08/04/2021 às 07h47min - Atualizada em 08/04/2021 às 07h42min

PSG vence o Bayern com duas assistências de Neymar

Mbappé em melhor versão, leva a equipe de Paris à decisão em casa

Mickaelly camilly - Editado por Amanda Cruz
Neymar e Mbappé comemoram. Foto: Divulgação/Twitter PSG

Em clima decisivo e com grandes atuações, o Paris Saint-Germain enfrentou o Bayern de Munique pelas Quartas de Final da Liga dos Campeões. A partida aconteceu nesta quarta-feira (7), na casa dos Bávaros, no estádio Allianz Arena, na Alemanha.  O PSG se saiu melhor e levou a vantagem por 3 a 2 para a decisão da volta em casa. Sem Robert Lewandowski, o Bayern optou pelo ex-jogador do Paris para a substituição, o camaronês Choupo-Moting,  que deixou sua marca com um gol.
 
PRIMEIRO TEMPO

O jogo começou agitado e com movimentação na zaga do PSG. Em uma cobrança de escanteio feita por Kimmich, Choupo-Moting aos dois minutos cabeceou e acertou o travessão. No minuto seguinte, o Paris abriu o placar com Mbappé, em uma tabela pelo lado direito com Dí Maria, o camisa 10 ganhou espaço e finalizou o passe dentro da área para o tartaruga ninja, que abriu o jogo. Aos nove minutos, um bate rebate aconteceu, Leroy Sané na área, fez o passe para Kimmich, este, tentou lançar, bateu no camisa 3 do Paris, sobrou para o Goretzka, e ele tentou o chute.

Encostou no Marquinhos, Goretzka subiu novamente, a bola sobrou para o Muller, que ficou de frente com o goleiro, mas a bola terminou com o Navas, encaixada. Um gol foi anulado, aos 12 minutos, em razão de impedimento de Mbappé. Aos 18, Kimmich fez a cobrança de falta na área, Goretzka de frente para o gol, cabeceou e Navas fez a defesa com a pernas. Uma, dentre as tantas na partida, o goleiro do Paris obteve uma grande participação.

Aos 19 minutos, Sané dominou de peito na área, preparou para o Pavard, que fez o chute firme no canto, e novamente, o goleiro fez a defesa. Em uma troca de passes pela lateral, entre Dí Maria e Neymar, o argentino levantou para a área, a zaga afastou, a bola sobrou para o camisa 10. Assim, ele fez um lançamento na área para Marquinhos, que se movimentou, saiu de frente para o gol, e pintou a arte para ampliar 2 a 0 para o Paris. Mas, aos 28 minutos, após o gol, o zagueiro sentiu uma lesão muscular, sendo substituído.  Aos 37, em um levantamento para o Choupo-Moting, ele cabeçou e mandou para as redes. 2 a 1 encerrou o placar.
 
SEGUNDO TEMPO

Já aos 2, Kimmich rolou para o Alaba em frente a grande área, ele deu o chute, mas ficou nas mãos de Navas. Pavard aos 7 minutos recebeu sem marcação uma bola na área, dominou no peito, finalizou com chute de direita, e o mais acionado, Navas, fez mais uma a defesa. Aos 15 minutos, Kimmich fez a cobrança da falta na área, Muller subiu sozinho e empatou o jogo. Em um contra-ataque acelerado, Dí Maria fez o passe para Mbappé na esquerda. O francês carregou, cortou, e bateu rasteira, para virar o jogo, sem chances para o goleiro Neuer.

Aos 40, Sané na área, deu o tapa para Choupo-Moting que fez o pivô e preparou para o Alaba chutar, e foi para fora. No fim do jogo, aos 41, Muller recebeu de Choupo-Moting, dominou, girou, e bateu para encerrar com classe a partida.  

 
PRÓXIMOS CONFRONTOS

Na próxima terça (13), PSG e Bayern se enfrentarão pela Liga dos Campeões, quartas de final, jogo da volta, às 16h (horário de Brasilia) vale vaga para a semifinal. Acontecerá no Estádio Parc des Princess, Bayer precisa buscar a vitória fora de casa. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »