06/03/2021 às 12h21min - Atualizada em 06/03/2021 às 11h31min

Netflix | Cabras da Peste: novo filme nacional coloca em pauta a importância do cinema nordestino

Serviço de streaming percebeu que comédias nordestinas costumam fazer sucesso e são um dos pilares do cinema nacional

Maximiano Sousa - Editado por Ana Terra
A Netflix anunciou recentemente a sua nova produção nacional, o filme Cabras da Peste, estrelado por Edmilson Filho e Matheus Nachtergaele.
Na trama, o policial cearense Bruceuilis (Edmilson), viaja até São Paulo para resgatar a cabra Celestina, que é considerada patrimônio de sua cidade. Chegando lá, ele encontra Trindade (Matheus), um escrivão da polícia que resolve se arriscar em campo, mesmo não sendo a sua especialidade.

O filme tem o estilo “buddy cop” ­– dois policiais com personalidades diferentes formando uma dupla. A sua estreia global na Netflix está marcada para 18 de março. Confira o trailer:
 

A dupla de protagonistas já fez bastante sucesso em outros filmes de comédia nordestina.
Edmilson Filho já protagonizou o longa “Cine Holliúdy”, que fez bastante sucesso quando foi lançado nos cinemas, em 2013, se tornando a 10ª maior bilheteria nacional em sua semana de estreia. Tudo isso com apenas nove cópias e sendo exibido somente no Ceará. Pouco mais de três meses após sua estreia, o filme já havia levado mais de 400 mil pessoas às salas de cinema, sendo mais da metade de cearenses.
Cine Holliúde é baseado em um curta-metragem de mesmo nome lançado em 2004. Produzido com um orçamento de R$ 50 mil, o curta foi visto em 80 festivais de 20 países e ganhou 42 prêmios. O longa foi orçado em R$ 1 milhão e angariou mais de R$ 5 milhões.
 
O sucesso do filme foi tamanho, que acabou virando série no Globoplay, serviço de streaming da Rede Globo, em 2019, que já renovou a obra para uma segunda temporada. O seriado mantém os mesmos atores e personagens, mas conta uma nova história, que se passa antes dos acontecimentos do primeiro filme.
 
O longa também ganhou uma sequência em 2019. “Cine Holliúde 2: A Chibatada Sideral” triunfou desde o seu lançamento, em sua semana de estreia, chegou a superar super produções, como Capitã Marvel. Ao total, a obra arrecadou pouco mais de R$ 6 milhões.
Matheus Nachtergaele já participou de diversos filmes consagrados do cinema nacional, entretanto, um de seus papéis mais icônicos foi no longa ‘O Auto da Compadecida’, onde interpretou o memorável personagem “João Grilo”. Lançado em 2000, a obra arrecadou mais de R$ 11 milhões se tornando a 3ª maior bilheteria nacional, posição que ocupa até hoje. A façanha se torna ainda mais incrível se você somar o fato de que o filme já havia sido exibido na televisão antes de ir para as telonas.
 
Considerado um clássico do cinema nacional, a comédia dramática ganhou remasterização e novos efeitos especiais em 2020, ano em que comemora 20 anos de sua estreia.
Unindo dois atores de renome para estrelar a sua nova produção, mais diversos nomes da dramaturgia nacional — Vitor Brandt dirige a produção, que também tem no elenco nomes como Leandro Ramos, Letícia Lima, Juliano Cazarré, Evelyn Castro e Falcão —, fica óbvio que a Netflix está apostando em um gênero que faltava em seu catálogo: humor nordestino.
 
Outras obras nacionais já entraram antes para a lista de conteúdo do streaming, algumas delas obtiveram grande sucesso, como 3% e a recente, Cidade Invisível, porém, nenhuma delas pode envolver tanto o povo brasileiro quanto um filme de comédia genuinamente brasileira. Comédias nordestinas costumam ter um “tempero” a mais, gerando bastante identificação com o público, muito por conta de também vivenciarem àquela realidade apresentada.
 
O maior ponto fraco desse tipo de conteúdo são as barreiras do dialeto. Obras do nordeste costumam ser carregadas de gírias locais, que podem soar estranhas para as pessoas de fora da bolha cultural, dificultando até mesmo a tradução ou criação de legendas para outros idiomas. Mas, partindo do ponto de que a única preocupação é o sucesso do longa no Brasil, pode-se considerar que os riscos de fiasco são reduzidos de forma brusca.
 
Como já exemplificado anteriormente, dois dos maiores sucessos cinematográficos brasileiros são obras de humor nordestino. Sempre com um tom mais leve, apostando no bom humor e piadas socioculturais, envolvendo e brincando com costumes locais, além de expor questões mais profundas, como a falta de recursos e má administração política, essas obras são fáceis de assistir e difíceis de esquecer.

REFERÊNCIAS:
COZINHA, A. Netflix anuncia a produção nacional Cabras da Peste - confira o trailer. Omelete, 2021. Disponível em: <https://www.omelete.com.br/netflix/cabras-da-peste-filme-nacional-trailer-poster>. Acesso em: 22 de fevereiro de 2021.
FILME CEARENSE CINE HOLLIÚDE TEM 10ª MAIOR BILHETERIA COM APENAS 9 CÓPIAS. G1, 2013. Disponível em: <http://g1.globo.com/ceara/noticia/2013/08/filme-cearense-cine-holliudy-tem-10-maior-bilheteira-com-apenas-9-copias.html>. Acesso em: 13 de agosto de 2013.
FONSECA, Thiago. O que ‘O Auto da Compadecida’ significa para o Cinema Brasileiro. Culturadoria, 2020. Disponível em: <https://culturadoria.com.br/auto-da-compadecida-2/#:~:text=A%20ess%C3%AAncia%20do%20filme%20%C3%A9,na%20pe%C3%A7a%20teatral%20de%201955>. Acesso em: 29 de setembro de 2020.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »