16/10/2020 às 09h57min - Atualizada em 16/10/2020 às 09h50min

Eleições EUA: Quais os impactos da Covid-19 nos resultados

Na reta final da corrida eleitoral, o candidato democrata, Joe Biden, aparece na liderança à Casa Branca

Diego de Marchi - Editado por Ana Paula Cardoso
O presidente dos Estados Unidos Donald Trump. Reprodução: O Globo | Foto: Saul Loeb / AFP

A menos de três semanas para a eleição mais importante dos últimos tempos nos Estados Unidos, o presidente e candidato à reeleição pelo Partido Republicano, Donald Trump, aparece em desvantagem nas pesquisas de intenções de votos no país. Após o diagnóstico da Covid-19, no dia dois de outubro, os números de seu adversário do Partido Democrata, Joe Biden, cresceram.

Os dados do levantamento do jornal “Washington Post/ABC News”, de seis a nove de outubro, mostram o ex-vice-presidente Joe Biden com 12 pontos percentuais à frente do atual presidente dos EUA na disputa à Casa Branca. O democrata tem 54% das intenções de voto, contra 42% do republicano. A pesquisa foi realizada um dia depois de Trump ter alta no hospital.

No primeiro debate entre os candidatos, Donald ironizou o uso das máscaras, "eu não uso uma máscara como Biden, toda vez que você o vê, ele tem uma máscara. Ele pode estar falando a 60 metros de distância e aparece com a maior máscara que eu já vi”, disse.

O candidato à reeleição realiza eventos de campanha que violam regras de distanciamento social e, ainda, não dá a devida importância à pandemia. No país americano, quase oito milhões de pessoas foram infectadas com o novo coronavírus. “O resultado do teste vem depois de o presidente ter passado meses subestimando a gravidade da doença que já matou mais de 207 mil pessoas nos EUA”, publicou o The New York Times.

Para o jornalista Caio Bitencourt, 23, que acompanha as eleições presidenciais, os Estados Unidos traçaram a sua vida política e econômica pela estabilidade. “Estabilidade jurídica, na hora das principais decisões do país, e Trump ameaça essa persistência com certas escolhas que cometeu em seu mandato. Essa permanência é sagrada aos norte-americanos, e explica um pouco do motivo de Biden liderar nas pesquisas”, declarou.

Já Biden, e a sua mulher Jill Biden, testaram negativo, após saberem da infecção do rival e se submeterem a um teste. Em um comício drive-in, na última sexta-feira, nove, o candidato presidencial democrata disse a seus partidários que "Donald ignora você, menospreza você”. “Sua conduta pessoal imprudente desde o diagnóstico, o efeito desestabilizador que está tendo em nosso governo é inescrupuloso. Ele não tomou as precauções necessárias para se proteger ou proteger os outros”, afirmou Biden.

O movimento antirracista “Black Lives Matter” que tomou grandes proporções nos EUA em junho, também é um impacto para a reeleição, diz Caio. “Pesam também ações como a onda de protestos, que contam muito para o crescimento da desaprovação de Trump, e já contavam antes mesmo da crise da Covid-19, que destruiu até mesmo as bonanças do seu mandato, que diziam sobre uma queda no desemprego e um certo crescimento econômico”, explicou.

O atual presidente não é o primeiro governante a ser infectado no mundo. Líderes do Brasil, Bolívia, Guatemala, Honduras e do Reino Unido também foram contaminados desde que o vírus surgiu. Felizmente, estão todos recuperados.

Kamala Harris, a candidata a vice na chapa de Biden, também fez um teste para saber se ela estava com o vírus, e o resultado deu negativo. A campanha deles tem interesse em manter a pandemia em destaque no debate político, visto que a gestão da crise enfrentada é apontada como um ponto fraco do adversário. Do outro lado, o republicano prefere evitar o tema do coronavírus, e destacar a recuperação da economia e do emprego no país.

 
REFERÊNCIAS:
CHARLEAUX, João Paulo. Trump com covid-19: como isso interfere na corrida eleitoral. Nexo Jornal, 02/10/20. Internacional. Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2020/10/02/Trump-com-covid-19-como-isso-interfere-na-corrida-eleitoral. Acesso em: 12/10/20.
Trump no longer a COVID-19 transmission risk to others, his doctor says. Euro News, 11/10/20. Internacional. Disponível em: https://www.euronews.com/2020/10/10/us-election-trump-plans-more-rallies-as-biden-slams-president-s-reckless-conduct. Acesso em: 13/10/20.
Joe Biden testa negativo para Covid-19. Portal G1, 02/10/20. Mundo. Disponível em: https://g1.globo.com/mundo/eleicoes-nos-eua/2020/noticia/2020/10/02/joe-biden-testa-negativo-para-covid-19.ghtml. Acesso em: 13/10/20.

 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »