24/11/2019 às 00h01min - Atualizada em 24/11/2019 às 00h01min

A Propagação Do Streaming

Núbia Umbelino
Cross Host, Canaltech , Catarina Silva
Cross Host
Streaming é uma tecnologia que envia informações multimídia, através da transferência de dados, utilizando redes de computadores, especialmente a Internet, e foi criada para tornar as conexões mais rápidas. Segundo relatório de estatísticas da Ampere Analysis, divulgado pelo The Hollywood Reporter, as tendências de streaming em 2019 são de que as plataformas devem faturar mais que a indústria cinematográfica tradicional.

 O streaming tem feito com que empresas tradicionais de mídia tenham que se reinventar para conseguir manter presença no mercado. As mídias têm criado plataformas de conteúdo On Demand para não perder o público que agora consome conteúdo virtualmente e que tem grande papel de influência nas redes sociais. Globoplay, Sky, El Plus, HBO Go, Disney+ são alguns exemplos dessas empresas.

Catarina é medica e fala que streaming tem muitos benefícios, um deles é a comodidade. "Através de uma conta que pode ser gratuita ou paga, eu consigo ter acesso a um acervo de filmes, séries, músicas e muitos outros conteúdos, pra mim que ama novelas e não tenho tempo de assistir por causa do trabalho, posso assistir depois em casa pelo Globosat e consigo ver a programação ao vivo quando estou fora de casa",  afima ela. 

Com o aumento da competitividade a previsão é que só a Netflix e a Amazon devem faturar 46 bilhões de dólares, ao passo que as salas tradicionais de cinema devem lucrar 40 bilhões de dólares.

Um grande evento associado à disseminação, interação  e viralização em tempo real provocada por uma live nas redes sociais pode ser um grande impulsionador e gerar ótimos resultados, lucros e boa imagem. Facebook, Youtube, e também o Instagram, estão  investindo ainda mais em ferramentas para transmissão ao vivo, por perceberem como isso tem realizado engajamento orgânico. Essa é uma discussão fundamental, porque as empresas sentiram o impacto nas publicações pagas no Instagram, e a nova política de priorizar conteúdos de usuários individuais e não de FanPages.

As rádios são pioneiras do streaming, mas assim como os canais de Tv, tem que de fato se reformularem, e com isso proporcionar mais diversidade e qualidade, com ferramentas de transmissão cada vez mais poderosas.

A rádio online tem um alcance estendido. Enquanto a rádio ao vivo tradicional, por exemplo, pode ser transmitida apenas uma vez, a online geralmente é transmitida sob demanda, o que significa que os ouvintes podem sintonizar quando quiserem, compartilhar com outras pessoas ou ouvir mais de uma vez.
É possível até mesmo criar um podcast de seu programa, que pode ser baixado para ouvir enquanto quando desejar. Dessa forma, o alcance potencial da rádio online cresce exponencialmente com cada uma dessas possibilidades. 
 
O bom da rádio online está levando à sua reinvenção. Afinal a competição é enorme, e para continuar a existir, eles precisam lidar com esse novo cenário. Por isso diversas estações de rádio já exibem seus programas on-line e adicionam vídeos ao vivo. Outra vantagem do rádio é a transmissão ao vivo, que permite fornecer tráfego local e atualizações de notícias à medida que acontecem, dando as estações a vantagem sobre a transmissão quando se trata de conveniência. 

O fenômeno “Netflix” também chegou para empresas que não necessariamente trabalhem com mídia ou produção de conteúdo. Empresas dos mais diversos setores têm investido na produção de material em vídeo como estratégia de marketing de conteúdo ou comunicação interna.

A criação de plataformas exclusivas e personalizadas serve para disponibilizar e criar um canal direto entre o público e os conteúdos sob demanda. Treinamentos de equipe, cursos, manuais, palavras da diretoria, concursos são apenas alguns exemplos de conteúdo que podem ficar hospedados em uma plataforma própria de streaming.

Isso também centraliza a informação e facilita para quando for necessária uma transmissão ao vivo. O streaming vem demonstrando ser um bom aliado para empresas que atuam com e-commerce, pois coloca na boca de quem utiliza o produto e serviço a vez de falar.
As empresas têm observado este comportamento e isso poderá ganhar ainda mais força em 2019.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »