31/07/2019 às 15h08min - Atualizada em 31/07/2019 às 15h08min

Em clima de decisão, Flamengo enfrenta Emelec em busca da classificação

Rubro-negro precisa reverter desvantagem de dois gols para seguir na competição

João Felipe Carvalho - Editado por Paulo Octávio
Wilmer Godoy comemora um dos gols marcados na partida de ida. Agora, o confronto é no Rio de Janeiro. (Foto: Rodrigo Buendia/AFP)

O Flamengo entra em campo contra o Emelec, nesta quarta-feira (31), às 21h30, no Maracanã, para decidir sua vida na Copa Libertadores. Após perder o jogo de ida por 2 x 0 no Equador, o rubro-negro precisa vencer por três ou mais gols de diferença para avançar. Caso mengão repita o resultado a seu favor, o adversário do vencedor do duelo entre Internacional e Nacional-URU será decidido nos pênaltis. O argentino Néstor Pitana apita o jogo, auxiliado por Hernan Maidana e Julio Fernandez, também argentinos.

FLAMENGO X EMELEC

Este será o sétimo jogo sob o comando de Jorge Jesus. Até aqui, foram duas vitórias, três empates e uma derrota, justamente para o Emelec. A preocupação, entretanto, está no sistema defensivo. Desde a chegada do comandante português, o time ainda não terminou uma partida sem sofrer gols. A última vez foi contra o CSA, ainda sob as ordens do interino Marcelo Sales. E para a decisão, mais problemas. Além de Leo Duarte, vendido ao Milan-ITA, Diego, Vitinho, Rodrigo Caio e Lincoln estão fora do confronto. Em contrapartida, Everton Ribeiro e Arrascaeta treinaram com bola durante a semana e estão na lista de relacionados. A dúvida, porém, é se os dois iniciarão a partida.

Em entrevista coletiva antes do treino de terça-feira (30), o lateral-direito Rafinha lamentou os desfalques para a partida, mas ressaltou a qualidade do elenco:

“Claro que é ruim quando se perde peças importantes. São jogadores que vêm sempre atuando, fazendo um ótimo trabalho. Claro que [a ausência] atrapalha. mas temos que entender que o grupo é grande. Quem entra vem dando conta do recado. A gente fica triste que perde uns, mas recupera outros em tão pouco tempo. Isso acrescenta força ao grupo. Estamos conscientes da nossa capacidade. Quem está aqui vai para a luta, quem recuperar a tempo também ajudará. Mas os soldados que estão inteiros vão dar conta.” Disse o lateral do Flamengo.


O Flamengo chegou às oitavas de final após garantir classificação na primeira colocação do Grupo D, com 10 pontos. A vaga, porém, veio apenas na última rodada, após um empate sem gols com o Peñarol-URU, fora de casa. Para o confronto de logo mais, a promessa é de casa cheia. Todos os 60.500 ingressos disponíveis foram vendidos. Além disso, o vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz, reuniu-se com membros de torcidas organizadas, que prometeram apoio incondicional durante os 90 minutos, mesmo depois de problemas em razão de protestos por parte de alguns torcedores.

Provável escalação do Flamengo: Diego Alves, Rafinha, Thuler, Pablo Marí, Renê (Trauco); Cuellar, Willian Arão, Everton Ribeiro (Berrio), Gerson (Arrascaeta); Bruno Henrique e Gabriel Barbosa. Técnico: Jorge Jesus

A dúvida da escalação equatoriana fica por conta de Bryan Cabezas, em razão de um desconforto muscular. Caso o meia não se recupere, Orejuela vai em seu lugar. Desfalque certo, porém, é o do zagueiro Vega, expulso no primeiro jogo. Dixon Arroyo, responsável pela entrada forte que lesionou o meia Diego, está confirmado para o confronto.

A equipe de Ismael Rescalvo, que classificou-se na segunda posição do Grupo B, com 9 pontos conquistados após duas vitórias, três empates e uma derrota, chegou ao Rio de Janeiro na segunda-feira (29). Com o triunfo na partida de ida, o Emelec se classifica para às quartas se perder por até dois gols de diferença desde que marque ao menos uma vez. A cidade, porém, não é um território agradável para os equatorianos. Em quatro jogos disputados na capital fluminense, o Emelec perdeu todos. 

Provável escalação do Emelec: Dreer; Caicedo, Jaime, Mejía e Bagüí; Arroyo, Godoy, Queiroz, Cabezas (ou Orejuela); Guerrero e Angulo. Técnico: Ismael Rescalvo.

HISTÓRICO DE CONFRONTOS

Em sete confrontos realizados entre as duas equipes, o Flamengo venceu cinco deles e perdeu dois. Mengão marcou 12 gols e sofreu oito. Em 2012, os equatorianos eliminaram o rubro-negro, na última rodada, ao vencer o Olimpia por 3 x 2;  Flamengo fez sua parte e bateu o Lanús, mas precisava de empate no confronto entre paraguaios e equatorianos. O fim desse jogo virou meme quando Leo Moura  soube da eliminação pela TV ainda no gramado. Já em 2016 e 2018 o clube carioca não perdeu para os equatorianos. Conquistou as quatro vitórias nos jogos pela fase dde grupos. E a derrota por 2 a 0, na semana passada, foi a primeira em embate entre os clubes na fase de mata-mata.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »