12/03/2022 às 18h55min - Atualizada em 12/03/2022 às 18h46min

Depois de mais de um ano de lançamento, Cyberpunk 2077 finalmente está pronto?

Com atualização mais recente, o jogo teve muitos de seus problemas resolvidos, além de novidades interessantes para os jogadores

Felipe Grande - Editado por Marcela Câmara
Cyberpunk 2077 foi lançado oficialmente em dezembro de 2020, e como todos sabem, foi marcado principalmente pela enorme variedade de bugs, dos mais simples aos mais sinistros, e pelos problemas de otimização observados especialmente nas versões de PS4 e Xbox One.

Desde então a CD Projekt RED vem trabalhando para corrigir esses problemas e deixar o game de fato pronto para o público. No dia 15 de fevereiro foi lançado o patch 1.5 de Cyberpunk 2077, que além de diversas melhorias, trouxe o re-lançamento oficial do título para os consoles de nova geração: PS5 e Xbox Series X|S.




Uma das maiores novidades e a que mais agradou os jogadores foram os romances estendidos com Judy, Panam, Kerry e River. Esse recurso adiciona novas linhas de diálogos, novas interações entre V e seu par romântico, e algumas trocas de mensagens mesmo após a conclusão das missões destes personagens, o que torna estas relações muito mais humanas e cativantes.

Ainda sobre melhorias de vida e imersão, foram adicionados novos apartamentos para V, e a possibilidade de personalização do apartamento padrão. Em cada um dos novos ambientes ocorrem novas interações, como tocar guitarra ou tomar um expresso feitinho na hora. Além disso, agora é possível trocar a aparência do seu personagem apenas olhando no espelho de qualquer apartamento.


O patch 1.5 conta com melhorias significativas no gameplay, especialmente nas reações dos NPCs do jogo, enquanto antes todos reagiam da mesma forma e ao mesmo tempo, agora vemos alguns correndo, outros atirando, e outros ainda agachando como sempre foi. Além disso, foi adicionado também uma função simples, mas que faz muita diferença na imersão do jogador em Night City: as pessoas agora usam guarda-chuvas em tempos chuvosos.


Algumas dessas implementações parecem ser pequenas, mas isso mostra o trabalho que a desenvolvedora está tendo para melhorar o seu título, mesmo que isso demore um bom tempo ainda. Cyberpunk 2077 é um jogo que prometeu muito, mas cumpriu pouco ou quase nada, pelo menos em seu lançamento.

Promessas e mais promessas

A experiência de jogo melhorou muito desde o lançamento, os principais bugs que “quebravam” a progressão da história, como missões que simplesmente não começavam, já não estão mais presentes por aqui. Sim, você ainda vai encontrar alguns problemas, mas é seguro dizer que essa é a experiência que deveria ter sido apresentada desde 2020, pelo menos na nova geração e no PC, o título ainda é bem mais problemático no PS4 e Xbox One.

Comecei a minha experiência com Cyberpunk 2077 logo em seu lançamento, no Xbox Series S, e desisti por conta da péssima otimização, mas há algum tempo decidi voltar para Night City, desta vez no PC, e me surpreendi positivamente. O jogo já estava bem mais estável, apesar dos bugs ainda estarem lá.

Após a atualização para a versão 1.5 o jogo melhorou bastante, até agora tive poucas ocorrências de NPCs duplicados na minha frente, o trânsito está bem mais vivo, alguns bugs de textura que me incomodavam também foram resolvidos, a HUD teve algumas mudanças sutis, mas que a deixou mais agradável aos olhos, especialmente em relação ao mapa do jogo. A diferença é clara, mesmo que eu não tenha espaço suficiente para citar cada mudança que percebi nas minhas 48 horas de jogo.

O resumo da ópera é: Cyberpunk 2077 é um ótimo RPG e um bom jogo. Nada além disso, não temos aqui aquele jogo revolucionário que aguardávamos antes de 2020, mas agora, mais de um ano depois, é de se esperar que o título não chegue a esse ponto. Mas no fim das contas, é um game divertido, com personagens interessantes e um visual incrível, Night City é possivelmente uma das melhores representações visuais da estética Cyberpunk que temos nos games, mesmo que não seja aquela “cidade viva” prometida.

A CD Projekt RED ainda tem um longo caminho para deixar Cyberpunk 2077 da maneira que esperávamos, mas se você pensa em dar uma segunda chance, ou uma primeira, e tem um console de nova geração ou um PC que aguente o tranco, agora é o seu momento. Lembrando que o game continuará ganhando atualizações constantes em todas as plataformas por um bom tempo.

Cyberpunk 2077 está disponível para Playstation 4, Playstation 5, Xbox One, Xbox Series X|S, Google Stadia e PC. Uma demonstração gratuita de até 5 horas do game estará disponível até 15 de março nos consoles de nova geração.

 
REFERÊNCIAS
LIMA, Diego. “Cyberpunk 2077: Romances são expandidos com atualização”. The Enemy, 2022. Disponível em: >. Acesso em: 07 de março de 2022
MACALOSSI, Julia. “Cyberpunk 2077: Versão para PC recebe novo hotfix”. The Enemy, 2022. Disponível em: . Acesso em: 08 de março de 2022.
PENILHAS, Bruna. “Cyberpunk 2077: vale a pena jogar agora?”. Canaltech, 2022. Disponível em: . Acesso em: 04 de março de 2022.
PENILHAS, Bruna. “Cyberpunk 2077: versões para PS5 e Xbox Series X|S são lançadas”. Canaltech, 2022. Disponível em: . Acesso em: 15 de fevereiro de 2022.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »