04/12/2021 às 21h35min - Atualizada em 04/12/2021 às 20h16min

São Paulo sai na frente pela conquista do Paulistão Feminino

Tricolor vence o Corinthians por 1 a 0 e mantém vantagem para o jogo de volta, na Neo Química Arena

Aliny Bueno - Editado por Paulo Octávio
Equipe tricolor agradece o apoio da torcida tricolor na vitória deste sábado(4). Foto: Reprodução/ Twitter São Paulo Futebol Clube
São Paulo consegue o que muitos clubes tentam há bastante tempo: quebrar a invencibilidade do Corinthians, que não havia perdido nenhuma partida no estadual. No primeiro duelo da final do Campeonato Paulista Feminino de 2021, realizada neste sábado(4), o tricolor levou a melhor e venceu o rival pelo placar magro de 1 a 0, com gol de Micaelly. A vitória teve um gostinho a mais por marcar o reencontro da equipe feminina com a torcida no estádio do Morumbi.

A equipe mandante, comandada pelo técnico Lucas Piccinato, foi muito bem na partida, não apenas pelo resultado, mas pelo desempenho mostrado dentro de campo, com atuação de comando da partida. Em diversos momentos, as tricolores dominaram com os melhores lances e bom posicionamento tático.

O Corinthians esteve muito abaixo do rendimento que costuma apresentar, principalmente, em jogos decisivos. Após vir de uma conquista da Libertadores, a equipe de Arthur Elias sofreu fisicamente, não contou com algumas atletas titulares para o início da partida, como a lateral Tamires que serviu à Seleção recentemente, e viu as suas principais jogadoras com dificuldades em jogo. O resultado dá a vantagem do empate para o tricolor no jogo de volta, enquanto o alvinegro precisa vencer por dois gols de diferença para garantir a taça. 

PRIMEIRO TEMPO

O jogo começou com o São Paulo pressionando no ataque e impondo o rítmo de jogo acelerado e bastante movimentado. Com forte marcação, as donas da casa seguraram as rivais durante os primeiros minutos e sofreram pouca pressão. Logo aos dois minutos, a primeira oportunidade do ataque tricolor aconteceu em jogada com Naná em lançamento para Jaqueline, que avançou pela esquerda dentro da área e cruzou, porém, nenhuma companheira efetivou a jogada. Apesar do lance de perigo, foi marcado impedimento.

A equipe do São Paulo cresceu  e explorou as jogadas ofensivas com Gláucia pelo meio de campo, Micaelly pela esquerda e Thais auxiliando na armação. Apesar da forte marcação, o tricolor sofreu no primeiro tempo com a falta do último passe nas finalizações, reflexo da tática de posicionamento em que as atletas jogaram distantes umas das outras. O Corinthians, no entanto, cedeu muitos espaços para o contraataque pelo canto direito com Katiuscia, que não ajudou na defesa e esteve apagada no início de jogo e, também, não conseguiu impor marcação às adversárias. Demonstrando nervosismo, o time alvinegro cometeu muitas faltas no desarme do ataque do ltime do Morumbi, com destaque para Diany, responsável pela maioria delas.

Aos 14', o São Paulo voltou a atacar e Gláucia arriscou finalização com chute de fora da área, que foi bem defendido pela goleira Kemmely. Aos 19 minutos, outra jogada ofensiva, agora dos pés de Naná, que recebeu e cruzou para Jaqueline, ela  chutou de voleio, mas a bola passou direto pela frente da meta, e a lateral corinthiana Yasmin mandou para a linha de fundo. 

O Corinthians contou com erros na finalização e não soube aproveitar as poucas chances criadas para abrir o placar. Foi apenas aos 25 minutos que a atacante Adriana arriscou pela primeira vez ao chutar de fora da área em direção ao gol, entretanto, a goleira Carla defendeu. Jogados 35 minutos, Vic Albuquerque teve a melhor oportunidade de abrir o placar para o Timão. Ela recebeu dentro da área, se livrou da marcação e chutou forte, porém, Carla espalmou por cima da meta e impediu o gol. 

Assim, as equipes seguiram para o intervalo sem gols e o jogo foi decidido na segunda etapa.

SEGUNDO TEMPO

Arthur Elias retornou com sua equipe sem alterações mesmo tendo sofrido pressão durante grande parte dos primeiros 45 minutos. O técnico, inclusive, demorou muito para fazer uma alteração na equipe e assistiu novamente o Corinthians ser incomodado e atuar com baixo desempenho nas quatro linhas. Mas, as visitantes deram a primeira finalização da segunda etapa com Adriana, que arriscou chute de fora da área e a bola passou rente à trave direita. 

Após o susto, o tricolor manteve a inspiração e abriu o placar aos nove minutos. Em uma roubada de bola no meio de campo pela Thaís, ela conseguiu ter uma visão ampla do campo e lançou Micaelly, livre pela esquerda. A atacante avançou à grande área, driblou a adversária e chutou cruzado para o fundo da rede. Depois de abrir o placar, as donas da casa permaneceram com a mesma intensidade de jogo e contou com a ajuda de Kemmely em uma nova chance de gol. A goleira corinthiana errou na saída de bola e chutou direto nos pés de Gláucia que tentou o chute, mas foi travada por Campiolo.

Sofrendo pressão, o técnico Arthur Elias modificou sua equipe aos 20'. Grazi e Diany deram lugar à Tamires e Miriã. O Corinthians até conseguiu ensaiar mais jogadas de ataque, porém, não chegou ao gol de empate.  O São Paulo forçou a saída de bola corinthiana e impediu a armação ofensiva das rivais.

O técnico alvinegro apostou em nova alteração: saíram Adriana e Yasmin para dar lugar à Jheniffer e Juliete. Os minutos finais da partida contaram com pressão do Corinthians e, aos 44', o time chegou ao empate, porém, foi marcada falta sobre a goleira no lance e o gol foi anulado. Com pouco tempo pela frente, o Timão não conseguiu evitar a derrota e sai em desvantagem para o próximo e decisivo confronto.

PRÓXIMOS CONFRONTOS

Inicialmente marcada para acontecer na Arena Barueri, em Barueri, a troca do estádio para a grande decisão foi anunciada minutos antes do início do primeiro jogo. 

Desta forma, a final do Paulistão acontecerá na próxima quarta-feira(8), às 21h, quando o Corinthians recebe a equipe do São Paulo na Neo Química Arena.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »