16/10/2019 às 14h24min - Atualizada em 16/10/2019 às 14h24min

Os melhores dos piores

Os "excelentes" filmes do cinema trash

Júlia Victória - Editado por Bárbara Miranda
As grandes produções do cinema são marcadas por elencos cheios de estrelas, roteiros caprichados e o uso de uma volumosa quantidade de dinheiro. Mas nem todos os estúdios cinematográficos possuem o mesmo poder e as mesmas condições de fazer criações com alto padrão de qualidade.
 
Foi com essa limitação que surgiu um dos estilos mais famosos da indústria do cinema: os filmes trash. Apesar de não terem realmente um significado ou serem considerado um gênero, eles fazem sucesso com suas originalidades.
 
Os “Trash Movies” surgiram em alusão aos trabalhos do diretor americano Ed Wood, que é considerado um dos piores diretores da história, e ganharam força a partir dos anos 80.
 
Ed era conhecido por trabalhar com pouquíssimo dinheiro. Isso se tornou uma das principais características do trash: filmes de baixo orçamento, atores com intepretações caricatas, efeitos especiais duvidosos, cenas descontínuas e sem sentido, humor negro e por vezes (já que o terror é o que mais utiliza esse estilo) situações com muito sangue. Essa falta de qualidade é usada por muitos diretores de forma proposital.
 
Dentre os filmes trash encontram-se muitos clássicos que se misturam o gênero slasher (aqueles que envolvem psicopatas que matam aleatoriamente) como:

A Hora do Pesadelo (A Nightmare On Elm Street) – 1985:
 
Um clássico do terror onde o vilão Freddy Krueger invade os sonhos de um grupo de jovens para matá-los e única solução para escapar é despertar do sono.Dirigido por Wes Craven.
 
Orçamento: 1,8 milhão de dólares
Bilheteria: 24,9 milhões de dólares
DISPONÍVEL NA NETFLIX.
 
FONTE: Adoro Cinema.
 
A Morte do Demônio (Evil Dead) – 1981:

 
Um grupo de amigos decide se hospedar em uma cabana no meio de uma floresta. Lá eles encontram um livro capaz de despertar forças do mal se for lido em voz alta. Obviamente, um deles acaba lendo os escritos e liberta uma corrente de demônios. Agora terão que lutar contra as entidades e batalhar por suas vidas.Dirigido por: Sam Raimi.

Orçamento: 350 mil dólares
Bilheteria: 2,4 milhões de dólares

FONTE : Telecine.
 
Um abusam e ultrapassam os limites, causando repulsa e nojo em quem os assistem (não veja se você tem estomago fraco):

Holocausto Canibal (Cannibal Holocaust) – 1980:
 
Esse aqui é tão trash, mais tão trash que chega ao gore. Esse é um subgênero do horror com cenas explicitamente violentas, com muito sangue e a presença de restos mortais de seres vivos.
 
Nele, um grupo de pesquisadores vai até a floresta amazônica investigar uma tribo indígena que vive isolada da civilização. Eles desaparecem e anos depois a Universidade de Nova York manda uma missão de resgate. Ao chegar lá, eles encontram gravações dos documentaristas e descobrem que todos foram mortos brutalmente.O filme causou tanta polêmica que o diretor Ruggero Deodato chegou a ser preso.

Orçamento: 100 mil dólares
Bilheteria: 2 milhões de dólares

FONTE: Wikipédia.
 
A Centopeia Humana (The Human Centipede) – 2009:

 
Outro que chega ao gore. Tem uma série de três filmes. O primeiro retrata o médico cirurgião Josef Heiter que tem como desejo fazer uma cirurgia em várias pessoas ligando-as umas as outras de maneira a formar uma espécie de centopeia. Quando duas mulheres chegam até a sua casa pedindo ajuda, ele começa a aplicar o seu plano.Foi banido de vários países incluindo os do Reino Unido.Do diretor: Tom Six .

Orçamento: 1,5 milhão de euros
Bilheteria: 252.207 dólares


Fonte: AdoroCinema

Outros transformam simplesmente qualquer coisa em psicopatas:
 
Palhaços Assassinos do Espaço Sideral (1988)
FONTE : UOL.
 
O Ataque dos Tomates Assassinos (1978)
FONTE: CinePop.
 
A Bolha Assassina (1988)
FONTE : Adoro Cinema.
 
 
PARA ASSISTIR NA NETFLIX:

Todo Mundo Quase Morto (2004)
O Segredo da Cabana (2012)
Doce Vingança (2010) e Doce Vingança 2 (2013)
A Babá (2017)
A Festa Assassina (2007)

E aquelas comédias/paródias que também podem ser consideradas trash, pela qualidade do roteiro (que é propositalmente ruim), piadas com humor negro e também por “tirar sarro” de outras produções:

A trilogia Todo Mundo Em Pânico
American Pie
As Branquelas
Cinquenta Tons de Preto
 
 
REFERÊNCIAS
 
FIAUX, Gus. 10 FILMES DE TERROR QUE SÃO PARA RIR! Disponível em: <https://www.legiaodosherois.com.br/lista/10-filmes-de-terror-que-sao-para-rir.html#list-item-5>.Acesso em 16 de outubro de 2019.
 
KOGUCHI, Thiago; SENO, Tamirys; SANTOS, Victor. Trash. 100 Super Filmes de Terror. Bauru, v. n. 2. p.43-45, 2015.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »