11/02/2021 às 13h02min - Atualizada em 11/02/2021 às 10h39min

Inter de Milão quer tirar Bruno Guimarães do Lyon

O volante brasileiro apaga fotos com a camisa leonina e pode estar de mudanças para o time italiano

Lucas Godois - editado por Luana Cossich
Bruno Guimarães jogando pelo Lyon (foto: Damien LG – OL)
Inter de Milão procurou o Lyon para tentar a contratação do meio-campista Bruno Guimarães no valor de 30 milhões de euros. Segundo a imprensa italiana, o brasileiro é um pedido do técnico Antonio Conte para fortalecer o time milanês. Já o clube francês acredita que, com a valorização do atleta até o fim do calendário europeu, essa quantia pode chegar a 45 milhões de euros.

O jogador de 23 anos apagou suas fotos com o time francês no Instagram. A assessoria do atleta informou que foi apenas para organizar o perfil, contudo aqueceu as especulações da saída do meio-campista. Bruno também é sondado por outras equipes, porém a Internazionale é a única que fez uma consulta para saber os valores. Os empresários do atleta chegaram a ir a Milão no fim de janeiro para iniciar as conversas. 

O volante, constantemente convocado para a Seleção Brasileira, é um dos destaques do Les Gones, vice-líder no Campeonato Francês. Além disso, o jogador foi indicado ao Samba d'Or, prêmio dado ao melhor brasileiro jogando na Europa. Muito elogiado pela rápida adaptação e por ser peça fundamental no meio-campo do Lyon, Bruno atuou em 20 das 24 rodadas, sendo 13 como titular, no qual fez um gol e deu uma assistência. 

Para a posição que Bruno joga, o time italiano tem os titulares, Marcelo BrozovicNicolò Barella Arturo Vidal, além dos suplentes Stefano Sensi Roberto Gagliardini. Caso confirme a mudança, a briga pela titularidade pode ser acirrada, sendo capaz de prejudicar o carioca a uma sonhada convocação para a Copa do Mundo.  
 
O meio-campista também é capitão da Seleção Sub-23, escolhido pelo técnico André Jardine, no qual disputou o Pré-Oímpico, sendo a única equipe invicta da Competição, assegurando uma vaga na Olimpíada de TóquioBruno Guimarães ainda levantou o troféu Fair Play, dado ao time que jogou mais limpo. 

O valor do brasileiro em um dos maiores sites especializados em transferência, o Transfermarkt, é de 28 milhões de euros, equivalente a R$ 179 milhões, na cotação atual. Ao chegar na França, esse valor era de 35 milhões de euros. Diversos clubes tentaram o tirar do Brasil, mas Juninho Pernambucano, diretor esportivo do Les Gones, conseguiu convencer o jovem volante a se juntar à equipe francesa. 

O Ex-Athletico-PR foi a maior venda da história do clube, com 20 milhões de euros, equivalente a R$ 93,8 milhões no começo de 2020, após ganhar a Copa do Brasil. O Furacão ainda detém 20% de uma futura transferência, tendo que repassar 30% desse valor ao Audax, por ser clube formador. Segundo as regras da FIFA, os times que formam jogadores têm uma porcentagem em todas as futuras vendas do atleta.

A porcentagem de 20% que o Athetico tem pode render até R$ 40 milhões, se o valor for o que o Lyon deseja alcançar. Com esses valores, o Audax, que tem 30% do montante que o time curitibano herdará, receberia R$ 17 milhões. Essa quantia ajudaria ambas as equipes com suas finanças que estão no vermelho.
 
A trajetória do jogador no time paranaense foi bastante vencedora, tornando-o um ídolo, foram 106 jogos e quatro títulos conquistados, sendo esses um Campeonato Paranaense, uma Sul-Americana, uma Copa Levain e a Copa do Brasil. Foram dez gols feitos em toda a sua passagem, porém o que mais deixa o torcedor com saudades é o comportamento vitorioso dentro e fora de campo. 
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »