou em Onana, que mandou para escanteio.

Dumfries teve a chance de abrir o placar para a Inter aos 27 minutos, após contra-ataque de Barella. Na finalização, porém, Ter Stegen defendeu com o braço.

Três minutos depois, foi a vez de Sergi Roberto arriscar o chute de fora da área. Onana bateu roupa, mas se recuperou no rebote de Lewandowski.
Raphinha também teve a chance de marcar aos 35 minutos, quando recebeu o cruzamento de Lewandowski pela esquerda. Porém, pegou mal na bola, e ela foi para a linha de fundo.

Após a insistência e criações de jogadas, o Barcelona abriu o placar aos 39 minutos, quando Raphinha, pelo lado direito, evitou que a bola saísse pela linha de fundo e tocou para Sergi Roberto. O camisa 20 achou Dembelé desmarcado, e o atacante francês mandou para a rede.

Raphinha ainda teve tempo de finalizar novamente a gol aos 42 minutos, quando aproveitou o rebote gerado pelo cruzamento de Dembelé e chutou por cima do gol, quase encobrindo Onana.

A partir disso, o clima no Camp Nou enferveceu de vez com os mais de 90 mil torcedores presentes. Porém, a maior carga de emoções veio na etapa seguinte.

2º TEMPO

A Inter de Milão voltou para a segunda etapa com uma postura mais ofensiva, sem medo de partir para cima da equipe mandante e aproveitar as brechas de marcação dos mesmos. Erros esses que também aconteceram por parte da equipe Italiana e levaram o time a sofrer o empate duas vezes.

Logo aos quatro minutos, a Nerazzurri empatou o jogo com Barella, que recebeu um longo cruzamento de Bastoni e finalizou livre por conta do erro de Piqué. O zagueiro espanhol pensou que somente Džeko estava na grande área, mas não viu o camisa 23 da Inter correr da marcação e ainda deu condição ao meia.

Aos 10 minutos, Çalhanoğlu aproveitou a sobra de bola e, no lado direito do campo, arriscou o chute direto. Ter Stegen espalmou para escanteio e evitou a virada. No escanteio, Dumfries cabeceou e o goleiro alemão salvou novamente o Barcelona.

A virada da Inter veio aos 17 minutos, e começou a partir do erro de passe de Busquets no meio de campo. Çalhanoğlu aproveitou e inverteu a jogada para Lautaro Martínez, que finalizou e marcou o gol após a bola bater nas duas traves. O drama da equipe do Barcelona finalmente se instaurou.

A saída de Raphinha foi questionada pela torcida, pois era um dos melhores jogadores em campo. Dessa forma, o Barcelona perdeu o poder de criatividade pelo lado esquerdo.

Apesar dessa fator, foi a partir de seu substituto, Ansu Fati, que o gol do empate quase veio aos 25 minutos, quando o camisa 10 conduziu a bola pela direita, tentou o passe e rebateu a bola quando a defesa afastou. Lewandowski aproveitou para mandar para a rede, mas estava em posição de impedimento.

Um minuto depois, Dembelé tabelou com De Jong na intermediária e acionou Lewandowski. O camisa 9 parou em Onana, que afastou a bola.

O empate do Barça veio aos 36 minutos, quando Sergi Roberto cruzou na grande área e Lewandowski, após uma tentativa de cabeça, aproveitou o erro da defesa para chutar. O goleiro da Inter não conseguiu pular na bola.

A torcida voltou a fazer barulho, mas não esperava sofrer mais um gol minutos depois.

Aos 42 minutos, Onana acionou o contra-ataque ao lançar a bola para Lautaro Martínez. O camisa 10 aproveitou a fragilidade da defesa Culé e passou para Gosens, de primeira e desmarcado, desempatar novamente o placar. Nesse momento, o Camp Nou se calou novamente e o Barcelona estava eliminado.

O juíz deu seis minutos de acréscimos, mas o Barcelona precisou de um minuto desse tempo para chegar ao empate: Eric Carcía cruzou da intermediária para a grande área, e Lewandowski, de cabeça, empatou o jogo novamente. O time não comemorou porque tinha cinco minutos para virar o jogo ao seu favor, mas estes, apesar de a pressão ofensiva voltar com força, não foram suficientes e o empate prevaleceu.

PRÓXIMAS PARTIDAS

O Barcelona disputará o El Clássico contra o Real Madrid pela nona rodada do Campeonato Espanhol no próximo domingo (16), às 11h15 (horário de Brasília), no Santiago Bernabéu, em Madrid. Já a Inter de Milão receberá a Salernitana pela décima rodada do Campeonato Italiano no mesmo dia, às 07h30 (horário de Brasília), no Giuseppe Meazza.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »