17/05/2019 às 15h59min - Atualizada em 17/05/2019 às 15h59min

Muito além do canudinho

Dicas para substituir o plástico

Gabrièlle de Faria Sarro
@lilypadula

De acordo com o Fundo Mundial para a Natureza (WWF), cada brasileiro produz 1 kg de lixo plástico por semana, e apenas 1,2 % desse plástico é reciclado, o que acontece com todo o resto? Ele pode acabar em aterros, lixões, oceanos, esgotos ou  no estômago de animais que o confundem com comida. Nesses ambientes, o plástico gradualmente se transforma em microplásticos que são encontrados no organismo tanto de animais quanto no de humanos.

Estima-se que no mundo, até 2050 teremos mais plásticos do que peixes no mar e que 99% das aves marinha terão plástico no seu organismo. Se você já aderiu ao fim do uso do canudinho, carrega um na mochila e parou de aceitar canudinhos plásticos nos bares e lanchonetes, meus parabéns, é um ótimo começo, mas não podemos parar por aí, por isso, aqui vão algumas alternativas para se livrar do plástico.                                                                  


                                         
                                                                                   
                                                                                      Saiu o canudo, agora dê adeus ao copo

 

 Imagine guardar todos os copinhos plásticos que você usou durante um ano inteiro. A ativista Fernanda Cortez não juntou, mas deixou de usar 1.618 copinhos de plásticos no ano de 2015, optando pela alternativa de usar um copinho de metal.

 Os copinhos plásticos são usados uma única vez e depois jogados fora, sem contar que são frágeis, rasgam fácil e por isso acabamos pegando dois, três copinhos, apenas para jogar fora. Então, a primeira dica é carregar sempre na bolsa junto do canudinho de inox, um copo de silicone, que é retrátil e não ocupa espaço, e também uma garrafinha de metal ou de qualquer outro material.

 Em alguns estados como o Rio de Janeiro, bares e restaurantes são obrigados a fornecer água potável ou seja não precisa comprar uma garrafinha de água toda vez que sair de casa.

 



As sacolinhas plásticas ou o lixo que guarda lixo


Ok, algumas coisas realmente não dão para substituir, alguns tipos de lixo não tem como jogar fora (ainda), se não numa sacolinha plástica, mas isso não significa que não podemos diminuir seu consumo. São distribuídas por hora, um milhão e meio de sacolinha plásticas no Brasil.

Começando com uma alternativa que até sua avó conhece e usa, as ecobags (sacolas retornáveis), que além de serem muito mais práticas de carregar e serem resistentes, são bonitas e tem personalidade.

@titoferrara

@titoferrara

 























Imagem: internet/editado  Arte: @titoferrara


Para frutas, verduras, legumes ou produtos à granel e compras de farmácia, as sacolas em malha são a melhor opção, já que dá pra ver o produto e tem de todos os tamanhos.














Imagem: Internet/editado


E por último, para lixos de escritórios ou lixos recicláveis a dica é fazer saquinhos de jornal. Que você pode aprender a fazer neste video.


O que você está fazendo para salvar o meio ambiente? Tem alguma dica além das que mostramos? Comenta aqui embaixo qual a sua maneira sustentável de ser!

 

Editado por Bruna Santos

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »