27/08/2019 às 17h50min - Atualizada em 27/08/2019 às 17h50min

Os esquecidos do Oscar

Os grandes atores que foram esnobados pela Academia

Júlia Victória - Editado por Bárbara Miranda
O Oscar é conhecido por premiar os melhores e maiores filmes, diretores e artistas do cinema. Mas não são todos que têm o privilégio de receber a estatueta dourada. A Academia reúne uma lista de grandes atores que foram indicados diversas vezes e que nunca ganharam (ou que mereciam ter recebido mais vezes). E pelo outro lado, aqueles que possuem um currículo de respeito, porém nem são nomeados.
 
Confira seis atores (e atrizes) esnobados pelo Oscar:
 
Robert Downey Jr.

Fonte : Instagram.
 
 
Já não é novidade que os membros que escolhem as obras a serem indicadas não são muito fãs de super-heróis. Tanto que Pantera Negra foi o primeiro do gênero a entrar na categoria de melhor filme, na cerimônia de 2019.
 
Robert Downey Jr. representou e encarnou Tony Stark durante 11 anos, mas nunca foi lembrado por esse papel na premiação. Além desse personagem, interpretou Sherlock Holmes, Kirk Lazarus de Trovão Tropical, Paul Avery em Zodíaco, Wayne Gale em Assassinos Por Natureza, e também Charles Chaplin.
 
Entre esses e tantos outros, Downey só foi indicado duas vezes:
  • 1992 como Melhor Ator por Charles Chaplin.
  • 2009 como Melhor Ator Coadjuvante por Trovão Tropical.
 
Jake Gyllenhaal

 
Um dos atores mais promissores da indústria e que já é uma figura carimbada, menos para a Academia.
 
Jake começou a chamar atenção quando estreou em “O Céu de outubro” em 1999.Dois anos depois ele protagonizou um dos seus mais icônicos e exóticos trabalhos, provavelmente porque é difícil achar alguém que tenha entendido, Donnie Darko.
 
Em 2005 ele estrelou a obra que rendeu a sua única indicação ao Oscar até hoje: o drama “O Segredo de Brokeback Mountain”, onde fez par com Heath Ledger.
 
Fonte: Observatório do Cinema.
 
 
Um dos pontos que o tornam digno de uma estatueta é as grandes transformações que ele se propõe a fazer:
 
Emagrecer 14 quilos para fazer um repórter sociopata em O Abutre e, um ano depois, encarar a rotina de um lutador profissional de boxe em Nocaute:

Fonte : IMDb.

Interpretar uma vítima de um atentado terrorista em O Que te Faz Mais Forte:

Fonte : IstoÉ.
 
 
Ou até Abandonar seus filmes conceituais e virar um vilão da Marvel em HomemAranha: Longe de Casa:

Fonte : AdoroCinema.

Glenn Close

Fonte: Folha de São Paulo.
 
 
Uma das atrizes mais renomadas de Hollywood já foi indicada por todos estes filmes :  O Mundo Segundo Garp (1982), O Reencontro (1983), Um Homem Fora de Série (1984), Atração Fatal (1987), Ligações Perigosas”(1988), Albert Nobbs (2011) e o mais recente A Esposa (2018).
 
O mais surpreendente é que ela não foi premiada por nenhum deles. Essa marca faz de Glenn a atriz viva com o maior número de nomeações sem vitórias.
 
A critica estava certa de que esse ano ela iria receber um prêmio por A Esposa, no entanto ela foi superada por Olivia Colman de A Favorita.
 
Amy Adams

Fonte: Terra.
 
 
Ela está presente em praticamente todos os últimos anos do Oscar, mas infelizmente ainda não faturou nenhum.
 
Retratos de Família (2005), Dúvida (2008), O Vencedor (2010), O Mestre (2012), Trapaça (2013) e Vice (2018) foram os papéis que deram as suas seis indicações. O longa “A Chegada” é considerado uma das melhores participações de Amy, contudo ela não chegou estar entre as cinco melhores atrizes de 2016.
 
Leonardo DiCaprio

Fonte: Folha de São Paulo.
 
DiCaprio teve que arriscar sua vida nas gravações de O Regresso para que a Academia finalmente lhe concedesse um Oscar em 2016.
 
Para receber essa recompensa ele teve de perder cinco vezes. Em 1994, foi indicado pela primeira vez por Gilbert GrapeAprendiz de Sonhador e perdeu. Após 11 anos, tempo suficiente para estrelar Romeo e Julieta, Titanic e Prenda-me se For Capaz; foi pelo drama O Aviador. Em 2007 veio a terceira com Diamante de Sangue. Em 2014, sete anos depois, sofreu uma dupla derrota nas categorias de melhor ator e melhor filme por O Lobo de Wall Street.
 
Foi então que em 2016 ele se redimiu e, para a felicidade geral da nação, levou a estatueta.

Peter O'Toole

Fonte : O Globo.
 
 
Lawrence da Arábia (1962), Becket : Favorito do Rei (1964), O Leão no Inverno (1968), Adeus, Mr. Chips (1969), A Classe Governante (1972), O Substituto (1980), Um Cara Muito Baratinado (1982) e Venus (2006).
 
Foi indicado por todos esses trabalhos, mas nunca saiu vitorioso. Com isso, Peter é o recordista entre os “esnobados” e infelizmente só foi lembrado com um prêmio honorário.
 

REFERÊNCIAS
 
FIAUX Gus. OS 10 ATORES E ATRIZES MAIS ESNOBADOS DO OSCAR! Disponível em: <https://legiaodosherois.uol.com.br/lista/os-10-atores-e-atrizes-mais-esnobados-do-oscar.html#list-item-1>. Acesso em 27 de agosto de 2019.
 
BATTAGLIA, Rafael. Oscar: o ranking definitivo dos maiores injustiçados da história. Disponível em:<https://super.abril.com.br/cultura/oscar-o-ranking-definitivo-dos-maiores-injusticados-da-historia/>. Acesso em 27 de agosto de 2019.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »