12/03/2021 às 10h46min - Atualizada em 12/03/2021 às 10h36min

Sobram vagas no setor de Tecnologia da Informação

A grande demanda se dá, principalmente, pela falta de profissionais qualificados

Paula Cruz - Editado por: Celine Almeida
Foto: Christina Morillo | Pexels
Se você é um profissional da Tecnologia da Informação (TI), é provável que esteja empregado, ou até mesmo tenha escolhido as vagas em que iria se candidatar. Isso porque essa é uma área com grande demanda de oportunidade.

Em um site de recrutamento, estão disponíveis 497 vagas, sendo 243 delas no estado de São Paulo e as demais no resto do país. Os salários vão de 2 mil a uma média de 15 mil reais, dependendo da experiência e especialização necessárias. Se incluir dentre as vagas a opção de estágio, esse número de oportunidades mais do que dobra.

Faltam profissionais qualificados para ocupar essas vagas. Hoje é possível conseguir essa qualificação também com cursos gratuitos. Para ajudar a suprir essa necessidade o Núcleo Softex (NSC) de Campinas (SP), uma associação entre empresas de tecnologia que atua em todo o Brasil, oferece vagas ilimitadas para 3,5 mil cursos na área de tecnologia de informação, disponibilizados de forma gratuita e online.

Em 2019, Danilo Gomes, estudante de engenharia elétrica, participou de uma semana de palestras voltadas para tecnologia e startups, no Hub Salvador, onde ouviu diversas vezes que a área de TI seria a mais promissora dos próximos anos, tanto em relação a vagas quanto valores de salário. Na época, no início da atual graduação, escolhida por afinidade, Danilo disse não abrir mão por algo que não tinha vocação.

Um dos motivos para tantas oportunidades em aberto ainda é a escolha da profissão através de critérios de afinidade e vocação em primeiro lugar. Só depois vem a questão do dinheiro e a especulação de profissão do futuro, analisa Rebeca Sacramento, Psicóloga e orientadora profissional. Ela também explica que alguns jovens podem desistir da profissão que se familiariza quando as oportunidades são escassas e o retorno financeiro muito baixo. Aí sim, esse jovem pode recorrer a profissões como a de TI.

Para saber se você quer mesmo atuar na área, uma opção é estudar como funciona a profissão e o que você vai fazer quando estiver trabalhando. Ademais, tem opções de cursos técnicos e faculdade com especializações. Tudo isso pode contar na hora do salário - um profissional com maiores qualificações tende a ganhar mais.

Um curso técnico costuma durar poucos meses, e já possibilita que você esteja empregado, ou até mesmo empreenda. A faculdade para tecnólogo de TI custa entre R$ 400,00 a R$ 1.200,00 a mensalidade, em média, podendo variar para mais ou menos, a depender de onde for cursar. Mas se você quer começar a aprender e não está em condições financeiras, tem cursos gratuitos, como o citado acima. E opções de ensino a distância, que os custos são menores.

Vale lembrar que o profissional vai estar inserido no mundo da matemática, trabalhar com números e cálculos. É fundamental se atentar a novas tendências tecnológicas, se adaptar a diferentes cenários de trabalho e possuir criatividade e espírito empreendedor para atuar de forma proativa.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »