30/06/2019 às 22h16min - Atualizada em 30/06/2019 às 22h16min

Parintins para o mundo ver: Curiosidades do famoso festival do Boi-bumbá na Ilha Encantada do Amazonas

Ana Carolina Nunes - Diego Araujo
Amazon Best
Amazon Best
O Brasil é repleto de festas populares durante o mês de junho, sendo o mais popular a festa junina do nordeste com grandes quadrilhas improvisadas e roupas luxuosas com brilhos impecáveis. Em todo o lugar é possível se ver uma cultura diferente, mas desta vez vamos ao lugar um pouco mais afastado da visão do país, uma cidade do interior localizado na região Norte no meio da imensa floresta Amazônica, é nesse lugar onde a lendária magia acontece. Parintins como é chamada, à 365 km distante de Manaus no Amazonas, a cidade que na verdade é uma ilha chamada popularmente de Tupinambarana abriga pessoas de garras, agraciadas e de muita fé e devoção.

A fama de ser um povo acolhedor logo se espalha quando se aproxima o meses de junho e julho, a época em que a pequena cidade recebe muitos turistas do próprio estado e de todas as partes do Brasil e do mundo afora. Muitos trabalhadores paratinenses utilizam o seu “ganha pão” virarem talento para atrair os visitantes e assim lucrar mais ainda já que o mês de junho é sagrado para cada um deles, é o caso dos triciclistas que trabalham transportando pessoas de um lugar para o outro, ganhando 5 reais por cada viagem realizadas.


Foto: Divulgação - 
O triciclo é o transporte preferido dos turistas.

O seu Ruy é tricicleiro à 5 anos, e quando chegou ao interior logo se apaixonou pelos encantos do lugar. “Morei por um bom tempo em Manaus, mas por conta das dificuldades e falta de emprego enfrentada me mudei pra Parintins e foi aqui que realmente me encontrei,as coisas começaram a dar certo bem devagar, hoje trabalho por conta própria conduzindo os clientes e o dinheiro que eu ganho é o suficiente pra sustentar a minha família.” Comentou ele.


Foto: Amazon Best -
O local chamado de Bumbódromo é onde acontece o espetáculo amazônico.

Além do seu Ruy, outros trabalhadores também batalham servindo aos turistas na última semana do mês junino onde acontece o conhecido como a maior festa popular do Amazonas: o Festival Folclórico de Parintins. A festa aborda a cultura do Boi-bumbá, a história e temas populares. Na Arena do Bumbódromo onde é acontecido a Rivalidade de dois bois, Garantido e Caprichoso, abrange uma magia especial: o encontro de várias raça e costumes de todos os lugares do planeta. O festival é sinônimo de união entre todas as etnias, apesar de terem preferência porém a amizade prevalece sempre.

Para a cultura Amazonense é valioso esses momentos, pois mostra os valores do Norte para o país todo ver, que a região não é só rios e florestas pra todo lado, e não só de tambaqui e farinha que o povo amazonense sobrevive, mas de todo o trabalho suado que o artista quer oferecer, e Parintins mostra esse lado cultural de ser, com os dois famosos bois da estrela e do coração estampados na testa.


Foto: Acrítica  - 
Os bois Garantido e Caprichoso são as atrações principais do Festival.

Garantido é cria de Lindolfo Monteverde e Caprichoso cria de Luiz Gonzaga e dentre outros, ambos tem trajetórias emocionantes, sendo o primeiro surgindo na baixa do São José, uma vila pobre, onde morava um entusiasmado “curumim” apaixonado por boi resolveu brincar de boi-bumbá chamando o seu primeiro garrote de Garantido e não fazia ideia de quão sucesso ele faria tempos depois, o segundo sendo criado nas mãos de famílias nordestinas que aqui ficaram raízes, e até hoje brincam e participam do legado de seus ancestrais.

Ambos trazem a alegria popular tanto para o parintinense quanto os de fora, o mais interessante de se ver são as lendas Amazônicas, cada um leva para a arena uma lenda diferente contando a história da Amazônia e seus personagens que nela moram. Para tudo isso ser realizado com muito sucesso, são feitas milhares de reuniões durante o ano anterior, com competições de toadas, escolha de temas e o mais importante a harmonia de criar uma grande festa que uni o mundo em um só lugar.


Foto: Amazon Best - 
Vista aérea da cidade de Parintins.


A Ilha Tupinambarana não só vive de festa popular, ela vive da emoção, da evolução, do amor e da felicidade do povo que nela moram. Cidade pequena, com pontos turísticos exuberantes, o arquipélago possui o mais lindo pôr-do-sol da região amazônica.  
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »