24/10/2019 às 01h32min - Atualizada em 24/10/2019 às 01h32min

​Flamengo faz história e volta à final da Libertadores

Equipe carioca agora busca o bi contra o River Plate; Grêmio sofre sua pior derrota no torneio continental

Paulo Octávio
Hoje eu tô terrível: Gabigol marcou dois gols na goleada de cinco a zero do mengão. Foto: André Durão/Globo Esporte
Flamengo viveu uma noite de sonho no Maracanã nesta quarta (23). Com a goleada de cinco a zero em cima do Grêmio (seis a um no agregado), o time rubro-negro volta a uma final de Libertadores depois de 38 anos. Assim a equipe que encanta o Brasil vai encarar o atual campeão do torneio continental, River Plate, no dia 23 de novembro, às 17h30 (horário de Brasília), em local indefinido. Como Santiago -- cidade escolhida para sediar a decisão -- atravessa uma grave crise social, a Conmebol pensa em um plano B e pode transferir o jogo para Brasília, Quito ou Lima.  Já o tricolor viveu um pesadelo. O clube sofreu sua pior derrota na história do torneio e na era Renato Gaúcho e  agora luta por uma vaga direta na Libertadores via Brasileirão

1º TEMPO

Jogo começou equilibrado e truncado no meio de campo. Aos 5’, Kannemann fez falta em Bruno Henrique. Arrascaeta bateu na marca penal, e Bruno Henrique errou a cabeçada. Grêmio impediu a marcação alta do mengo, mas o clube carioca continuou pressionando. Ao 10’, Everton Ribeiro cruzou para Gabigol, que cabeceou para defesa de Paulo Victor. Imortal respondeu aos 18’. Cebolinha cruzou para área, Diego Alves deu rebote e Filipe impediu arremate de Maicon. Flamengo insistiu com Bruno Henrique que perdeu uma boa chance após dar um peixinho. Aos 34’, Arrascaeta cruzou fechado, goleiro espalmou para frente e Gabriel tentou uma bicicleta, mas sem ângulo não levou perigo. Sete minutos depois saiu o gol. Bruno Henrique puxou contra ataque, serviu Gabigol, que bateu forte. Paulo Victor deu rebote, e Bruno aproveitou para abrir o placar e ir para o intervalo em vantagem.

2º TEMPO

Logo no primeiro lance, Kannemann  saiu jogando errado, perdeu para Bruno Henrique, que acionou Everton Ribeiro. Ele chutou em cima da zaga e ganhou escanteio. Arrascaetta bateu na primeira trave, André afastou errado, e Gabigol bateu de primeira para ampliar a vantagem. E aos 7 saiu pênalti polêmico de Geromel  em Bruno Henrique. Gabriel bateu e fez o seu segundo gol no jogo. Nas cordas, Renato Gaúcho trocou André por Pepê, mas sem efeito. Aos 21, em novo escanteio, Pablo Marí fez de cabeça. E aos 25, Rodrigo Caio, também de cabeça, aproveitou a falta cobrada por Everton Ribeiro. A partir daí o ritmo do jogo caiu. Mesmo assim, Everton Cebolinha ariscou de longe para boa defesa de Diego Alves. E no final, Diego, na volta ao Flamengo após contusão, quase fez o sexto após pegar rebote do chute de Vitinho.

HISTÓRICO

A goleada de cinco a zero foi a maior no confronto entre times brasileiros desde 1995 quando o Grêmio bateu o Palmeiras, no jogo de ida das quartas de final. Em 1984, o Flamengo venceu o Santos também por cinco a zero, mas na fase de grupos.

PRÓXIMOS CONFRONTOS

Agora Flamengo volta as suas atenções para o Campeonato Brasileiro. Equipe enfrenta o CSA no domingo (27), no Maracanã, às 19h. Já o Grêmio vai juntar os cacos contra o Botafogo, também no domingo, mas às 16h, em Porto Alegre.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »