14/06/2021 às 20h42min - Atualizada em 14/06/2021 às 20h36min

Alto número de passes da Espanha não evita empate com a Suécia

Tricampeã da Euro controla o jogo, mas desperdiça grandes chances de conquistar os três pontos em sua estreia na competição

Wagner Maciel - labdicasjornalismo.com
Laporte e Rodri marcando Alexander Isak, centroavante da Suécia - Getty Images

Dando sequência à primeira rodada da Eurocopa 2020, Espanha e Suécia ficam no empate em 0 a 0, na última segunda-feira (14). No estádio La Cartuja, em Sevilha, as seleções protagonizaram a primeira partida sem gols da atual edição da Euro, placar que não era visto entre os dois times desde 1951. A conquista do único ponto dos suecos se  manteve graças ao goleiro, Olsen, que evitou que ocasiões claras de gol se concretizassem contra sua seleção.

 

PRIMEIRO TEMPO

 

Com inúmeros passes desde o começo do jogo, a equipe espanhola, treinada por Luis Enrique, pressionou o adversário e alcançou na primeira etapa uma marca de 84% de posse de bola. Os mandantes trabalharam seus ataques com os laterais, Jordi Alba e Marcos Llorente, mas as chegadas pela ponta não foram o bastante para abrir o placar. A seleção tri-campeã da Euro conseguiu chegar até a meta de Robin Olsen, aos 21 minutos, com uma cabeçada de Dani Olmo, mas o arqueiro sueco reagiu rapidamente e manteve o empate no marcador.

 

Posteriormente,  Álvaro Morata, camisa 7 espanhol, teve uma oportunidade de gol cara a cara com o goleiro, mas desperdiçou e finalizou para fora. Logo em seguida, foi a vez de Alexander Isak, centroavante sueco, tentar abrir o placar. O camisa 11 limpou a defesa e finalizou de pé direito, mas Llorente tirou em cima da linha e a bola ficou sob controle do goleiro da Espanha, Unai Simón. Sem paralisações, o primeiro tempo foi encerrado pelo árbitro Eslovêno, Slavko Vincic, sem acréscimos.

 

SEGUNDO TEMPO

 

As duas seleções voltaram aos gramados sem alterações. Com isso, a pressão da Fúria permaneceu como na primeira etapa. A posse de bola do time subiu ainda mais, chegando a 87%, mas a tentativa de gol de maior perigo veio dos pés de Isak: depois de driblar três defensores espanhóis, o atacante da Real Sociedad passou para seu companheiro, Berg, que errou a finalização dentro da pequena área. Minutos depois, os dois atacantes suecos foram trocados pelo técnico, Jan Andersson, que se contentou em segurar as ofensivas da Espanha até o fim da partida.

 

O jovem esquadrão espanhol continuou circulando a bola com muitos passes, característica marcante das gerações multi campeãs da seleção. Apesar do estilo mantido, a ausência de Sérgio Ramos e Busquets, líderes do plantel, mostrou-se um peso para os garotos que eram comandados pelo capitão, Jordi Alba. O lateral do Barça foi o único remanescente da seleção que venceu a Euro na edição de 2012. Por fim, a Espanha quase alterou o marcador com uma cabeçada de Gerard Moreno, já nos minutos finais, mas Olsen garantiu o empate.

 

PRÓXIMOS CONFRONTOS
 

Na próxima rodada, a Espanha recebe a Polônia no estádio La Cartuja, em Sevilha. A equipe possui as vantagens de ter um ponto a mais do que sua oponente e também de jogar como mandante na segunda rodada, no sábado (19). Igualmente com um ponto, a Suécia encara a Eslováquia, na Gazprom Arena, em São Petersburgo. A seleção  rival segue como líder do grupo E, com três pontos ganhos sobre a Polônia, atual lanterna do grupo.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »