22/01/2021 às 00h54min - Atualizada em 22/01/2021 às 00h21min

A sociedade do espetáculo na internet durante a pandemia

Algumas atitudes, principalmente de influenciadores digitais, geraram um desserviço aos internautas

Andrieli Torres - Editado por Gustavo Henrique Araújo
Foto/Reprodução: Getty Images
Tornou-se uma tarefa difícil viver sem um celular na maior parte do tempo. Passamos horas com o aparelho nas mãos, conectados à internet, postando, respostando, curtindo, comentando etc; tantas são as funções que as redes sociais proporcionam.
 
Quem nunca quis postar cada momento vivido que atire a primeira pedra. Somos tentados o tempo inteiro a postar sempre mais e a fazer parte do universo virtual e, assim, ter uma vida "social" através de uma tela. Essa vontade de mostrar as conquistas para os seguidores e “amigos” se tornou uma necessidade para a grande maioria das pessoas, principalmente para os mais jovens.

Comportamentos assim estão ligados ao termo sugerido na obra "A sociedade do espetáculo", publicada pelo escritor, ensaísta e cineasta francês Guy Debord em 1967. Segundo ele, “tudo o que era vivido diretamente tornou-se representação."

Diante dessa afirmação, podemos perceber que a sociedade atual, que vive nas redes sociais, é uma falsa realidade, e o que acontece na vida particular de cada um é totalmente diferente do que se publica.

Um exemplo são os influenciadores digitais, que mostram para os seguidores a impressão de uma vida perfeita, um corpo perfeito e um emprego perfeito. Um verdadeiro espetáculo é exposto em inúmeros stories e reels na rede do Instagram e do TikTok, os queridinhos do momento.

Esses recursos, utilizados para entreter o público, foram empregados também para mostrar o que não fazer durante um momento de pandemia mundial. Muitos desses blogueiros foram até mesmo “cancelados” na internet por causa das atitudes imprudentes difundidas nas redes; teve, porém, quem seguisse os mesmos passos errados dessa galera.

Sem qualquer cerimônia, imagens eram postadas publicamente para quem quisesse ver, e muitos internautas não gostaram desse espetáculo social enquanto milhares de pessoas morriam e ainda morrem por causa do coronavírus.

Mas não foram só os influencers que passaram o isolamento social descumprindo as medidas de prevenção contra a covid-19. Alguém em algum momento abriu as redes sociais e se deparou com um amigo, um familiar ou um conhecido em aglomerações e sem máscara. Essas atitudes, muitas vezes, podem ter sido influenciadas pelas pessoas públicas.

A sociedade está vivendo um espetáculo diário, em que quem se destaca mais – seja positivamente ou não – é o mais falado na mídia. A internet se tornou palco para o descaso, quando deveria ser de extremo cuidado, seja para proteger os familiares e os amigos, ou quem está ao nosso lado no assento de um ônibus. A empatia se tornou uma palavra rara, quando deveria ter sido a mais praticada.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »