03/03/2021 às 19h40min - Atualizada em 03/03/2021 às 19h36min

Barcelona vira para cima do Sevilla e está na final da Copa do Rei

Com gol de Piqué nos acréscimos, os Culés brigam por um título na possível última temporada de Lionel Messi

João Fellipe Ramos - Editado por Juan Camilo
Messi armando uma jogada (Foto: Divulgação/ Twitter/FC Barcelona )
Na última quarta-feira (3), o Barcelona recebeu no Camp Nou, o Sevilla em partida válida pela Semifinal da Copa do Rei. O jogo acabou com placar favorável aos Culés. Sendo assim, acabou por 3 a 0 com gols de Dembelé, Piqué e Braithwaite já na prorrogação. Consequentemente, esse resultado permitiu que os mandantes fossem para a final, porém ainda não conhece seu adversário.

PRIMEIRO TEMPO
Por ter perdido o jogo de ida, o Barcelona chegou nesta partida com força ofensiva total. Já pelo lado do Sevilla, que fez a vantagem dentro de casa, jogou desde o começo do duelo, pressionando a saída de bola dos três zagueiros da Catalunha. O primeiro chute a gol do Barcelona, veio com Busquets que recebeu um passe de DeJong na entrada da área, contudo, a finalização foi nas mãos de Vaclik que apenas encaixou e saiu jogando.

Logo em seguida, Messi carregou e tocou para Dembelé, que disputou a bola com Koundé e ganhou mas perdeu ângulo para finalizar. Ao sair da área com a bola ele finalizou de pé direito no ângulo de Vaclik, abrindo o placar a favor do Barça.

Para abrir espaços, desde o começo, os Culés rodaram a bola e deixaram Rojiblancos perdidos defensivamente, mas muito povoado, facilitando a tomada de bola e assim poderiam partir em contra-ataque. Porém, os meio-campistas visitantes tiveram muitas dificuldades em armar as jogadas.

Depois do gol, o Sevilla se encontrou defensivamente e sofreu pouco nos minutos seguintes. Já ofensivamente, a equipe teve dificuldades para armar as jogadas, mas levou incômodo para os mandantes. Tendo algumas chances de empatar o jogo e assim obrigar o Barcelona fazer mais dois gols.

Perto do final da primeira etapa, Messi teve chance de balançar as redes, já que limpou o zagueiro Diego Carlos e a finalização teve desvio em Koundé, impedindo a defesa de Vaclik, porém Acuña apareceu encima da linha e chutou para longe.
 
SEGUNDO TEMPO
Na etapa final, os donos da casa foi para o ataque buscando o segundo gol na partida. Em uma das investidas ofensivas, Aleix Vidal sentiu um problema na coxa direita e teve que ser substituído. Julen Lopetegui aproveitou e fez três alterações, saíram, Luuk de Jong, Aleix Vidal e Acuña, para a entrada de Rakitic, Jesus Navas e Rekik.

Durante toda a partida, os mandantes rondaram a área adversária, porém, as substituições do Sevilla possibilitaram maior posse de bola para os palanganas. Com 22 minutos, Dembelé cruzou para Jordi Alba que pulou e pegou a bola de primeira, entretanto, a bola subiu um pouco mais que devia e acabou batendo no travessão.

Em um contra-ataque visitante, Mingueza foi driblado dentro da área por Ocampos e foi obrigado a parar com pênalti. O próprio foi para a marca e desperdiçou a chance de garantir a vaga, ter Stegen pulou e defendeu a cobrança e manteve a esperança catalã acesa na partida.

Nos últimos minutos, Ronald Koemann fez duas alterações, colocou Trincão e Braithwaite nos lugares de Pedri e Dembelé. Com essas alterações, o Barcelona foi para o tudo ou nada, pois eles precisavam de apenas mais um gol.

Nos acréscimos, após um escanteio de Messi, a bola sobrou nos pés de Antoine Griezmann que deu um presente para Piqué, aos 94 minutos, ele fez o gol que levou o jogo para prorrogação.


Elenco comemorando o gol que levou o jogo para prorrogação (Foto: Divulgação/ Twitter Barcelona)

PRIMEIRO TEMPO (PRORROGAÇÃO)
Por serem apenas 15 minutos em cada tempo, o Sevilla decidiu recuar todos seus jogadores, com uma linha de cinco próxima a grande área e outra linha de quatro. Aos 95 minutos, Jordi Alba cruzou na cabeça de Braithwaite que fez o terceiro para os mandantes, deixando muito próxima a chance de chegar à final da Copa do Rei.

No final do primeiro tempo da prorrogação, Messi cruzou na cabeça de Piqué, que desviou já dentro da área e obrigou Vaclik espalmar para longe.
 
SEGUNDO TEMPO (PRORROGAÇÃO)
A etapa final, foi de equilíbrio, de um lado o Barcelona administrando o placar e o resultado tendo um jogador a mais dentro de campo. Já o Sevilla sem forças para fazer apenas um gol. O pênalti perdido por Ocampos desanimou a equipe e dificultou a classificação da equipe da Andaluzia.
 
PRÓXIMOS CONFRONTOS
As equipes jogam pela LaLiga no final de semana. No próximo sábado (6), o Barcelona vai à Pamplona para enfrentar o Osasuna, às 17h (horário de Brasília). Já o Sevilla, viaja para enfrentar o Elche fora de casa, no mesmo dia, às 12h15 (horário de Brasília).

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »