09/12/2019 às 16h44min - Atualizada em 09/12/2019 às 16h44min

Brasileiros sofrem com golpes de ofertas em emprego

João Marques - Edição: Giovane Mangueira
Imagem: reprodução internet
O número de desempregados vem diminuindo, mas ainda é alto em todo o país. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 12 milhões de brasileiros estão desempregados. São milhões de homens e mulheres, em busca diariamente de uma oportunidade de trabalho. Com o aumento e desespero das contas que não param de chegar, as pessoas que estão sem trabalho acabam caindo em uma nova modalidade de golpe: o de falsas ofertas de emprego.

O advogado especializado em Direito Penal e Constitucional, Ilmar Cavalcante Muniz, explica que ofertas que pedem taxa de inscrição para participar do processo seletivo já é motivo pra se ter um olhar com maior desconfiança, assim como a solicitação de dados bancários ou até mesmo dados pessoais antes mesmo de qualquer processo seletivo.

Ainda segundo Ilmar, em caso que houver suspeita de que esteja ocorrendo uma falsa oferta deverá ser feita uma denúncia aos órgãos competentes. “No caso de empresa que realiza a oferta fraudulenta, pode ir ao Ministério Público, denunciar através do 180 (Disque Denúncia) ou até mesmo no Ministério do Trabalho. No caso de a fraude partir de um recrutador (pessoa representando ou dizendo representar uma empresa), além dos órgãos mencionados anteriormente, pode também denunciar ao PROCON”, explica.

Quando o candidato de um processo seletivo cai em um golpe, o primeiro passo é ir à delegacia e registrar um Boletim de Ocorrência. Depois o aconselhado é buscar o judiciário para que possa requerer eventuais reparações aos danos causados. “Vale ressaltar que somente pelo fato de ter recebido a oferta mediante pagamento de taxa ou fornecimento de informações e documentos pessoais, mesmo que não tenha pago ou entregue tais informações, já é o suficiente para que o candidato procure as autoridades mencionadas para denúncia, enquanto vítima do possível golpe, não sendo necessário esperar que o crime se consuma, de fato, com os prejuízos”, explica o advogado.
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »