31/10/2021 às 18h16min - Atualizada em 31/10/2021 às 18h16min

Ituano sobe para a série B e coroa a sua reestruturação

Clube apostou em uma nova gestão com Juninho Paulista , melhorou sua estrutura e conseguiu aceso à segunda divisão depois de 13 anos

Paulo Octavio
Volta por cima: Ituano (de branco) segura empate e confirma acesso. Foto: Caio Marcelo
O Ituano está classificado para série B de 2022. O time empatou com Criciuma em 0 a 0, neste domingo (31), no Heriberto Hulse, e conseguiu a vaga para segunda divisão com uma rodada de antecedência. Agora o Galo quer ser o primeiro do grupo para ir à final da terceira divisão enfrentar o Tombense, já classificado pelo grupo D. Para confirmar a passagem precisa ao menos empatar com o Botafogo (PB), em Itu, na última rodada.
 
Time paulista é o líder do grupo C com dez pontos. O Belo venceu o Paysandu por 1 a 0, também nesse domingo, e está em segundo com oito. O Tigre catarinense em terceiro com seis. E o Papão com dois está eliminado.  
 
Botafogo e Criciúma lutam pela última vaga do Grupo C para série B. Paraibanos podem se classificar com um empate ou derrota se Tricolor não vencer o Papão. Mas catarinenses só avançam se vencerem e o Belo não ganhar. Última rodada será no próximo sábado, às 17h
.

O acesso premia o trabalho que o rubro-negro fez para a  sua reestruturação. A equipe teve Juninho Paulista como gestor de 2011 a 2019. Em 2010, o jogador revelado pelo Ituano salvou o clube do rebaixamento ao fazer um dos três gols do rubro-negro na virada contra a Portuguesa. Ele reativou as categorias de base, o que rendeu resultados. Gabriel Martinelli foi vendido para o Arsenal em 2019 após fazer um bom Campeonato Paulista. Além disso, o time passou a ter uma melhor estrutura física com campos para treinar, reformou o estádio Novelli Júnior e começou a ter um plano de sócio-torcedor.
 
Devido ao bom trabalho, Juninho foi convidado a atuar na seleção brasileira como coordenador.
 
Nos 13 anos que esteve longe da série B, o Galo passou seis temporadas sem divisão nacional, cinco na série D e três na série C. Esteve duas vezes nas fases finais do Paulista. Em 2019 foi eliminado pelo São Paulo nas quartas de final. Já em 2014 foi bicampeão estadual.  Equipe nunca esteve na segunda divisão do estadual, ao contrário de outras tradicionais como São Caetano, Santo André e Portuguesa. Ituano quase caiu em 2013 quando, na última rodada, escapou com uma vitoria sobre o Palmeiras. E em 2020 se salvou no último jogo com um triunfo sobre o Santo André.
 
Poderia ter subido para série B ano passado, porém só fez um ponto nos últimos três jogos do segundo turno do quadrangular final. Dessa vez, quase imbatível fora de casa (nos três jogos fora ganhou dois e empatou um) carimbou acesso.
 
1º TEMPO
 
Devido a importância do jogo e receio de derrota, os dois times adotaram uma postura cautelosa.  Porém aos poucos as chances apareceram,  primeiro criadas pelos visitantes. Aos oito, Joao Vitor, destaque do Galo no quadrangular final, arriscou de fora.  Um minuto depois foi a vez de Gerson Magrão errar o alvo.  Aos 15, Tricolor respondeu: Claudinho cruzou e Fellipe Mateus cabeceou para fora.  Pressão continuou aos 21, quando Tigre obrigou Pegorari a fazer duas boas defesas.  Última grande chance foi dos visitantes, com Tiago Marques, que  tocou de cabeça com perigo e quase abriu o placar para os paulistas. No final, Claudinho foi expulso pelo segundo amarelo.
 
2º TEMPO
 
Criciúma começou segunda etapa disposto a abrir o placar. Silvinho cobrou falta, Pegorari afastou e a finalização de Marcel foi para fora.  Aos 21, Ituano retrucou com Mateus Silva, que quase abriu o placar depois do escanteio.
 
Jogou esfriou com as várias mexidas, mas aos 40 Silvinho fez Pegorari trabalhar após escanteio. Com 50 minutos, houve suspeita de toque de mão de jogador do Ituano na área, mas VAR não detectou irregularidade. Depois, os visitantes só se defenderam e esperaram o tempo passar para confirmar o acesso.
 
 
PRÓXIMOS CONFRONTOS
 
Ituano encerra o quadrangular final contra o Botafogo (PB), no próximo sábado, em Itu, às 17h. Já o Criciúma pega o Paysandu, em Belém, no mesmo dia e horário.

CONFIRA OS CENÁRIOS
 
Veja o que cada time precisa fazer na última rodada para se classificar para série B.
 
BOTAFOGO: Vencer, pois assim chega a 11 pontos, o Criciúma alcança no máximo nove.
Se empatar torce para que o Criciuma tropece
Se perder, precisa que o Tricolor  no máximo empate
 
CRICIÚMA: Vencer e torcer para que o Botafogo ao menos empate.
Se empatar ou perder estará eliminado.
 
ITUANO: já classificado à segunda divisão, para chegar à final não pode perder para o Botafogo; um empate já resolve
 
PAYSANDU: eliminado, só cumpre tabela

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »