07/11/2022 às 16h04min - Atualizada em 07/11/2022 às 09h26min

O sucesso atemporal do fenômeno RBD

Longe dos palcos há quase quatorze anos, o grupo ainda levanta rumores de um possível retorno.

Giuliane Fagundes - Revisado por Flavia Sousa
Reencontro dos seis integrantes em 2019. (Foto: Reprodução/Instagram)

O grupo musical ‘RBD’ surgiu no México há quase duas décadas, no entanto, apesar da separação ter ocorrido há praticamente quatorze anos, as canções nostálgicas e o legado de união, amor e esperança nunca foi esquecido pelos fãs que os acompanham. Rumores de uma possível turnê surgiram no início de 2021, após a realização de uma live e alimentam o sonho do público que não teve a oportunidade de vê-los juntos uma última vez. 

 

Inspirada na versão argentina, Rebelde foi lançada em outubro de 2004 e tinha como objetivo retratar a vida de jovens que encaravam os desafios, conflitos e descobertas da adolescência. A novela se passa no prestigiado colégio Elite Way School, frequentado apenas pelos herdeiros das figuras mais importantes do México. Roberta Pardo (Dulce Maria), Mia Colucci (Anahí) , Diego Bustamante (Christopher Uckermann) e Miguel (Alfonso Herrera) eram os personagens principais, no entanto, Lupita Fernández (Maite Perroni) e Giovanni Méndez (Christian Chávez) se destacaram no decorrer da novela e também tornaram-se figuras importantes para a trama Os seis distintos colegas uniram-se através da música e juntos formaram o RBD, banda que se apresentava clandestinamente, já que o colégio proibia sua formação. 

 
Fênomeno de uma geração
 

As músicas tocadas pelo grupo na novela eram originais e interpretadas pelos próprios atores, em que Rebelde, canção tema da obra, logo se tornou um sucesso entre os jovens. O primeiro álbum foi lançado um mês após o início da novela e canções como Sálvame interpretada apenas por Anahí e Solo Quédate en Silencio por todos os integrantes, tornaram-se um grande sucesso entre o público jovem e nas paradas musicais. O sucesso do RBD não iniciou apenas pelas músicas, mas também pelo carisma dos atores e os casais da novela, como Mia e Miguel e Roberta e Diego, que encantavam o público com as cenas românticas e a complicação de suas histórias.  
 

Videoclipe oficial de 'Rebelde'. (Reprodução: YouTube)
 

Leia mais em: Rebelde: As diferentes versões do enredo que continua conquistando corações

 

O êxito da novela e do grupo ultrapassou as barreiras mexicanas chamando a atenção do público de outros países da América do Sul. Em agosto de 2005, o canal SBT iniciou a exibição da telenovela e o sucesso foi instantâneo, fazendo com que o álbum da banda fosse gravado em português. 

 

O RBD tornou-se um fenômeno além das telas, transformando o grupo fictício em algo real. A banda começou a realizar apresentações na televisão, em estádios e a primeira turnê ‘Tour Generación'. O segundo álbum de estúdio ‘Nuestro Amor’ foi lançado durante o início da segunda temporada, com hits como ‘Nuestro Amor’, 'Aún Hay Algo’ e ‘No Pares’. 

 

Apesar do término da novela em junho de 2006, o grupo continuou realizando shows por países como México, Colômbia, Equador, Espanha e Estados Unidos. O primeiro show no Brasil foi realizado em outubro do mesmo ano, no Maracanã, em que ocorreu a gravação do ‘Live In Rio’, um dos mais importantes DVDs do grupo em toda a sua carreira. A sensação musical daquele momento no Brasil em que o público usava as famosas estrelinhas que Anahí colocava na testa, as roupas do Elite Way School, comprava as figurinhas, revistas e cards nas bancas de revistas e tudo o que envolvesse os seis integrantes. Uma turnê exclusiva para o Brasil ocorreu em 2006, em que o grupo realizou treze apresentações em doze capitais. 

 

Término e reencontro

 

A intensa agenda de shows impedia que muitos integrantes pudessem realizar trabalhos que não estivessem conectados ao grupo. Anahí e Dulce Maria tinham um papel de destaque no grupo, já que eram as integrantes que obtinham uma participação majoritária em questão de vocais nas canções, no entanto, com o passar dos anos, os outros integrantes também alcançaram um papel de destaque, mas nunca ao patamar das duas mulheres. 

 

Por desejarem seguir outros caminhos além da exaustiva agenda de turnês e shows pelo mundo, o grupo entrou em um consenso, decidindo se separar em 2008. O anúncio confirmou que antes do término haveria uma turnê de despedida, que encerrou em 21 de dezembro de 2008, em um show em Madrid.

 

O RBD encerrou sua carreira com nove álbuns de estúdio, sendo quatro destes, com canções em inglês e português. Foram lançados oito DVDs, sendo o último destes, gravado durante o show em São Paulo durante a turnê de despedida do grupo. 

 

 

Após o término do grupo, a maioria dos integrantes seguiu carreira musical solo ou investiram na atuação em filmes e novelas. Durante os anos, ocorreram diversos encontros entre eles, mas apenas em 2015 ocorreu uma reunião, porém, sem a presença de Alfonso Herrera. Haviam rumores de uma suposta briga entre alguns ex-integrantes e ao longo do tempo esses rumores foram ganhando força até que em 2019, os seis se reuniram na casa de Alfonso e publicaram fotos sobre a reunião tão aguardada pelos fãs. 

 

Em 2020, após diversos pedidos, as músicas e os clipes do RBD foram oficialmente introduzidos nas plataformas digitais. Sálvame é a canção mais ouvida nas plataformas, contando atualmente com mais de 130 milhões de plays. O lançamento da discografia oficial foi um dos propulsores para que os integrantes retomassem o pensamento de retorno da banda, especulado durante os doze anos de separação.

Apesar do desejo em retornar a música, o mundo sofria com a pandemia de covid-19 e o isolamento social, que impedia que ocorressem shows, mas que ocasionou o surgimento das ‘lives’, shows ao vivo transmitidos pela internet. Aproveitando-se do impulso nas redes, o grupo, com a ausência de Dulce Maria e Alfonso, lançou ‘Siempre He Estado Aqui’, canção com uma letra sentimental direcionada para os fãs que esperaram uma nova canção por mais de uma década.

Após o lançamento, os quatro integrantes anunciaram a live ‘Ser o Parecer’, que ocorreria em dezembro daquele ano. O show teve duração de mais de uma hora com um reportório de músicas já conhecidas, porém com novos arranjos, figurino moderno e nova banda. Apesar da animação em ver a nova formação no palco, alguns fãs se decepcionaram com a condução do show, que prometia ser ao vivo, mas foi gravado alguns dias antes da transmissão, com efeitos, edições e a ação dos cantores um tanto mecânica, sem a desenvoltura que costumavam mostrar no passado. 


Performance de 'Sempre He Estado Aquí' durante a live Ser o Parecer. (Reprodução:YouTube)

 

O show não foi suficiente para acalmar as especulações de uma possível turnê após o término da pandemia, desta vez com a presença de Dulce Maria. Alguns integrantes falaram abertamente que haviam conversas entre eles sobre o assunto e foi confirmado que já haviam duas datas marcadas para shows no Allianz Parque, em São Paulo, porém, ocorreram desistências por conta da incompatibilidade de agendas de alguns integrantes. Apesar dos rumores diminuírem, a mídia e os fãs acreditam que em um futuro próximo o reencontro nos palcos acontecerá e esse desejo do público apenas aumentou ao ver os vídeos e fotos de Anahí, Christian e Christopher cantando Rebelde ao lado de Maite Perroni em seu casamento em outubro deste ano. 

 

O RBD surgiu em uma época em que não havia nenhum fenômeno musical principalmente na América Latina. A identificação com as letras das músicas, atores e história da novela fez com que o grupo marcasse uma geração que os associa a uma época feliz e nostálgica, que deseja por uma última vez ter a oportunidade de vê-los juntos em um palco. 

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »