04/10/2021 às 16h58min - Atualizada em 04/10/2021 às 16h58min

Cresce o número de roubos no trânsito de São Paulo

Estima-se que a média seja de 228 celulares por dia

Bruna Cardoso - Editor: Ronerson Pinheiro
Criminoso aproveitou o engarrafamento e quebrou vidro do carro para furtar celular que estava pendurado no painel ligado no GPS - Foto: Bruna Cardoso
De acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP/SP), a capital paulista registrou aumento de 46% nos casos de furtos de celulares. Estima-se que a média seja de 228 celulares por dia. O Centro da capital paulista é o local onde concentra a maior quantidade de casos, pois os criminosos atuam onde encontram grande fluxo de carros, semáforos e engarrafamentos.
 
Eles aproveitam que o veículo se encontra parado no semáforo ou engarrafamento e quebram o vidro para subtrair celulares que estão no suporte e conectados em aplicativos de localização. Além do valor dos aparelhos, os bandidos estão de olho nas informações das vítimas para aplicar golpes.
 
Segundo os moradores da Zona Leste, crimes como esse na área são diários e acontecem no horário de pico da noite, quando o trânsito é lento e facilita a ação dos criminosos.
 
De acordo com a polícia, os crimes de roubos e furtos diminuíram em 2020 devido ao isolamento social causado pela pandemia do novo Coronavírus. Porém, com a volta de várias atividades e a circulação de pessoas, os criminosos voltaram a agir. “As orientações para não ser vítima desse crime é não utilizar o celular apoiado no painel do carro onde ele seja alvo fácil do campo de visão dos bandidos, estar alerta aos movimentos suspeitos nas vias, evitar ruas com índice alto de assaltos e furtos, e não deixar pertences nos bancos do carona, que também são alvos do crime.”, reforça a PM.



Editora-chefe: Lavínia Carvalho 

 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »