08/12/2020 às 19h35min - Atualizada em 08/12/2020 às 19h20min

Após ato racista, os times PSG e Istanbul Basaksehir se retiram do gramado

Durante a partida, Sebastian Coltescu ofendeu de forma racista o Pierre Webó, membro da comissão técnica do Istanbul Basaksehir

João Fellipe Ramos - editado por Stefany Cardoso
Jogadores do PSG e do Istanbul Basaksehir cercam árbitros após ato racista (Foto: Reuters)
Nesta terça-feira (8), durante o jogo entre PSG X Istanbul Basaksehir, ocorreu um terrível episódio logo aos 15 minutos do primeiro tempo. Após uma falta de Rafael, Lateral dos Istanbul, gerou uma revolta normal do pessoal do banco do time visitante pelo cartão aplicado precocemente. Quando a falta seria batida, um membro da comissão técnica, Pierre Webó foi para cima do quarto árbitro, com muita raiva, o juiz viu apenas a cena e expulsou o membro da comissão. Contudo ele começou a falar que o quarto árbitro tinha proferido injurias raciais.

Logo após isso, Demba Ba, um dos líderes do elenco do Basaksehir tomou partido de toda a situação e bateu de frente com o árbitro e quarto árbitro e disse:
“Você nunca diz esse cara branco, você diz esse cara. Por que quando você menciona um cara preto você diz “aquele cara negro?” - questionou Demba Ba para os dois árbitros.
 

Depois de todo esse episódio, o árbitro romeno da partida queria continuar o jogo, mesmo depois desse acontecimento. Para tentar resolver, chamaram o delegado da partida para ver como prosseguir, nesse momento, Demba Ba chama todos os jogadores para saírem do campo para não compactuar com tal atrocidade.

A UEFA, deu várias informações logo após tudo isso que a partida retornaria ainda no mesmo dia, definiram o horário do retorno, e o time do PSG já havia voltado para o túnel que da entrada para o campo, mas o elenco do Istanbul não voltou e ficou definido que a partida foi suspensa, mas ela ainda não se manifestou oficialmente depois da atrocidade cometida por Sebastian Coltescu, o quarto árbitro. Espera-se que a UEFA tome providências e faça algo a respeito ao punir Sebastian Coltescu e t
omar as medidas mais justas para tal atrocidade cometida por este ser humano.

O fato ocorrido gerou imediata repercussão, e duas pessoas foram fundamentais para que esse tipo de atitude não passasse impune, Demba Ba e Pierre Webó, que não ficaram calados diante da injúria racial. Neymar e Mbappé também se manifestaram de imediato dizendo: "Se ele ficar em campo não jogamos, ele não deve ficar aqui, com ele aqui nós não jogamos."

Várias pessoas já se manifestaram sobre tal ocorrido. O presidente da Turquia Tayyip Erdogan demonstrando apoio total ao clube, o lateral brasileiro Rafael que joga no Istanbul falou em um áudio enviado para o Esporte Interativo: "Se três não jogam, nínguem joga, é a decisão do clube. Quando eu vi toda a confusão, eu vi o quarto árbitro pálido, aparentemente com medo", além de nomes importantes que estavam no jogo, como Mbappe já ter se pronunciado nas redes sociais e o próprio clube Istabun Basaksehir também.

Recentemente, a UEFA se manifestou oficialmente e oficializou que o jogo terá uma nova data, sendo realizada hoje, quarta-feira (9) às 14H55min no horário de Brasília. Sendo ele retomado no momento em que a partida foi parada, aos 14 minutos do primeiro tempo.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »