08/02/2021 às 20h17min - Atualizada em 08/02/2021 às 20h11min

Morre ex-jogador e treinador Lula Pereira, no Ceará

O pernambucano de 64 anos sofreu um AVC em 2019, motivo pelo qual teve sua saúde debilitada nos últimos anos

Wagner Maciel - editado por Thamyres Pontes
Lula Pereira em sua passagem como coordenador técnico do Ferroviário Foto: JL Rosa
No último domingo (7), morreu Luiz Carlos Bezerra Pereira, ou Lula Pereira, como era conhecido. O ex-atleta e técnico faleceu aos 64 anos de idade, vítima de problemas cardíacos decorrentes de um derrame cerebral. Negrão, como era carinhosamente chamado pelos torcedores, iniciou sua carreira atuando como zagueiro.

Logo depois, jogou por grandes equipes nordestinas como Sport, Santa Cruz e Ceará, clube que defendeu por sete anos, ganhando quatro títulos cearenses. Por conta de lesões, Luiz deixou os gramados com apenas 30 anos, mas seguiu estudando o esporte e trabalhando com futebol.
 
Antes de se tornar um grande treinador, Lula iniciou uma série de estágios por alguns dos maiores clubes do mundo; passou pelo Barcelona (Espanha), Milan (Itália), Bayern de Munique (Alemanha) e Ajax (Holanda) e chegou a atuar pelo futebol do Oriente Médio.
 
Depois do período de aprendizado, Luiz treinou diversos times do futebol brasileiro, tais como Flamengo, Bahia, Avaí, Ceará, Figueirense, América Mineiro, entre outros. Uma das épocas mais marcantes de sua carreira se passou no Ceará, quando comandou a equipe em três títulos do Campeonato Cearense, em 1989, 1990 e, mais a frente, 1998.
 
Lula Pereira também foi campeão catarinense pelo Figueira, em 1994, tirando o time de uma fila de 20 edições do torneio sem obter o título, um momento épico para a história do Furacão do Estreito e do treinador. Na sequência, 12 anos depois, Luiz ganhou seu último caneco da carreira; venceu o Candangão de 2006 pelo Brasiliense FC. Ao longo de sua trajetória de mais de 30 temporadas como técnico, foram 10 troféus conquistados.
 
O experiente técnico ficou quatro anos desempregado; de 2012, quando saiu do Ceará pela última vez, até 2016, ao ser chamado para desempenhar a função de diretor de futebol pelo Ferroviário-CE. Posteriormente, em 2019, Negrão foi internado no Hospital Geral de Fortaleza (HGF), após sofrer um AVC que deixou sua saúde fragilizada.
 
Impactadas com a notícia do falecimento de Luiz, muitas equipes declararam condolências pelo falecimento do ex-técnico, como o time do Ceará, que decretou luto de três dias em razão da morte de um dos maiores ídolos da história do Vozão. Além disso, EC Bahia Brasiliense FC prestaram homenagens ao ex-treinador, lembrando seu legado para o futebol nacional. "O legado de Lula Pereira jamais será esquecido"publicou o Jacaré em suas redes sociais.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »