22/05/2022 às 16h35min - Atualizada em 22/05/2022 às 12h52min

Liverpool vence Wolverhampton de virada, mas fica com o vice da Premier League

Apesar de conquistar sua vitória no final do jogo, a virada do Manchester City sobre o Aston Villa impediu os reds de conquistarem a liga em uma reviravolta

Tiago Silva - Editado por: Alan Martins
Salah comemora gol da virada do Liverpool sobre o Wolverhampton. Fonte: Alex Livesey/Getty Images/Esporte News Mundo
O Liverpool não conquistou o título da Premier League, apesar da vitória sobre o Wolverhampton por 3 a 1 neste domingo (22), em partida vállida pela 38ª da competição, no estádio Anfield, em Liverpool. Os gols dos reds foram marcados por Sadio Mané, Mohamed Salah e Andrew Robertson, e o dos Wolves, por Pedro Neto.

O vice-campeonato foi confirmado por conta da vitória de seu rival direto, o Manchester City, numa virada por 3 a 2 sobre o Aston Villa. Os Cityzens precisavam perder para que o Liverpool, com esta vitória, assumisse a liderança definitivamente. 

A temporada terminou com o Manchester City conquistando 93 pontos, e o Liverpool, 92. Os wolves terminaram a liga na décima posição, com 51 pontos. Mohamed Salah se firmou como o artilheiro, com 23 gols, e Alisson, apesar de não conquistar o prêmio de fato, empatou com Ederson (Manchester City) em clean sheets (partidas sem sofrer gols), com 20 para cada.

Além disso, os reds não conseguiram o feito de conquistar quatro títulos em uma temporada, deixando em aberto a possibilidade de conquistar três caso vença o Real Madrid na final da Champions League, no próximo dia 28.

1º TEMPO

O Liverpool começou o jogo com um susto semelhante ao da última partida, contra o Southampton, tomando um gol no começo da partida: aos dois minutos, José Sá cobrou um tiro de meta direto para o ataque, e Raúl Jiménez, pela direita, cruzou rasteiro para Pedro Neto abrir o placar. Foram exatos três toques na bola, com os atacantes dos Wolves totalmente desmarcados.

A equipe mandante tentou reagir aos quatro minutos, com cruzamento de Luis Díaz para Matip, que cabeceou para fora. Aos nove, Matip lançou do meio campo para Díaz ser interceptado pelo goleiro. 

A partir disso, o Liverpool aplicou uma pressão ofensiva, buscando furar a barreira defensiva do Wolverhampton, mas as jogadas paravam na grande área. Os wolves, ainda assim conseguiram um contra-ataque aos 17 minutos, após falha no meio-campo dos Reds. Leander Dendoncker recebeu a bola na grande área, mas chutou para fora.

O empate do Liverpool veio aos 24 minutos: Konaté conduz a bola para o meio campo e passa para Thiago Alcântara que, de letra, desarmou a marcação tripla do Wolverhampton com o passe para Sadio Mané chutar no canto direito de .

Com isso e com as informações que vinham do Etihad, tanto a torcida, quanto os jogadores dos reds se motivaram e continuaram a construir jogadas. Uma delas foi aos 27 minutos: após uma cabeçada de Mané e um chute de fora da área de Alexander-Arnold, ambas batendo na marcação, a bola sobrou para o lateral-esquerdo ajeitar e Henderson cruzar. Robertson, livre na área, chutou por cima do gol dos Wolves.

Aos 38 minutos, Jonny Castro fez um passe longo para Hwang Hee-Chan - que substituiu Pedro Neto, após o atacante se lesionar - que arrancou e chutou para a defesa de Alisson.

2º TEMPO

O Liverpool, sabendo da situação momentânea do Manchester City - perdia por 1 a 0 para o Aston Villa - voltou para a segunda etapa com pressão total, buscando o segundo gol. Assim como no primeiro tempo, os reds foram poucas vezes ameaçados pelo ataque do Wolverhampton

Aos seis minutos da etapa, Alexander-Arnold tocou pelo meio para Mané. Devido a marcação, a bola sobrou em Diogo Jota, que chutou na mesma. Já aos 18 minutos, o lateral-esquerdo atacou novamente, chutando da intermediária. José Sá espalmou a bola, dando a sobra para Mohamed Salah, que chuta por cima do gol.

Com 26 minutos de jogo, o Wolverhampton finalizou com Hee-chan que, após receber o passe de Rúben Neves no meio-campo, chutou por cima do gol. Alisson espalmou para fora. 

Aos 36 minutos, o jogo continuava empatado em Anfield, e a notícia sobre a virada do Manchester City (3 a 2) sobre o Aston Villa já pairava sobre os torcedores do Liverpool. Muitos já jogavam a toalha, aceitando a derrota, mas outros ainda acreditavam em um milagre - um gol que fosse do Liverpool, somado a um possível empate do Aston Villa. Nesse momento, Hwang Hee-chan finalizava após driblar dois jogadores pela esquerda. Porém, Alisson defendeu.

No minuto seguinte, Alexander-Arnold cruzou do meio de campo para Luís Díaz. O atacante dos Reds avançou pela esquerda, mas seu chute desviou na marcação dos wolves. O escanteio foi cobrado pelo camisa 66, e o cabeceio de Matip foi salvo pela defesa. Na sobra, Salah converteu e virou a partida. Nesse momento, a torcida acreditava que era possível, mas ainda dependia de um gol do Aston Villa em Manchester.

Aos 43 minutos, os reds confirmavam sua vitória: Robertson, pela esquerda, tabelou com Roberto Firmino e chutou no meio do gol, sem chances para . Porém, não foi suficiente para que a conquista da Premier League viesse. Numa diferença de poucos segundos, as duas partidas acabaram, sendo o jogo entre Manchester City e Aston Villa o primeiro a encerrar.

PRÓXIMOS JOGOS

O Liverpool enfrentará o Real Madrid no próximo dia 28, em partida válida pela final da Champions League no Stade de France, em Paris, às 16h (horário de Brasília). Já o Wolverhampton não terá mais partidas nesta temporada, entrando em férias e aguardando o retorno para se preparar para a temporada 2022/23.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »