08/04/2022 às 19h43min - Atualizada em 08/04/2022 às 19h43min

Canindé verá a redenção da Portuguesa ou a remontada do Rio Claro

Empate no jogo de volta da semifinal devolve a Lusa para elite estadual; vitória por mais de dois gols classifica o time interiorano de forma direta

Paulo Octávio - Editado por: Alan Martins
Torcida celebra gol do Luan no jogo de ida em Rio Claro: Foto: Dorival Rosa/Portuguesa
Ansiedade se tornou uma grande adversária dos torcedores da Lusa. Nas redes sociais há relatos de que muitos não conseguem dormir.
 
O motivo: um empate contra o Rio Claro, neste sábado (9), às 16h, no Canindé, é o que a Portuguesa precisa para voltar a primeira divisão estadual após sete temporadas. O time conquistou a vantagem depois da vitória por 1 a 0, no jogo de ida da semifinal, com gol do Luan.
 
O resultado parece plausível, mas a única derrota da equipe no torneio foi justamente para o rival da partida deste final de semana.
 
Se o time do interior repetir o que fez no primeiro turno (vitória por 1 a 0) a decisão irá para os pênaltis, se vencer por uma diferença maior leva classificação no tempo normal.
 
O acesso para Portuguesa representaria a redenção do clube e o fim de um dos maiores fracassos recentes do futebol nacional. De 2015, quando foi rebaixada para série A2, até essa sexta (8), a única alegria da Lusa foi o título da Copa Paulista em 2020. Feito poderia ser mais comemorado se não fosse a pandemia e a eliminação no primeiro mata-mata da quarta divisão nacional no ano seguinte.
 
Estar na elite estadual dá condições para equipe buscar vaga na série D do Brasileirão sem a necessidade de vencer a Copa Paulista. Além de ter destaque nas transmissões da tv e internet e ganhar uma cota maior da federação.
 
Já para o Rio Claro, além desses benefícios, subir seria quebrar jejum de seis anos fora da elite. Nesse meio tempo, o Galo Azul já chegou em fases agudas dos torneios estaduais, porem não chegou em nenhuma final. E time não sofreu com instabilidade política e não chegou a flertar com o rebaixamento como o adversário da capital.
 
Quem subir fará a final da série A2 contra o classificado do jogo entre Oeste e São Bento, que ocorre no sábado, às 19h, na Arena Barueri. Na primeira partida em Sorocaba houve empate em 2 a 2.  O vencedor passa, se houver empate haverá pênaltis.
 
De acordo com a Portuguesa, mais de cinco mil ingressos foram vendidos de forma antecipada para essa decisão. E esse será o jogo mais visto da série A2 nesta temporada.
 
PORTUGUESA
 
Durante a semana, a equipe treinou marcação e finalização, já que se não tomar gol se classifica, por isso, o cuidado com a defesa é fundamental nesse aspecto.
 
Lateral esquerdo Eduardo Diniz, expulso no jogo de ida, é desfalque. O mais provável é que Carlos Henrique assuma a titularidade, pois já atuou em dez jogos no campeonato, mas Railan e Marco são opções. Já Luis Ricardo, lesionado, ainda é dúvida. Ricardo atuou no rachão, nesta sexta, que foi última atividade de preparação e pode jogar.
 
Após jogo de ida, em que Luan, aquele ex-Palmeiras, marcou o gol da vitória segundos após entrar em campo, o técnico Sérgio Soares afirmou que equipe está iluminada:
 
“Brilham as estrelas de todos, está todo mundo muito iluminado. O fato de estarem focados, isto acaba dando uma serenidade para atuar e colaborar com o melhor dentro da performance de cada um”, disse em entrevista coletiva.
 
Provável Portuguesa: Thomazella; Railan, Naldo, Patrick e Carlos Henrique; Marzagão, Tauã e Daniel Costa; Cesinha, Caio Mancha e Gustavo França Técnico: Sérgio Soares
 
RIO CLARO
 
Jair, autor do gol do Galo Azul contra a Lusa na primeira fase, disse que se precisar pode atuar. Devido a uma lesão, o atleta está fora da equipe a sete partidas. Essa deve ser a única novidade do clube para este sábado.
 
Após ter atacado mais a Portuguesa durante todo o jogo, o técnico Alberto Félix está confiante para uma classificação sem a necessidade dos pênaltis.
 
“Estamos jogando contra uma grande equipe. Sabemos que em algum momento do jogo, alguma coisa vai desencaixar e as oportunidades surgirão.  A avaliação que faço do time é positiva. acho que está em aberto, vamos trabalhar firme para reverter a situação no próximo jogo, em São Paulo”, afirmou após o jogo da semana passada.
 
Provável Rio Claro: Victor Golas; Raul, Suéliton, Sosa e Alysson; Peixoto, Magno e Diego; Thiago Rubim, Pará e Bruno Moraes. Técnico: Alberto Felix
 
HISTÓRICO DE CONFRONTOS
 
Portuguesa e Rio Claro já se enfrentaram em 18 oportunidades. A Lusa venceu 10 vezes, o Galo, quatro, e houve quatro empates. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »