07/03/2022 às 20h08min - Atualizada em 07/03/2022 às 16h23min

Entrevista: Rafael Cerqueira comenta sobre a preparação para Liga Brasileira de Futebol Americano

Defensor da equipe baiana do Santana Red Bulls diz que time está pronto para os desafios, mas mantém o pé no chão e sensibilidade para ir longe na temporada.

Matheus Maia - labdicasjornalismo.com
Santana Red Bulls comemorando o título da Copa Nordeste em 2019. Foto: Reprodução/Correio Freirense/Rafael Cerqueira

Pioneiros no esporte na Bahia, o Santana Red Bulls, com sede em Feira de Santana, através de seu defensor Rafael Cerqueira, concedeu entrevista sobre a preparação da equipe para a temporada 2022 da Liga Brasileira de Futebol Americano (BFA). A volta aos treinos, novo formato e administração de elenco foram desafios apontados pelo atleta.

 

Estreantes em ligas nacionais, os baianos demonstraram tranquilidade e sentimento de recomeço. Além disso, os nordestinos não escondem a ansiedade para o retorno aos gramados, mas com os pés no chão e com objetivo de superar as dificuldades de conduzir um esporte amador no Brasil.

 

Quais vão ser os principais desafios da Conferência Nordeste?
 

Acredito que os principais desafios são os de deslocamento, bem como o trabalho para reaver o nível técnico. Historicamente falando, a conferência nordeste é uma das mais pesadas em termos de distâncias, ainda mais para nós aqui da Bahia que estamos na ponta da região. Teremos dois jogos fora de casa e, passando para os playoffs, certamente teremos outros, visto que estamos no grupo C da competição. Já falando da parte técnica, é um desafio muito grande também, pois o esporte passou por 2 anos de hiato e recuperar esse tempo não é fácil.

Como vem sendo o retorno aos treinos e a reorganização do plantel para a nova temporada?

 

Retornamos oficialmente em outubro de 2021 e de lá pra cá já realizamos uma seletiva para ter novos atletas. Os dois anos de pandemia renderam várias aposentadorias na nossa equipe, mas a base principal se manteve e temos bons prospectos trabalhando forte para a temporada.

A Liga BFA unificou as divisões e preencheu o campeonato com um número recorde de equipes, como a equipe analisa esse aumento?

 

Vemos esse aumento como algo muito interessante, visto que nos dá a oportunidade de mostrar o nosso jogo e até mesmo chegar ao Brasil Bowl, uma missão difícil mas não impossível. Em termos de adversários, nossa tabela quase não mudou em relação ao que seria em 2020, mas na minha visão essa alteração foi melhor pois deu mais liberdade aos gestores de organizar tabelas que não deixassem nenhum time em desvantagem muito grande em termos de distâncias de viagem, por exemplo.

O esporte ficou parado por dois anos devido a pandemia do Covid-19, no entanto, parece estar voltando com força total. Essa vontade da comunidade de manter o esporte vivo vai refletir em um campeonato equilibrado ou as dificuldades de se praticar no país podem causar desequilíbrios?

 

Acredito que esse retorno será uma página em branco. Pouquíssimos times no país conseguiram manter os treinos e consequentemente o seu nível técnico durante esse período. Para a grande maioria do esporte, que ainda é amador, considero esse retorno um recomeço e uma oportunidade única para times que antigamente não tinham chances de mostrarem o seu jogo.
 

Muitos jogadores novos estão entrando no esporte através do tryouts, como que está sendo pensado o trabalho com esses atletas novatos e a estréia em um brasileiro tão competitivo?

 

Fizemos um tryout no final do ano passado e ficamos bastante satisfeitos com os novos atletas que chegaram, pois eles vieram preencher espaços que abriram no time durante a pandemia. Quanto ao treinamento, como eu disse, estamos em um período de reaprendizado e isso é bom inclusive para os novos atletas, que vão passar pelo processo completo de entender o esporte junto com os veteranos e terão uma oportunidade maior de brigar pela sua vaga e mostrar o seu valor em campo.
 

O país está passando por uma alta de preços em combustível, comida, insumos, como a equipe está se preparando financeiramente para poder realizar a jornada completa da temporada?

 

Além das mensalidades pagas pelos nossos atletas, a diretoria está correndo por fora para buscar outras formas de monetização. Entre elas, estão patrocínios de empresas que nos apoiam e o desenvolvimento de iniciativas próprias como rifas e confecção de itens oficiais do time para venda.

 

A Liga BFA tem data marcada para início no dia quatro de junho e o Brasil Bowl vai ser realizado no dia 19/11.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »