04/09/2020 às 18h00min - Atualizada em 04/09/2020 às 17h24min

Nikola Motor: O futuro dos transportes terrestres

Em meio a essa crise, uma startup de caminhões elétricos vem chamando a atenção e se colocando como uma possível concorrente da Tesla no futuro.

Leonardo Leão - Editado por Camilla Soares
Crédito: Nikola Motor

 A Nikola Motor Company é uma startup do setor de carros elétricos. Ela foi fundada por Trevor Milton em Salt Lake City, Utha. Atualmente, ela está localizada na cidade de Phoenix, Arizona. Sua ideia é produzir veículos com zero emissão de CO2. A empresa passou a ter suas ações vendidas na bolsa de valores no dia 4 de junho deste ano, elas são negociadas na NASDAQ. A Nikola é apontada como uma potencial concorrentes da Tesla.

 O setor de automóveis elétricos vem crescendo nos últimos anos e a Tesla é o exemplo mais famoso deles. Dentro deste setor existe um nicho com um amplo mercado, o das picapes e caminhões elétricos e movidos a hidrogênio, e é nele que a Nikola Motor se encontra. A empresa já apresentou alguns modelos de veículos pesados e semipesados. Segundo Fast Company, ela também produz sistemas de armazenamento de energia e de transmissão para carros elétricos e infraestruturas para postos de abastecimento de hidrogênio.

 Após ser listada na bolsa, através de uma fusão com a VectoIQ, a startup gerou muito euforia no mercado. Ela mais que dobrou seu valor de mercado e chegou a valer mais que montadoras tradicionais como Ford e a Fiat Chrysler. Essa empolgação aumentou quando o presidente da Nikola anunciou pré-encomendas de picapes Badger, modelo fabricado pela empresa.

 Para os críticos, essa animação do mercado com a empresa, pode ser considerada arriscada. Afinal, ela ainda não vendeu um veiculo se quer e todas as encomendas recebidas são para 2021. Além disso, a própria startup já declarou não ter expectativa de lucros para esse ano. Por tanto essa situação é vista por alguns como uma espécie de bolha financeira, que ocorre quando o preço de um ativo está acima do seu valor real.

 Já o trader Renato Vieira, afirma que não há bolhas quando o assunto é inovação. Para ele a valorização estratosférica de uma empresa como a Tesla , por exemplo precifica o seu potencial e não o valor atual de lucros. Em uma matéria publicada pela Business Insider, foi revelado que a única fonte de receita da Nikola até o momento, é a construção de painéis solares para o seu fundador.

 Ela também possui grandes clientes como a transportadora US Xpress e a cervejeira Budweiser, que encomendou 800 caminhões. Outra parceria é com a Republic Services, uma das maiores empresas de transporte de lixo dos Estados Unidos, o acordo prevê a entrega de 2.500 caminhões elétricos em 2023. A Nikola pretende, com esses acordos, conquistar a confiança dos analistas e dos investidores de Wall Street.

 A startup segue recebendo criticas, como em relação ao Badger, que ainda não foi fabricado. Mas ela segue firme, conquistando o seu espaço. E atraindo parcerias com empresas como Bosch e a Iveco, que pertence a CNH e é um dos principais investidores da Nikola com 7,1% de suas ações.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »