28/10/2022 às 13h30min - Atualizada em 28/10/2022 às 11h56min

Flamengo e Athletico-PR fazem mais uma final brasileira na Libertadores

Time carioca é considerado favorito na busca pelo tri; Furacão sonha com conquistar inédita

Daniel Godoy - labdicasjornalismo.com
Flamengo e Athletico disputam a segunda final desde 2020, e o quarto mata-mata em três anos (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)
A ansiedade dos torcedores de Flamengo e Athletico-PR está chegando ao fim. Os times disputam a final da Libertadores da América de 2022 neste sábado (29), às 17h,  (Brasília), no estádio Monumental de Guayaquil (Equador). A partida terá transmissão do canal SBT, na TV aberta, e da ESPN, na tv fechada.

Quem vencer no tempo normal, fica com o título. Se houver empate, terá prorrogação com dois tempos de quinze minutos e se igualdade se mantiver, pênaltis.

O vencedor da competição mais importante do continente receberá 16 milhões de dólares, o equivalente a 86 milhões de reais. Além disso, terá o direito de disputar o Mundial de Clubes, ainda sem data marcada, e a Recopa Sul-Americana em 2023, diante do Independiente del Valle (EQU), que venceu a Copa Sul-Americana contra o São Paulo.

A expectativa é de baixo público para a final da Libertadores. Estimativas preliminares mostravam que 14 mil brasileiros teriam comprados os ingressos para a decisão, o que não dá nem 40% do estádio, que tem capacidade para 59 mil pessoas.

A alternativa encontrada pela Conmebol para evitar que o Monumental vazio durante o jogo foi doar ingressos -- assim como ocorreu nas finais da Copa Sul-Americana de 2021 e 2022. Apesar disso, a entidade não pretende parar com a ideia do modelo de final única em campo neutro, adotado desde 2019.

O confronto entre Flamengo e Athletico-PR vem sido bastante frequente nos mata-matas dos últimos anos. O Mengão venceu uma Supercopa do Brasil, em 2020, e uma Copa do Brasil contra o rival paranaense em 2013; e em 2020 e 2022,  os cariocas eliminaram o Furacão nas oitavas e nas quartas do torneio nacional, respectivamente.  Já o Athletico passou pelo rival deste sábado nas oitavas de final do campeonato em 2019 .

FLAMENGO

O time comandado pelo técnico Dorival Júnior entra em campo com força máxima para o duelo e é considerado favorito para conquistar a taça, porém tem alguns desfalques. O lateral-direito Guillermo Varella sofreu lesão muscular e se junta ao zagueiro Rodrigo Caio e o atacante Bruno Henrique, que só retornam aos gramados em 2023. Vidal fez drenagem no tornozelo direito e já voltou a treinar e está disponível para o jogo. Já o volante Thiago Maia sentiu dores no joelho, porém também está recuperado e joga à decisão.

O grande destaque é o atacante Pedro, artilheiro da Libertadores, com 12 gols marcados. Outro grande pilar do clube é o uruguaio De Arrascaeta, que possui 19 assistências na atual temporada.

Ainda com Paulo Souza no comando, o mengão fez a sua melhor campanha na história da fase de grupos da Libertadores com 16 pontos adquiridos. 

Esta é a terceira final que o Flamengo disputa nos últimos quatro anos. Venceu o River Plate, em 2019 e  perdeu a final para o Palmeiras em 2021.

rubro-negro carioca busca o tricampeonato da competição. A primeira conquista foi diante do Cobreloa-CHI, no ano de 1981.
 
Provável escalação do Flamengo: Santos, Rodinei, David Luiz, Léo Pereira, Filipe Luís; João Gomes, Thiago Maia, Arrascaeta, Éverton Ribeiro, Gabigol e Pedro. Técnico: Dorival Júnior

ATHLETICO PR
 
O técnico Felipão conta com dois desfalques para a final: os atacantes Julimar e Marcelo Cirino. Além das ausências confirmadas, existem dúvidas na escalação do treinador por questões técnicas e táticas. Scolari alegou que pretende reforçar o meio-campo para neutralizar o ataque do Flamengo, o que culminaria na saída de um jogador ofensivo.

O furacão está com uma defesa bastante frágil, sofreu 17 gols nos últimos dez jogos. Por outro lado, o ataque vive um momento muito positivo, já que a equipe paranaense não sai de campo sem balançar as redes há partidas.

O grande destaque do Athletico-PR é o meia Terans. No ano de 2022, soma 14 gols e oito assistências. Ademais, o uruguaio é um dos pré-convocados da seleção celeste para a Copa do Mundo do Catar. Outro jogador extremamente perigoso é o atacante Vitor Roque, embora não seja titular absoluto. O atleta de 17 anos tem dois gols na competição, um nas oitavas e outro nas quartas, além de uma assistência na semifinal.

Esta é a segunda vez que os paranaenses disputam uma final de Libertadores. A primeira aconteceu em 2005, quando perderam para o São Paulo por 4x0, no estádio Morumbi.

 
Provável escalação do Athletico-PR:  Bento; Khellven, Thiago Heleno, Pedro Henrique e Abner; Fernandinho, Erick e Alex Santana; Cuello, Pablo e Vitinho (Cannobio)Técnico: Luís Felipe Scolari

HISTÓRICO DO CONFRONTO

O retrospecto entre ambas as equipes é equilibrado. Ao todo, foram 29 vitórias do Flamengo e 26 do Athletico-PR, além de 92 gols dos cariocas e 89 para os paranaenses.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »